conecte-se conosco


Cidades & Geral

Especialistas preveem retorno do ‘El Niño’ e melhor ocorrência de chuvas em 2022

Publicado

Ao contrário do que vem ocorrendo nos últimos cinco anos, com a atuação do fenômeno ‘La Niña’, a partir de 2022 o hemisfério sul do planeta assistirá o retorno do fenômeno ‘El Niño’ e, com ele, uma melhora sensível no quadro das chuvas no interior do continente sul-americano.

O El Niño é o oposto do ‘La Niña’. Consiste num evento climático natural que ocorre no Oceano Pacífico, podendo ser definido como um aquecimento anormal das suas águas, seguido pelo enfraquecimento dos ventos alísios. Tais alterações modificam o sistema climático de distribuição das chuvas e de calor em diversas regiões do planeta.

Com o estabelecimento do fenômeno, as chuvas retomarão a intensidade normal, podendo ser, inclusive, acima da média em 2022, segundo o CEO do Climatempo, Carlos Magno. Ele observa, porém, que ainda pouco se sabe sobre a intensidade do ‘El Niño’ para 2022. “Ainda é cedo para afirmar se ele (o fenômeno) será intenso ou não, mas a partir de outubro poderemos assistir a uma recuperação dos reservatórios, de 2021 para 2022”, disse, em entrevista recente à Agência iNFRA.

Leia mais:  Meteorologia prevê onda de frio intenso no país; Tangará da Serra poderá ter mínimas de 5°C

No caso de Tangará da Serra, a média de precipitações entre 1998 e 2018 foi  um volume de 1.900 milímetros. Por força do ‘La Niña’, esta média sofreu uma retração importante nos últimos cinco anos, resultando nas crises hídricas vivenciadas pelo município, com adoção de medidas de racionamento. Com a volta do ‘El Niño’, a situação tende a melhorar.

publicidade

Cidades & Geral

Meteorologia prevê onda de frio intenso no país; Tangará da Serra poderá ter mínimas de 5°C

Publicado

Uma forte e extensa massa de ar frio atinge o Brasil a partir de domingo (15) causando acentuada queda de temperatura em diversas regiões. A partir do dia (16), a massa de ar frio se desloca rapidamente pelo Sul avançando para áreas das regiões Centro-Oeste e Sudeste e, durante à noite, chega aos estados de Rondônia e Acre, causando o segundo episódio de friagem.

Em Mato Grosso, o frio poderá ser recorde a partir da noite de quarta-feira (18), com mínimas de 7°C na capital, Cuiabá, e de 5° C em Tangará da Serra. Na quinta-feira, os termômetros poderão apontar 4°C na cidade da Serra de Tapirapuã (Veja imagem abaixo).

A friagem deverá persistir por até uma semana, segundo previsões nos principais sites especializados em meteorologia do país, como o Clima Tempo, o Cptec/Inpe e o Inmet.

A figura a seguir, do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), apresenta a previsão de temperatura mínima no início da manhã dos dias 18 e 19 (quarta-feira e quinta-feira).
Tons em azul e roxo indicam áreas com previsão de temperatura mínima menor que 12°C. Destaque para áreas das Serras Gaúcha e Catarinense e no Planalto Sul do Paraná, sudeste de Minas Gerais e Serra da Mantiqueira onde as temperaturas deverão ser negativas.

Leia mais:  Meteorologia prevê onda de frio intenso no país; Tangará da Serra poderá ter mínimas de 5°C

Continue lendo

Envie sua sugestão

Clique no botão abaixo e envie sua sugestão para nossa equipe de redação
SUGESTÃO

Empresas & Produtos

Economia & Mercado

Contábil & Tributário

Governo & Legislação

Profissionais & Tecnologias

Mais Lidas da Semana