conecte-se conosco


Economia & Mercado

Varejo: Pasqualotto Supermercados investe em Tangará da Serra e adquire estrutura do Polo Centro

Publicado

Tangará da Serra está recebendo mais um investimento privado, no setor varejista. Na manhã desta terça-feira (05), o prefeito Vander Masson recebeu um grupo de empreendedores que adquiriu o Supermercado Polo Centro, que passará a ser o Pasqualotto Supermercados. O empreendimento será inaugurado nos próximos dias.

De acordo com o empresário Mauro César Pasqualotto, o potencial econômico, a localização geográfica estratégica e a quantidade de habitantes foram primordiais para o grupo decidir investir em Tangará da Serra. “Tangará, por ser uma cidade polo, uma cidade desenvolvida, com número de habitantes considerável, chama atenção do ramo empresarial, por isso decidimos empreender aqui”, disse.

Encontro entre os empreendedores e o prefeito Vander Masson foi intermediado pelo ex-secretário Wellington Bezerra.

O grupo possui sede em Juína e tem investimentos em Lucas do Rio Verde e Brasnorte, sendo Tangará da Serra a terceira cidade a receber filial.

O prefeito Vander Masson destaca que o município está aberto a novos investimentos. “Estamos recebendo os empresários hoje, dando a eles as boas-vindas, afinal são empresários que estão investindo em Tangará e nós como Executivo Municipal precisamos apoiar e desejar sucesso, êxito nesse empreendimento”, disse o prefeito.

Leia mais:  Combustíveis: Sefaz emite nota informativa sobre redução do ICMS em Mato Grosso

“Precisamos fortalecer as empresas existentes e apoiar a instalação de novos empreendimentos, que geram mais empregos, renda e divisas econômicas para a nossa cidade. Como gestor público, vou apoiar, acolher os empresários que querem investir aqui”, destacou.

A negociação foi intermediada pelo ex-secretário municipal de Indústria, Comércio e Serviços, Wellington Bezerra, que aproximou os empresários do Executivo Municipal, agendando reunião com o prefeito Vander Masson e, assim, viabilizando o investimento privado.

(Com informações da Assessoria – Prefeitura Municipal)

publicidade

Economia & Mercado

Combustíveis: Sefaz emite nota informativa sobre redução do ICMS em Mato Grosso

Publicado

A Secretaria de Fazenda (Sefaz) emitiu ontem (segunda, 04) um comunicado referente a redução do Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) incidente sobre os combustíveis. Na prática, a estimativa é de que ocorra uma redução nos preços praticados nas bombas de, pelo menos, R$ 0,61 na gasolina, R$ 0,18 no diesel, e R$ 0,19 no etanol, por litro. Em relação ao gás de cozinha é esperada uma diminuição de R$ 0,14 por quilograma, no preço comercializado.

(Veja Nota Informativa, na íntegra, no link ao final do texto)

O comunicado segue definição da Lei Complementar Federal nº 194/2022, da decisão do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), André Mendonça, e dos Convênios ICMS 81, 82 e 83/2022.

Com a nova regra de tributação, a base de cálculo do ICMS dos combustíveis foi alterada. Para o diesel, a gasolina e o gás de cozinha o imposto passa a ser calculado com base na média móvel de preços praticados ao consumidor final dos últimos 5 anos e não mais pelo valor congelado em novembro de 2021. Essa média móvel será recalculada a cada mês.

Leia mais:  Combustíveis: Sefaz emite nota informativa sobre redução do ICMS em Mato Grosso

Para o cálculo do ICMS dos demais combustíveis ficou mantido o congelamento do PMPF por mais 30 dias. O valor está congelado desde o mês de novembro de 2021.

Outra alteração é a redução das alíquotas de ICMS. Para a gasolina, o etanol e o querosene de aviação, a alíquota fica em 17%, que é a alíquota modal em Mato Grosso. Antes, o percentual era de 23% e 25%. Vale lembrar que no caso do Etanol, em decorrência do incentivo fiscal aplicado pelo Governo Estadual, o valor da alíquota era de 12,5%, o menor do país. Para o gás de cozinha a alíquota é de 12% e para o diesel, de 16%.

Veja como ficam as alterações na incidência do ICMS considerando as novas alíquotas e a média de preço dos últimos 60 meses, em relação ao preço praticado na última semana*:

De acordo com um levantamento realizado pela Secretaria de Fazenda (Sefaz), a medida trará uma redução na arrecadação anual de Mato Grosso de R$ 1,2 bilhão.

Veja íntegra da Nota Informativa da Sefaz-MT no link a seguir:

Leia mais:  Combustíveis: Sefaz emite nota informativa sobre redução do ICMS em Mato Grosso

http://www.mt.gov.br/documents/6071037/6071149/Nota+Informativa+-+LC+194+-+04-07-2022/6722a22e-0276-0654-ea45-a456eeb98d39

(Assessoria Sefaz-MT)

Continue lendo

Envie sua sugestão

Clique no botão abaixo e envie sua sugestão para nossa equipe de redação
SUGESTÃO

Empresas & Produtos

Economia & Mercado

Contábil & Tributário

Governo & Legislação

Profissionais & Tecnologias

Mais Lidas da Semana