conecte-se conosco

Cidades & Geral

NR-10: Aplicação de norma reduz riscos de acidentes elétricos em propriedades rurais

Publicado

Há 10 anos na função de eletricista, Luciano dos Santos Silva felizmente nunca sofreu nenhum acidente grave. A boa experiência no ramo não o isentou de ir em busca de conhecimento e de mais capacitação para se manter no mercado. O trabalhador foi um dos alunos que participou do curso da Norma Regulamentadora 10 (NR 10), em Tapurah (foto acima).

Ministrado pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Rural de Mato Grosso (Senar-MT) em parceria com o Sindicato Rural do município, o treinamento tem o objetivo de ensinar a legislação que rege os serviços que envolvem o setor de energia elétrica. “A NR 10 nos ensina que a segurança vem em primeiro lugar na área elétrica, assim como nas outras áreas no meio rural”, afirma o aluno.

O presidente do Sindicato Rural de Tapurah, Dirceu Dezem, acredita que essa é uma forma de aplicar a lei. “É uma maneira de tomar conhecimento da lei e aplicá-la, além de que os produtores enxergam a diferença entre os funcionários que fizeram o curso e os que não fizeram. Contribuir para levar esse conhecimento é recompensador”.

Leia mais:  Suspenso pela Justiça, projeto do Sistema Sepotuba terá definição em audiência no dia 16

Segundo a instrutora credenciada junto ao Senar-MT, Valéria Eller, a aplicação da Norma amplia o conhecimento dos trabalhadores e reduz o risco de acidentes com a rede elétrica. “O choque elétrico é o perigo mais conhecido em eletricidade, no entanto não é o único. Outros riscos como queda e arco elétrico devem ser considerados”, destaca.

Segundo a instrutora, a falta de informação dos trabalhadores na área é uma das principais causas de acidentes. “Considero um funcionário treinado, como um colaborador que será mais fácil de ser cobrado para que faça de maneira correta o serviço e retorne para sua casa com vida e saúde”.

NR 10 – A capacitação na Norma é obrigatória para todos aqueles que trabalham com eletricidade. O Senar-MT oferta a capacitação de forma gratuita para que trabalhadores e empregadores estejam em conformidade com a legislação.

publicidade

Cidades & Geral

Feira da Vila Alta funcionará também à tarde; Movimento da manhã agradou e horário poderá ser mantido

Publicado

A publicação do Decreto 113/2021, assinado na tarde de ontem pelo prefeito Vander Masson, permite o funcionamento da Feira da Vila Alta à tarde. A medida revoga a exigência de funcionamento apenas pela manhã, que anteriormente havia sido determinado pelo Decreto 836/2021, do governo do Estado.

Os feirantes já estão cientes da permissão e atenderão nesse sábado também no período vespertino. Antes, porém, o novo decreto baixado pelo Executivo Municipal surpreendera os feirantes e, também, o próprio poder público no âmbito da Secretaria Municipal de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa).

Movimento da manhã agradou feirantes e horário poderá ser mantido junto com o período vespertino.

Afinal, se pelo Decreto 113 o funcionamento de todas as atividades comerciais passa a ser permitido entre às 05h00 e às 22h00, por outro os feirantes já haviam se programado para atendimento na parte da manhã.

Contudo, segundo o titular da Seapa, secretário Rogério Rio, a movimentação da manhã agradou os feirantes. “Eles gostaram e querem repetir o horário no próximo sábado”, disse o secretário. Entretanto, a alteração do horário da Feira da Vila Alta incluindo o funcionamento no período da manhã ainda será pauta de deliberação do Executivo ao longo da próxima semana.

Leia mais:  Município devolve Clínica da Criança e transfere estrutura para o Hospital Municipal

Continue lendo

Envie sua sugestão

Clique no botão abaixo e envie sua sugestão para nossa equipe de redação
SUGESTÃO

Empresas & Produtos

Economia & Mercado

Contábil & Tributário

Governo & Legislação

Profissionais & Tecnologias

Mais Lidas da Semana