conecte-se conosco


Saúde Pública

Covid-19: Tangará da Serra acumula 1.411 casos e 17 óbitos; Taxa de cura é de 88%; ‘TOL’ volta a subir no estado

Publicado

Boletim epidemiológico divulgado ontem (sábado, 18) à tarde pelo Comitê Interinstitucional de Prevenção e Monitoramento ao Coronavírus de Tangará da Serra, o município acumula 1.411 registros de Covid-19 doença desde o início da pandemia.

Por outro lado, o índice de cura é alto, com 1.240 recuperados, o que corresponde a um percentual de 87,8% sobre o total de casos registrados. Os óbitos subiram de 14 (na última sexta) para 17 e incluem dois indígenas. (Veja quadro ao final da matéria)

Conforme boletim divulgado ontem pelo município, há 13 pacientes internados com covid-19. Destes, dois estão em UTI pública (Hospital Municipal), e três em UTI privada. Outros sete pacientes estão internados em leitos de enfermaria públicos e um em enfermaria privada. Os pacientes em isolamento domiciliar somam 141.

Entre os casos em investigação, há oito internados no total, sendo seis enfermaria pública, um em enfermaria da rede hospitalar privada e um em UTI pública.

Estado

A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) notificou, até a tarde de ontem (sábado, 18), 32.766 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, sendo registrados 1.312 óbitos em decorrência do coronavírus no Estado e 21 mortes nas últimas 24 horas.

Leia mais:  Covid-19: Tangará da Serra abre semana com 112 novos casos; Óbitos somam 27 em abril

Foram registradas cerca de 445 novas confirmações de coronavírus no Estado. Entre casos confirmados, suspeitos e descartados para a Covid-19, há 288 internações em UTIs públicas e 363 em enfermarias públicas. Isto é, a taxa de ocupação de leitos (TOL) voltou a subir e agora está em 93,5% para UTIs e em 53,3% para enfermarias.

Dos 32.766 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, 15.245 estão em monitoramento e 16.209 estão recuperados. Na última sexta-feira (17.07), os dados inseridos no novo sistema passaram por uma revisão, em que foram constatadas e corrigidas ocorrências de duplicidade; a correção pode ter levado a mudanças nos números de casos por municípios.

Dentre os 10 municípios com maior número de casos de Covid-19, estão Cuiabá (6.910), Várzea Grande (2.487), Sinop (2.603), Rondonópolis (2.243), Lucas do Rio Verde (1.598), Tangará da Serra (1.411), Primavera do Leste (1.385), Sorriso (1.255), Nova Mutum (891) e Pontes e Lacerda (742).

Sinop

Importante destacar que Sinop aparece no balanço da SES-MT em 8º lugar no número de casos em Mato Grosso (total de 1.037), mas, na realidade, deveria figurar na segunda colocação no ranking estadual.

Leia mais:  Covid-19: Município tem cinco dias para reduzir contaminação em 1/4 e evitar lockdown

De acordo com boletim Covid-19 do próprio município divulgado no site da prefeitura local, o município do ‘Nortão’ soma 2.603 casos (1.395 confirmados pelo poder público local e outros 1.208 casos positivos por testagem rápida).

Os números de Sinop podem ser conferidos no link abaixo:

https://www.sinop.mt.gov.br/Noticias/Sinop-registra-1395-casos-confirmados-de-covid-19-8530/

A lista detalhada com todas as cidades que já registraram casos da Covid-19 em Mato Grosso pode ser acessada no Boletim anexado ao final desta matéria. (Acesse o link: http://www.saude.mt.gov.br/informe/584).

O documento ainda aponta que um total de 34.754 amostras já foram avaliadas pelo Laboratório Central do Estado (Lacen-MT) e que, atualmente, restam cerca 2.300 amostras em análise laboratorial.

publicidade

Saúde Pública

Vacina Covid-19: ERS Tangará recebe 1.700 doses pediátricas; Esquema vacinal é diferenciado

Publicado

O Escritório Regional de Saúde (ERS) de Tangará da Serra recebeu no último sábado uma remessa de 1.700 doses de vacinas contra a Covid-19, da Pfizer, para aplicação em crianças de 05 a 11 anos.

As doses pediátricas chegaram por volta das 15h30, via terrestre, e serão distribuídas aos 10 municípios da região de abrangência do ERS já a partir desta segunda-feira (17). O ERS apenas aguarda o recebimento da resolução de distribuição para disponibilizar os lotes aos municípios.

Esquema diferenciado

Mato Grosso recebeu do Ministério da Saúde na última sexta-feira 23 mil doses de vacinas pediátricas contra Covid-19. A primeira remessa é da Pfizer (Comirnaty).

De acordo com as recomendações da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), a vacinação desse público precisa ser realizada em ambiente específico e segregado da vacinação de adultos.

Outra recomendação é que a sala em que se dará a aplicação em crianças seja exclusiva para a aplicação dessa vacina; não se podendo aplicar outras vacinas, ainda que pediátricas. A vacina contra Covid-19 não pode ser administrada de forma concomitante a outras vacinas do calendário infantil, precisando respeitar um intervalo de 15 dias.

Leia mais:  ANS retira teste rápido de Covid-19 de rol obrigatório dos planos de saúde; Decisão não afeta método RT-PCR

O esquema vacinal para crianças terá o intervalo de oito semanas. O imunizante tem dosagem e composição diferentes da que é utilizada na dose para os maiores de 12 anos. A vacina para crianças será aplicada em duas doses de 0,2 mL (equivalente a 10 microgramas). A tampa do frasco da vacina virá na cor laranja, para facilitar a identificação pelas equipes de vacinação e também pelos pais, mães e cuidadores que levarão as crianças para serem vacinadas.

Continue lendo

Envie sua sugestão

Clique no botão abaixo e envie sua sugestão para nossa equipe de redação
SUGESTÃO

Empresas & Produtos

Economia & Mercado

Contábil & Tributário

Governo & Legislação

Profissionais & Tecnologias

Mais Lidas da Semana