conecte-se conosco


Agronegócio & Produção

Mercados de algodão e milho, oportunidade na crise e ‘politicagem’ na pandemia são destaques no Momento Agrícola

Publicado

A edição deste final de semana do Momento Agrícola está, como sempre, recheada de informações relevantes do Agro no Brasil e no mundo.

O programa, já tradicional no meio produtivo mato-grossense, é produzido e apresentado pelo produtor rural, agrônomo e consultor Ricardo Arioli Silva, e é veiculado pela rede de rádios do Agro e divulgado pelo Enfoque Business todas as semanas.

Nesta edição, Ricardo Arioli lamenta o oportunismo de várias alas da política nacional nesta pandemia. É o que, de fato, se percebe, com governadores e congressistas aproveitando-se da pandemia para tentar jogar déficits bilionários de governos ‘no colo’ do governo federal, além da condenável prática de politicagem. “Lamentável, isso! Deveríamos ter uma única fonte de preocupação e sair da crise. Engraçado como a política sempre tem um lado obscuro e interesseiro, mesmo em situações como esta”, diz Arioli.

Comportamentos

Por outro lado, o Momento Agrícola destaca o comportamento de setores do Agro durante a pandemia do coronavírus. Ao contrário da soja e do milho (cujos mercados estão aquecidos, apesar da crise), os setores leiteiro, de hortifrutigranjeiros, flores e cana-de-açúcar (açúcar e etanol) passam por situações delicadas.

Leia mais:  Momento Agrícola: Pneu de soja, corte de impostos e ‘Famato Embrapa Show’ são destaques

Entre as grandes culturas, o algodão é cercado de incertezas. Com as confecções, fiações e unidades têxteis paradas e comércio de vestuário paralisado, o mercado do algodão acaba sendo impactado.

Risco na crise

No caso do algodão, compradores podem desistir de contratos de compra pagando a multa contratual e adotando a prática do “washout”.

Se por um lado os produtores de algodão de Mato Grosso se beneficiam do mercado futuro, que já garantiu a comercialização a bons preços de 75% do algodão que ainda está na lavoura, há um detalhe que leva o setor a um a séria preocupação: a desistência dos compradores.

No caso do algodão, compradores podem desistir de contratos de compra pagando a multa contratual e adotando a prática do “washout” (recompra). A partir desse expediente, os compradores cancelam o contrato e voltam ao mercado para comprar o mesmo algodão a preços muito inferiores.

Conjuntura

Quanto à cana-de-açúcar, o grande drama está no etanol brasileiro. O tombo nos preços do barril de petróleo (próximo a US$ 20) quebrou a competividade do etanol frente à gasolina. Para completar, o protecionismo e os subsídios dos Estados Unidos às refinarias é uma séria adversidade enfrentada pelo etanol entre os americanos.

Leia mais:  Momento Agrícola: Pneu de soja, corte de impostos e ‘Famato Embrapa Show’ são destaques

Desta forma, os Estados Unidos podem relaxar a produção de etanol de milho, o que ampliará a oferta do grão pelo país da América do Norte. O resultado é que o Brasil terá, então, de disputar mercados do milho com os Estados Unidos e, nesta disputa, os preços cairão.

Com milho sobrando, os americanos certamente ampliarão a produção de soja, provocando pressão para baixo dos preços da oleaginosa.

Oportunidade

Por outro lado, o Agro brasileiro poderá sair fortalecido no pós-crise, desde que o governo aproveite a oportunidade. Ricardo Arioli – que preside a Comissão Nacional de Cereais, Fibras e Oleaginosa, vinculada à Confederação de Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) – observa que a crise é a oportunidade para o país se consolidar entre os principais exportadores de alimentos e, de quebra, fortalecer sua indústria para agregar valor. “Estamos com a faca e o queijo na mão”, aposta.

Outras

Nos demais blocos do Momento Agrícola, Arioli fala com especialistas sobre “Economia Ambiental após a crise”, o “Curso dos Campeões de Produtividade do CESB” e uma matéria especial: “A Doação de Órgãos e o Agro”.

Para ouvir o Momento Agrícola na Íntegra, clique abaixo:

publicidade

Agronegócio & Produção

Momento Agrícola: Pneu de soja, corte de impostos e ‘Famato Embrapa Show’ são destaques

Publicado

O uso do óleo de soja na fabricação de pneus, as inovações da Embrapa e outros assuntos de interesse do Agro compõem o conteúdo do Momento Agrícola deste sábado (14.05).

De autoria do produtor rural, agrônomo e consultor Ricardo Arioli, o programa é veiculado aos sábados pela rede de rádios do Agro e repercutido em forma de notícias e com o link do Soundcloud pelo Enfoque Business, também aos finais de semana.

Pneu de soja

O primeiro destaque do Momento Agrícola deste sábado, no bloco inicial do programa, é o lançamento no mercado brasileiro, pela Goodyear, do primeiro pneu que leva óleo de soja em sua composição. Trata-se do novo Wrangler Workhorse, fabricado em Americana (SP) e voltado para picapes e SUVs.

Segundo a Goodyear, o óleo de soja substitui os derivados de petróleo na produção do pneu que, além de ser mais sustentável também tem desempenho superior ao seu antecessor, o Wrangler Armortrac. A indústria afirma que o pneu com soja é mais durável, oferecendo melhor dirigibilidade em piso molhado e mais tração em todos os tipos de terreno. Outra vantagem, segundo a Goodyear, é que o óleo de soja assegura melhor desempenho em diferentes temperaturas, com maior aderência na pista.

Leia mais:  Momento Agrícola: Pneu de soja, corte de impostos e ‘Famato Embrapa Show’ são destaques

Outras

O Momento Agrícola também destaca as inovações da Embrapa, a organização do ‘Famato Embrapa Show’, as tecnologias desenvolvidas para o Agro, notícias sobre fertilizantes (potássio) que poderão vir da Jordânia, os cortes em impostos de produtos importados, entre outros assuntos.

Para concluir a edição deste sábado, o Momento Agrícola traz entrevistas com os temas “Até o Berro do Boi”, com Sérgio Pflanzer, da Unicamp, e “Defensores do Agro”, com o aluno Vittorio Vieira.

Para ouvir o Momento Agrícola na íntegra, clique abaixo:

Continue lendo

Envie sua sugestão

Clique no botão abaixo e envie sua sugestão para nossa equipe de redação
SUGESTÃO

Empresas & Produtos

Economia & Mercado

Contábil & Tributário

Governo & Legislação

Profissionais & Tecnologias

Mais Lidas da Semana