conecte-se conosco

Setor Público & Agentes

No sábado: Em extraordinária, Câmara votará crédito de R$ 8 milhões para pessoal, insumos e medicamentos

Publicado

O projeto de lei 001/2021, para abertura de crédito especial no valor de R$ 8,24 milhões, foi encaminhado à Câmara Municipal pelo Executivo para contratação de pessoal e aquisição de insumos e medicamentos exclusivamente para o enfrentamento à pandemia do novo coronavírus em Tangará da Serra.

A confirmação ocorreu ontem à tarde, em post na página do Facebook (foto acima) do vereador Rogério Silva (DEM), após reunião na prefeitura entre o prefeito Vander Masson (PSDB) e vereadores. Também participaram da reunião membros do primeiro escalão do Executivo.

A matéria será apreciada em sessão extraordinária, neste sábado, às 09hs, no plenário do Legislativo local.

Os recursos pleiteados serão utilizados na contratação de pessoal – 103 profissionais, sendo seis médicos e 14 profissionais de enfermagem e técnicos em caráter emergencial – conforme já mencionado pelo prefeito em entrevista coletiva no início da semana passada.

Demanda

Conforme antecipado pelo Enfoque Business na semana anterior, a demanda crescente imposta em Tangará da Serra pela pandemia do novo coronavírus (aliada ao desgaste e a redução das equipes de atendimento) motivou a propositura pela contratação de pessoal e aquisição de medicamentos e insumos.

Leia mais:  Missão com pressão: Com estratégia para reduzir fila de espera, Leonardo Rolim assume INSS

O objetivo é suprir as necessidades dos plantões na rede pública de saúde e reforçar o atendimento aos pacientes. Segundo boletins divulgados pelo Comitê Interinstitucional de Prevenção e Monitoramento ao Coronavírus, do último dia 04 até ontem (quinta, 14) foram registrados 3.787 atendimentos de pacientes com suspeita de Covid-19.

Além da insuficiência nas equipes para atendimento e cumprimento de plantões nas UPA, URA e no Hospital Municipal Arlete Daisy Cichetti de Brito, há baixas relacionadas aos afastamentos por férias. “Os profissionais estão desgastados e precisam de férias. Sabemos das dificuldades que temos em relação ao pessoal, mas também temos de pensar no servidor. Eles estão no limite”, disse o prefeito, em entrevista concedida semana passada.

(Foto: Facebook/Vereador Rogério Silva)

publicidade

Setor Público & Agentes

Governo cede à pressão e revê medidas, com flexibilização de horários; Toque de recolher é mantido

Publicado

O Governo de Mato Grosso alterou as medidas restritivas contra o contágio da covid-19 e estendeu os horários de funcionamento permitidos para supermercados nos sábados e para restaurantes aos finais de semana.

As alterações do novo decreto serão publicadas em edição extra do Diário Oficial desta sexta-feira (05.03). As medidas restritivas começaram a valer nesta quarta-feira e têm validade de 15 dias.

De acordo com o novo decreto, os supermercados e estabelecimentos que vendem produtos alimentícios poderão ficar abertos nos sábados até às 19h, “vedado o consumo de bebidas alcoólicas no local”. Antes, a permissão desse ramo nos sábados era das 5h às 12h.

Já os restaurantes, inclusive os localizados em shoppings, que poderiam atender até o meio-dia nos sábados e domingos, agora poderão funcionar até às 14h no final de semana. A alteração não se aplica às demais lojas dos shoppings.

 

Confira como ficaram as novas regras, válidas para os 141 municípios de Mato Grosso:

– De segunda à sexta, proibição de todas as atividades econômicas das 19h às 5h. Aos sábados e domingos, a proibição será após o meio-dia. A exceção fica por conta das farmácias, imprensa, hospedagem, serviços de segurança e vigilância privada, serviços de saúde, funerárias, postos de gasolina (exceto conveniências), indústrias, transporte de alimentos e grãos, e serviços de manutenção de atividades essenciais, como água, energia, telefone e coleta de lixo.

– Supermercados poderão funcionar nos sábados das 5h às 19h.

– Restaurantes, inclusive os localizados em shoppings, poderão atender nos sábados e domingos até às 14h.

– Nos horários permitidos, as atividades econômicas deverão respeitar as medidas de segurança, como o uso de máscara, distanciamento e limitação de 50% da capacidade máxima do local.

– Eventos podem ocorrer dentro do horário permitido, respeitado o limite 30% da capacidade do local, e número máximo de 50 pessoas.

– Os serviços de entrega por delivery seguem autorizados até às 23h.

– O transporte coletivo e congêneres (Uber, 99, etc) podem funcionar normalmente.

– Toque de recolher a partir das 21h até às 5h, com proibição de circulação.

– Nos órgãos públicos estaduais, fica suspenso o atendimento presencial em todas as secretarias e órgãos do governo, com exceção das unidades finalísticas. Quanto a jornada de trabalho, cada secretaria/autarquia vai disciplinar medidas para redução do fluxo de pessoas.

Leia mais:  Tangará da Serra: Vander anunciará secretariado até dia 10; Água e saúde são prioridade
Continue lendo

Envie sua sugestão

Clique no botão abaixo e envie sua sugestão para nossa equipe de redação
SUGESTÃO

Empresas & Produtos

Economia & Mercado

Contábil & Tributário

Governo & Legislação

Profissionais & Tecnologias

Mais Lidas da Semana