conecte-se conosco


Infraestrutura & Logística

MT-174: Estado retoma jurisdição sobre BR-174 e projeta pavimentação de 300 km

Publicado

O Governo do Estado oficializou a retomada da BR-174 (foto topo) – que passará a se chamar MT-174 – e espera iniciar as obras de asfaltamento do trecho localizado a Noroeste do Estado ainda este ano, após autorização do Tribunal de Contas do Estado (TCE).

Desde o ano passado o Governo trabalha junto à União para conseguir a devolução da rodovia. Em julho, o governador Mauro Mendes (União Brasil) chegou a ir pessoalmente conversar com o presidente Jair Bolsonaro (PL) sobre o pedido de estadualização.

“Oficialmente nós assinamos com o Governo Federal a devolução da BR-174 que agora vai se chamar MT-174. E nós já estamos tratando com o Tribunal de Contas do Estado alguns detalhes”, anunciou Mendes, durante evento realizado na sexta-feira (25), na Arena Pantanal.

O principal motivo da retomada pelo Governo do Estado é a não pavimentação do trecho da rodovia que liga os municípios de Castanheira e Colniza.

“Se Deus quiser e o Tribunal nos ajudar – e eu acredito que ele vai nos ajudar –, nós teremos ainda este ano obras de asfaltamento na BR-174 para a redenção daquela região que está há tantos e tantos anos esquecida”, completou.

Leia mais:  MT-358: Trecho entre Tangará e Serra dos Parecis segue em reparos pela concessionária

O principal motivo do pedido do Governo do Estado é a não pavimentação do trecho da rodovia que liga os municípios de Castanheira e Colniza.

As obras no local estariam “travadas” após o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) – órgão responsável pela construção, manutenção e recuperação das rodovias federais – ter o orçamento reduzido em R$ 2,5 bilhões em 2021.

“Isso me deixa feliz [a estadualização da rodovia], porque eu imagino o que é você andar numa estrada de quase 300 km de estrada de chão para chegar na Capital. Só quem já passou por isso sabe como é”, disse o governador.

(Fonte: Secom-MT e Mídia News)

publicidade

Infraestrutura & Logística

MT-358: Trecho entre Tangará e Serra dos Parecis segue em reparos pela concessionária

Publicado

O trecho da MT-358 entre o perímetro urbano de Tangará da Serra e a Serra dos Parecis está recebendo trabalhos de restauração pela Via Brasil, concessionária responsável pela rodovia. Os trabalhos consistem na recuperação do pavimento para posterior aplicação de capa asfáltica.

A MT-358, vale lembrar, está concessionada para o Consórcio Via Brasil já há um ano, deste maio do ano passado O trecho da rodovia entre Tangará da Serra e a Serra dos Parecis sofreu grave deterioração com o último período chuvoso. Acidentes foram registrados em razão do mau estado da pista.

Simultaneamente aos trabalhos de recuperação da estrada, a concessionária já constrói as praças de pedágio, cuja cobrança acontecerá a partir do ano que vem.

A tarifa atual para cada uma das quatro praças de pedágio é de R$ 9,40, mas deverá sofrer reajuste a partir de 2023.

Ao longo do trecho Itanorte-Jangada – que inclui as MTs 358, 343 e 246 até o entroncamento com a BR-163 – serão quatro praças de pedágio, sendo uma no alto da Serra dos Parecis, uma nas proximidades do distrito de São Joaquim (antes do trecho em declive da Serra de Tapirapuã) e duas entre Nova Olímpia/Barra do Bugres e a rodovia federal já citada.

Leia mais:  Obras autorizadas na 358, no Chapadão, consolidam uma solução para os gargalos logísticos do MT

A tarifa atual para cada uma das quatro praças de pedágio é de R$ 9,40, mas deverá sofrer reajuste a partir de 2023 para reposição de perdas inflacionárias.

Continue lendo

Envie sua sugestão

Clique no botão abaixo e envie sua sugestão para nossa equipe de redação
SUGESTÃO

Empresas & Produtos

Economia & Mercado

Contábil & Tributário

Governo & Legislação

Profissionais & Tecnologias

Mais Lidas da Semana