TANGARÁ DA SERRA

Curiosidades

4 Passeios divertidos e inusitados da África do Sul

Publicado em

África do Sul vai muito além de safári no Kruger parque, o país possui inúmeros passeios legais, alguns bastante exóticos e incomuns para nós mas que vale a pena conhecer. São passeios com animais selvagens, degustação e claro de aventura, para agradar a todos os gêneros e idades.

1 – Monkeyland

Para quem gosta de animais, esse passeio é muito legal, em uma imensa floresta de 12 hectares na região rural do The Crags, esta localizado a “Terra dos Macacos”. Neste santuário habitam livremente mais de 500 primatas de 11 espécies diferentes, vivendo em perfeita harmonia. O visitante é conduzido em uma visita guiada ao longo de uma trilha pela floresta observando de pertinho os primatas, que transitam muitas vezes ao nosso lado sem se importar com a presença humana. Todos os macacos que vivem no Monkeyland foram resgatados de zoos, pet (ilegalmente) ou mesmo de laboratórios, porém no santuário eles tem uma nova chance de viverem livres em seu habitat natural.

2 – Carruagem histórica

De volta ao passado, um passeio inusitado na África do Sul é o Hog Hollow Carriage Trail. Apesar do nome longo, é um tour em uma carruagem vintage (do século XVII) em que o visitante é levado em grande estilo até uma vinícola na região rural The Crags, onde fará uma degustação não somente de vinho, mas também de azeite, azeitona e chá gelado.
Dentro da própria carruagem são servidos alguns drinks. Os dois cavalos que conduzem a carruagem são treinados por comandos de voz, isto é, não sofrem nenhum tipo de castigo, felizmente. Mesmo aqueles que não se interessam ou não entendem de vinhos poderão curtir esse passeio pelas belas paisagens rurais.

3 – Safári de Avestruz

Isso mesmo, um safári só pra ver avestruzes. O safari ostrich como eles chamam na cidade de Outdshoorn (uma espécie de velho oeste sul africano), funciona de uma forma diferente, ao invés de jeeps, um trator conduz uma carroceria com capacidade para aproximadamente 20 pessoas e, em seguida, entra no recinto dos animais.
O avestruz é um animal curioso e qualquer coisa chama a atenção deles que logo se aproximam do trator, ficando a poucos centímetros dos visitantes. Em todas as​ visitas às fazendas de avestruzes, o visitante fica separado deles através de uma cerca, pois são animais não tão dóceis assim, e apesar da sua bicada não doer, eles podem dar chutes bem fortes. Ficar no trator é uma forma de estar ao lado deles em total segurança.

4 – Cool Runnings

Já imaginou descer em um trenó através de um tobogã com curvas sinuosas a uma velocidade que pode chegar até a 60km? Pois é, e o mais surpreendente ainda é ver crianças guiando esses trenós com uma habilidade de fazer inveja em qualquer um. O visitante pode comprar quantas fichas quiser, e em seguida, sentar no trenó segurando na alavanca onde pode controlar a velocidade/freio.
Depois é levado até ao ponto de partida, onde irá descer na velocidade que preferir, porém se descer muito devagar, provavelmente quem estiver vindo atrás baterá em você mas nada muito sério – foi o que ocorreu comigo. É um passeio para todas as idades e crianças novinhas vão no colo dos adultos. O que me chamou atenção foi a ausência de capacetes.
Fonte: Tudo Interessante

Comentários Facebook
Advertisement

Curiosidades

9 Alimentos que podem guardar perigos ocultos para a sua saúde

Published

on

Muitas vezes compramos alimentos “saudáveis” achando que não há qualquer risco para a nossa saúde, mas até mesmo alimentos que nem imaginamos, como um simples alface, podem oferecer riscos e estar repletos de bactérias, principalmente quando manuseados sem higiene. Veja abaixo algumas maneiras de evitar problemas ao se alimentar.

1 – Mariscos em conserva

De acordo com pesquisas, este tipo de alimento contém muito mais levedura do que o permitido, o que significa que há violações dos padrões sanitários durante a produção. O mais apropriado é comer frutos do mar congelados.

2 – Carne moída

Especialistas descobriram bactérias como E. coli, salmonela e listeria na carne moída. É por isso que é melhor cortar pedaços finos de carne e fritá-los do que consumir a carne moída.

3 – Queijo

Não há produtos químicos tóxicos nos queijos, mas os microrganismos patogênicos que causam intoxicação podem entrar nos queijos em qualquer fase da sua produção, existindo o risco de pegar brucelose (Infecção transmitida de animais para pessoas) e listeriose (infecção bacteriana) se o leite não pasteurizado de animais doentes for usado durante a produção. É por isso que você deve comprar apenas queijo de fabricantes confiáveis, se for possível.

4 – Ovos

A salmonela é uma bactéria presente não só na casca do ovo, como também dentro dele, e que é uma das principais causadoras de intoxicação alimentar, podendo levar até mesmo à morte. Não consuma ovo cru e lave a casca do ovo antes de consumi-lo.

5 – Frango

Uma gota de suco de carne de frango crua contém bactérias Campylobacter suficientes para infectar uma pessoa, causando febre e problemas gastrointestinais. A bactéria se espalha muito rápido quando lavamos a carne, ficando em nossas mãos, avental, balcões etc. É preciso minimizar o contato com o frango cru e lavar a tábua e as facas longe do resto dos pratos. Se for possível, lave tudo em água fervente.

6 – Atum

Quando o peixe é descongelado e armazenado de forma errada, é formada uma proteína tóxica chamada de escombrotoxina, que pode causar um tipo de intoxicação alimentar que leva a erupções cutâneas, vômitos, dores no estômago, diarreia, alteração da frequência cardíaca e até perda de visão. A solução é descongelar o atum sem deixá-lo entrar em contato com o ar, retirá-lo do congelador e colocá-lo na prateleira mais baixa da geladeira sem abrir o pacote.

7 – Salsichas e produtos à base de carnes

Segundo pesquisas, 12% das salsichas e outros produtos à base de carne estão infectados com E. coli e microrganismos patogênicos (listeriose e salmonela). A listeriose é perigosa principalmente para pessoas idosas, gestantes, recém-nascidos e crianças com menos de um ano de idade, podendo causar danos ao sistema nervoso e até meningite.

8 – Alface

Você deve estar surpreso pelo fato de a alface integrar a lista. Os cientistas do “Center for Science in the Public Interest (CSPI)”, ONG americana que defende os direitos dos consumidores, fizeram uma pesquisa para descobrir quais alimentos levavam ao maior número de casos de intoxicação alimentar. Alface acabou ficando em primeiro lugar, sendo responsável por 13.568 casos conhecidos de intoxicação. Portanto, mesmo que a alface esteja bem embalada e “pronta para comer”, é melhor lavá-la muito bem antes de consumi-la.

9 – Refrigerante

Além da obesidade e danos no fígado e nos dentes, o refrigerante também é perigoso para os ossos, já que contém ácido fosfórico e cafeína, que levam à diminuição da densidade mineral óssea (DMO) e eventualmente à osteoporose.

Comentários Facebook
Continue Reading

Envie sua sugestão

Clique no botão abaixo e envie sua sugestão para nossa equipe de redação
SUGESTÃO

Empresas & Produtos

Economia & Mercado

Contábil & Tributário

Governo & Legislação

Profissionais & Tecnologias

Mais Lidas da Semana