conecte-se conosco

Saúde Pública

Tangará da Serra: Aumento de quase 170% nos casos de Covid-19 leva município a retomar toque de recolher

Publicado

O aumento exponencial dos casos confirmados de Covid-19 em Tangará da Serra motivou o município a readotar o ‘toque de recolher’. A medida tem por objetivo conter o avanço do novo coronavírus na cidade.

Em apenas 08 dias, os casos de infecção pelo vírus sofreram um acréscimo de 30 novos pacientes. Ou seja, desde o último dia 14, quando o município registrava 18 casos, houve um salto para 48 confirmações, o que representa um aumento substancial de 166,7% no número de infectados.

(Veja pronunciamento a seguir; Veja boletim ao final do texto)

Em pronunciamento por volta do meio-dia desta sexta-feira (22), o prefeito Fábio Junqueira confirmou que o toque de recolher será novamente adotado, imediatamente, com início às 21hs às 06hs da manhã do dia seguinte. “Estamos pedindo que todos cumpram espontaneamente as medidas, com consciência. Queremos que todos se previnam e que a economia continue andando, mas todos precisam colaborar”, disse o gestor, que assinou o decreto 210/2020, onde consta a decisão.

Tangará da Serra chega 48 casos confirmados por COVID-19

O Prefeito Fábio Martins Junqueira acaba de anunciar a retomada do Toque de Recolher, uma medida importante que será adotada no Município, considerando que Tangará da Serra, nesta sexta-feira, 22, registra 48 pessoas contaminadas por Coronavírus, um total de 400 notificações, e 22 pessoas já estão curadas, 25 em isolamento domiciliar e 01 que segue internado em enfermaria.295 casos já foram descartados e 57 estão em investigação. Dos 48 casos confirmados, 11 foram por transmissão importada, 24 por transmissão local e 13 por transmissão comunitária.

Posted by Prefeitura Municipal de Tangará da Serra on Friday, May 22, 2020

Boletim

Leia mais:  Taxa de letalidade do coronavírus no Brasil avança 53% em cinco dias e chega a 3,2%

O boletim divulgado pelo município ao final da manhã de hoje (sexta-feira, 22) registra 48 pessoas contaminadas por Coronavírus. Ao todo, são 400 notificações, com 295 descartadas. Entre os contaminados, 22 evoluíram para cura clínica e 25 estão em isolamento domiciliar. Um paciente está internado em enfermaria.

Outros 57 casos estão em investigação. Dos 48 casos confirmados, 11 foram por transmissão importada, 24 por transmissão local e 13 por transmissão comunitária.

(Veja, abaixo, os números locais da pandemia desta sexta-feira)

publicidade

Saúde Pública

Influenza: Vacinação é prorrogada até 30 de junho para público de todas as fases da campanha

Publicado

Diante de um baixo índice de vacinação de grupos prioritários, a Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe teve seu prazo ampliado e agora vai até o dia 30 deste mês. Segundo o Ministério da Saúde, dos 77,7 milhões de pessoas consideradas público prioritário, 63,53% receberam a vacina. Com a prorrogação, a expectativa é vacinar mais 28,3 milhões de pessoas.

A campanha teve três fases. Dividida em duas etapas, a terceira e última fase, iniciada em 11 de maio, tinha previsão de vacinar 90% do grupo considerado prioritário até o dia 5 de junho. Como o resultado ainda está aquém do esperado, o governo adotou a estratégia de prorrogar a data final para o dia 30.

Segundo o Ministério da Saúde, até o último fim de semana 25,7% de 36,1 milhões de pessoas estimadas nesta terceira fase foram vacinadas. “Desde o início da ação nacional, em 23 de março, 50 milhões de pessoas foram vacinadas, faltando ainda 28,3 milhões que ainda não receberam a vacina”, informou a pasta.

Nesta segunda etapa, a campanha tem como foco principal os professores de escolas públicas e privadas e adultos de 55 a 59 anos. Já a primeira etapa (da terceira fase da campanha) teve como público-alvo pessoas com deficiência; crianças de 6 meses a menores de 6 anos; gestantes e mães no pós-parto até 45 dias.

Leia mais:  COVID-19: Tangará tem nove confirmados e recuperados; Sete foram ‘importados’

Em nota, o secretário substituto de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde, Eduardo Macário, disse que, além de ser importante para reduzir complicações e óbitos em decorrência da gripe influenza, a prorrogação da campanha é “mais uma oportunidade para que os públicos de todas as fases, que ainda não se vacinaram, possam procurar de forma organizada as unidades de saúde”.

Continue lendo

Envie sua sugestão

Clique no botão abaixo e envie sua sugestão para nossa equipe de redação
SUGESTÃO

Empresas & Produtos

Economia & Mercado

Contábil & Tributário

Governo & Legislação

Profissionais & Tecnologias

Mais Lidas da Semana