conecte-se conosco


Setor Público & Agentes

Mais MT: Presidente da MT Par confirma ‘Mais Habitação’, iluminação em LED e gasoduto

Publicado

O presidente do MT Participações (MT Par), Wener Santos, afirma em entrevista que o órgão busca melhores condições para os cidadãos e para o Estado. Por meio de parcerias com as prefeituras, trabalha na construção de 20 mil casas previstas pelo Mais Habitação e para instalar 450 mil lâmpadas de LED em todos os municípios de Mato Grosso.

Uma parceria com o Intermat, para a regularização fundiária, prevê a entrega de sete mil títulos para Cuiabá e Várzea Grande, em 2021 sem ônus para os beneficiados; e com o TCE vai auxiliar na educação financeira dos prefeitos mato-grossenses.

“Queremos ações que melhorem a vida dos cidadãos, por meio da geração de emprego e renda e, ao mesmo tempo, ajudem o Estado a seguir crescendo”, destaca Wener Santos. Confira a entrevista na íntegra.

Como parte do programa Mais MT, o Governo de Mato Grosso investirá R$ 120 milhões na construção de casas populares. De que forma o MT Par está trabalhando? Conseguirá eliminar, ou diminuir, o déficit habitacional do Estado?

Wener Santos – Estamos trabalhando em parceria com os municípios interessados na construção de novas moradias. Já fizemos um chamamento público, em que 73 prefeituras se interessaram pelo [programa] Mais Habitação, indicando as áreas a serem construídas.

A meta do governador Mauro Mendes é construir 20 mil casas nos próximos dois anos, com essa parceria entre Governo do Estado, municípios e Governo Federal, que tem proporcionado um novo conceito de habitação. Conseguimos viabilizar casas maiores, melhores e com preços acessíveis aos cidadãos, diminuindo o déficit habitacional.

Governo do Estado vai construir 20 mil casas populares pelo programa Mais Habitação Foto Secom-MT.

O presidente do MT Participações (MT Par), Wener Santos, afirma em entrevista que o órgão busca melhores condições para os cidadãos e para o Estado. Por meio de parcerias com as prefeituras, trabalha na construção de 20 mil casas previstas pelo Mais Habitação e para instalar 450 mil lâmpadas de LED em todos os municípios de Mato Grosso.

Uma parceria com o Intermat, para a regularização fundiária, prevê a entrega de sete mil títulos para Cuiabá e Várzea Grande, em 2021 sem ônus para os beneficiados; e com o TCE vai auxiliar na educação financeira dos prefeitos mato-grossenses.

“Queremos ações que melhorem a vida dos cidadãos, por meio da geração de emprego e renda e, ao mesmo tempo, ajudem o Estado a seguir crescendo”, destaca Wener Santos. Confira a entrevista na íntegra.

Como parte do programa Mais MT, o Governo de Mato Grosso investirá R$ 120 milhões na construção de casas populares. De que forma o MT Par está trabalhando? Conseguirá eliminar, ou diminuir, o déficit habitacional do Estado?

Wener Santos – Estamos trabalhando em parceria com os municípios interessados na construção de novas moradias. Já fizemos um chamamento público, em que 73 prefeituras se interessaram pelo [programa] Mais Habitação, indicando as áreas a serem construídas.

A meta do governador Mauro Mendes é construir 20 mil casas nos próximos dois anos, com essa parceria entre Governo do Estado, municípios e Governo Federal, que tem proporcionado um novo conceito de habitação. Conseguimos viabilizar casas maiores, melhores e com preços acessíveis aos cidadãos, diminuindo o déficit habitacional.

Quais outros projetos do MT Par estão em andamento. De que forma beneficiarão a população?

Wener Santos – Temos a licitação do gasoduto, que estará pronta nos próximos dias e atenderá todo o Distrito Industrial de Cuiabá. Outro tema, que temos trabalhado, são os aterros sanitários, em parceria com os Consórcios Intermunicipais, cujo objetivo é dar a destinação correta ao lixo urbano.

Há ainda o projeto de Energia Solar, que atenderá os órgãos públicos estaduais, gerando economia para o Governo de Mato Grosso.

Projeto de energia solar atenderá órgãos do Governo do Estado – Foto Seom/MT.

O projeto mais recente é uma parceria entre o MT Par e o TCE [Tribunal de Contas do Estado], para auxiliar os prefeitos dos 141 municípios no uso correto do dinheiro público, visando eficiência na gestão. Gastando menos e fazendo mais.

Outro braço do MT PAR está tocando projetos voltados ao turismo da Baixada Cuiabana. A ideia é aquecer a atividade na região, revitalizando nossos pontos turísticos, gerando emprego e renda para a população, tanto para empreendedores quanto para profissionais do setor.

O que se pode esperar do MT Par para os próximos anos?

Wener Santos – Queremos trabalhar em parcerias e gostamos muito das causas municipalistas, onde o cidadão de fato vive. Queremos ações que melhorem a vida dos cidadãos, por meio da geração de emprego e renda e, ao mesmo tempo, ajudem o Estado a seguir crescendo.

Em breve, estaremos de casa nova e as portas estão abertas para as parcerias públicas ou privadas, que visam o bem de Mato Grosso.

(Secom-MT)

publicidade

Setor Público & Agentes

Marcia Kiss assume pasta de Assistência Social em Tangará; Ana Lúcia alega surpresa

Publicado

O prefeito de Tangará da Serra, Vander Masson, apresentou e empossou na manhã desta segunda-feira, dia 08, a nova secretária municipal de Assistência Social.

A professora Marcia Regina Kiss Siqueira de Castro Cardoso foi empossada em ato ocorrido no Gabinete de Políticas Públicas para Mulheres (GPM), da Prefeitura Municipal.

Ela assume no lugar de Ana Lúcia Adorno de Souza, que ocupou o cargo entre janeiro e outubro de 2021. “Quero agradecer a Ana Lúcia pelo trabalho, empenho e esforço que dedicou à Secretaria ao longo desses 10 meses, deu o seu melhor e somos muito gratos a ela por isso”, disse o Prefeito Vander.

Márcia Kiss assumiu a pasta na manhã desta segunda-feira.

Marcia Kiss, como é mais conhecida no meio social, é casada com Arnaldo, mãe de 2 filhos: Matheus e Ana Clara. Nasceu em São Paulo/SP no dia 25/10/1972 e foi criada no Paraná.

Formada em Ciências Exatas e Pedagogia. É residente em Tangará da Serra desde março de 1995. Durante esses 26 anos em Tangará da Serra, trabalhou em várias escolas, dentre elas o Centro Municipal de Ensino Silvio Paternez, a Escola Acalanto, a Escola Objetiva, o Colégio Ideal, o Centro Infantil Caracol Kids e a Avance Colégio e Cursos, nas quais atuou como professora, no setor financeiro, como coordenadora pedagógica e como diretora.

Já foi Conselheira Tutelar e Coordenadora do CRAS (Centro de Referência em Assistência Social), na Vila Esmeralda.

Em 2016 e em 2020, Marcia Kiss foi candidata a vereadora em Tangará da Serra.

Ao ser empossada, Marcia assegurou que irá conduzir a Secretaria com dedicação. “Agradeço a oportunidade dada a mim pelo prefeito Vander Masson. Buscarei conduzir a Secretaria com sabedoria, com união e empenho de todos os servidores para conduzir a pasta”, disse, destacando que as ações serão com planejamento e atuando ao lado das demais secretarias.

Surpresa

Ana Lúcia Adorno atuou pela pasta desde janeiro, no início da atual gestão.

Comunicada de sua exoneração na última sexta-feira (05), Ana Lúcia Adorno de Souza, disse estar surpresa com a decisão do Executivo. Em entrevista veiculada pela rádio Serra FM nesta manhã de segunda-feira, Ana Lúcia relatou que, ao ser informada que deixaria a pasta de Assistência Social, ouviu o gabinete do Executivo que sua atuação não estava afinada com a gestão e que seu desempenho não foi o esperado pelo prefeito Vander Masson.

Ela disse, porém, que fez o possível para atender as expectativas da administração municipal e que, apesar das limitações estruturais e orçamentárias que enfrentou, buscou desempenhar suas funções da melhor maneira possível. Ana Lúcia agradeceu a oportunidade de compor a gestão municipal e disse torcer pelo êxito dos projetos em andamento na pasta.

(Redação EB, com Assessoria)

Continue lendo

Envie sua sugestão

Clique no botão abaixo e envie sua sugestão para nossa equipe de redação
SUGESTÃO

Empresas & Produtos

Economia & Mercado

Contábil & Tributário

Governo & Legislação

Profissionais & Tecnologias

Mais Lidas da Semana