conecte-se conosco


Sem categoria

Feira do Produtor do Centro terá atrações no período natalino e de virada de ano

Publicado

Dias adicionais de atendimento e sorteio de brindes entre feirantes e consumidores. Estas são as atrações programadas pela Feira do Produtor do Centro, em Tangará da Serra, para a reta final de 2021.

Segundo o presidente da Associação dos Feirantes de Tangará da Serra (Asfet), Valdeci Ferraz Aquino, além da confirmação da feira extra em 24 de dezembro (sexta-feira), véspera de Natal, também haverá atendimento em caráter extraordinário no dia 31 de dezembro, também uma sexta-feira, véspera de ano novo.

“Pensamos no consumidor, que terá uma opção extra para incrementar as ceias de Natal e do réveillon. E, também, atendemos um anseio do feirante, que demonstrou interesse em promover estes dias extras e ampliar seu faturamento neste final de ano”, disse Aquino.

Feira dispõe de espaço para entretenimento infantil.

Além dos dois dias extras de atendimento, a Feira do Produtor do Centro terá sorteio de brindes no dia 24 de dezembro, com itens de utilidade fornecidos por empresas parceiras. “As empresas veem na Feira do Centro uma grande oportunidade de anunciar seus produtos e serviços. Esta parceria representará um atrativo adicional, tanto para os consumidores como para os próprios feirantes”, acrescentou o presidente da Asfet.

Valdeci lembra, ainda, que as crianças também têm seus atrativos na Feira do Produtor do Centro, com o “Espaço Criança”, da Maju Diversões, localizado na entrada da Feira pela esquina das ruas Celso de Lima (26) com Antônio José da Silva (07). Trata-se de um conjunto de três brinquedos, sendo um do tipo “pula-pula” e dois tobogãs infláveis caracterizados com os personagens Batman e Frozen.

publicidade

Empresas & Produtos

Comércio regional mostra otimismo e estima incremento de até 20% nas vendas de Natal

Publicado

Horário especial, bons estoques, estímulo ao consumo, contratações temporárias… Esta é a base do cenário do comércio da região para o Natal deste ano. Depois de um 2020 nebuloso, influenciado negativamente pela pandemia do novo coronavírus, a economia, mesmo estagnada, volta a mostrar sinais de reação em virtude do período natalino.

O otimismo começa na região metropolitana de Cuiabá. Pesquisa divulgada em novembro pela Câmara de Dirigentes Lojistas da capital (CDL Cuiabá) revela que quase 76% da população mato-grossense pretende ir às compras neste final de 2021, que promete ser o melhor em cinco anos.

Esse otimismo chega na região polarizada por Tangará da Serra. No principal município da região sudoeste (foto topo) de Mato Grosso, os fatores que fomentam as boas expectativas são o controle da pandemia, o recebimento do 13º salário e o retorno dos eventos.

Pesquisa realizada pela Associação Comercial e Empresarial de Tangará da Serra (ACITS), aponta para uma expectativa de incremento entre 10% e 15% nas vendas, neste período natalino. “As datas comemorativas são muito importantes para o comércio, é o momento de o empresário recuperar o fôlego e quando a população aproveita as campanhas e promoções”, diz o administrador da ACITS, Jorge Nazzari.

Em Barra do Bugres, otimismo e estímulo ao consumo projetam boas vendas neste Natal.

Em Barra do Bugres, A Associação Comercial e Industrial local (ACIBB), aposta num incremento semelhante nas vendas e projeta, também, reflexos socioeconômicos positivos com a abertura de vagas temporárias. “Nos estabelecimentos associados, temos uma projeção de 10% de abertura de vagas temporárias. Ou seja, a cada 10 empregos já existentes no comércio, projetamos a criação de uma vaga temporária”, disse, ao Enfoque Business, o presidente da entidade, Iandro Almicci.

 

Já em, Nova Olímpia, A Associação Comercial e Industrial (ACINO) prevê um incremento no comércio em geral em decorrência das massas salariais da usina de álcool e açúcar (Uisa) estabelecida na cidade e da prefeitura. “São os nossos maiores empregadores, então temos o 13º salário pagos por eles”, diz o presidente da entidade, Gonçalo da Trindade.

Trindade prevê um aumento das vendas neste período natalino de até 40% em relação ao mesmo período do ano anterior, considerando os momentos diferentes da pandemia Covid-19 de um ano para o outro. Nos negócios à vista, o crescimento esperado é de até 15%.

No Chapadão, o otimismo com a reação da economia é maior. Segundo o presidente da Associação Comercial de Campo Novo do Parecis (ACIC), Júnior Schleicher, a expectativa é que o período natalino represente um avanço de 20% no volume de negócios no comércio.

O optimismo com as vendas de Natal no comércio de Campo Novo do Parecis está embasado na força do agronegócio e no bom poder aquisitivo da população, cujo PIB per capita se aproxima da casa dos R$ 105 mil/ano, um dos maiores do estado.

Continue lendo

Envie sua sugestão

Clique no botão abaixo e envie sua sugestão para nossa equipe de redação
SUGESTÃO

Empresas & Produtos

Economia & Mercado

Contábil & Tributário

Governo & Legislação

Profissionais & Tecnologias

Mais Lidas da Semana