TANGARÁ DA SERRA

Empresas & Produtos

Fusão entre Fiat, Chrysler, Peugeot e Citroën é confirmada por fabricantes

Publicado em

O grupo ítalo-americano Fiat – Chrysler (FCA) e o francês PSA Peugeot-Citroën confirmaram sua fusão, avaliada em US$ 50 bilhões. Anunciada em outubro, a nova empresa, ainda sem nome, deve se tornar o quarto maior fabricante de automóveis do mundo e o maior do Brasil. Hoje, o trio que lidera o mercado mundial em vendas tem a alemã Volkswagen na liderança (com 10,8 milhões de veículos vendidos em 2018), a japonesa Toyota (10,5 milhões) e a aliança franco-japonesa Renault-Nissan (10,3 milhões). O novo grupo terá vendas anuais de 8,7 milhões de veículos, faturamento de quase US$ 170 bilhões e mais de 400 mil funcionários. Engloba as marcas Fiat, Alfa Romeo, Chrysler, Citroën, Dodge, DS, Jeep, Lancia, Maserati, Opel, Peugeot e Vauxhall.

No Brasil, o grupo deve ultrapassar a General Motors – que neste ano vendeu, até novembro, 430,4 mil automóveis e comercias leves e a Volkswagen, com 373,4 mil. Juntas, Fiat Chrysler e PSA registram no período vendas de 494,4 mil unidades, segundo a Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave). No país, maior mercado da Fiat fora da Itália, a FCA tem duas fábricas de veículos em Betim (MG) e Goiana (PE), com capacidade total para cerca de 1 milhão de carros por ano, além de duas fábricas de motores capazes de produzir 1,4 milhão de unidades anualmente. A PSA tem fábrica de veículos e de motores em Porto Real (RJ).

Operação avaliada em US$ 50 bilhões criará a quarta maior empresa automotiva do mundo e a líder no Brasil, englobando as marcas Fiat, Alfa Romeo, Chrysler, Citroën, Dodge, DS, Jeep, Lancia, Maserati, Opel, Peugeot e Vauxhall.

O comunicado conjunto diz que a parceria fornecerá “recursos de investimento reforçados para a nova entidade, a fim de enfrentar os desafios de uma nova era de mobilidade sustentável”. Segundo as empresas, a conclusão da fusão de 50% para cada uma deve ocorrer em 12 a 15 meses. A sede do novo grupo ficará na Holanda, mas a listagem de ações continuará nas bolsas de Paris, Milão e Nova York. John Elkann, atual presidente da Fiat Chrysler e herdeiro da família Agnelli presidirá o conselho de administração, e Carlos Tavares, presidente do conselho da PSA, será o diretor-geral.

Leia mais:  Tecnologia e automação: Uisa é reconhecida como segunda empresa mais inovadora do Brasil

Transição

A fusão deve gerar US$ 3,7 bilhões em economia anual, que serão investidos em tecnologias e produtos para atender novas regras de emissões. “Nossa fusão representa uma oportunidade para adquirir uma posição mais forte na indústria automobilística quando realizamos uma transição para uma mobilidade limpa, segura e durável e queremos oferecer aos nossos clientes produtos, tecnologias e serviços do melhor nível”, disse Tavares.

Com a força da Fiat na América do Norte e na América Latina e a posição da Peugeot e da Citroën na Europa, a nova montadora terá atuação geográfica mais equilibrada, com 46% da receita proveniente da Europa e 43% das américas.

(Fonte: Estadão/Correio do Povo)

Comentários Facebook
Advertisement

Empresas & Produtos

Tecnologia e automação: Uisa é reconhecida como segunda empresa mais inovadora do Brasil

Published

on

A uisa, uma das principais Biorrefinarias do país, recebeu mais um reconhecimento por seus investimentos em tecnologia e automação. A companhia ficou em 2º lugar no ranking das 100 empresas mais inovadoras do Brasil no uso da tecnologia da informação, em avaliação promovida pelo IT Fórum. A lista foi determinada com base na avaliação de júri multidisciplinar, formado por especialistas em tecnologia, professores e jornalistas. A uisa aparece à frente de empresas como Americanas S.A, Dasa, Eletrobrás Furnas, Bradesco e Microsoft.

A biorrefinaria encaminha cases para a premiação do IT Fórum há quatro anos. Em 2021, ficou na posição 48 na classificação geral. Na edição de 2022, foram mais de 270 inscrições de projetos liderados pelas principais empresas consumidoras (e também fabricantes) de tecnologia do Brasil.

De acordo com o Diretor de Tecnologia e Inovação da uisa, Rodrigo Ribeiro Gonçalves, a premiação obtida este ano é o reconhecimento do trabalho realizado pela uisa. “Essa premiação mostra que estamos no caminho certo em nossos investimentos em tecnologia e automação. A uisa está alinhada as melhores práticas do mercado. Viramos referência para todo o mercado de tecnologia”, conta o Diretor.

Leia mais:  Tecnologia e automação: Uisa é reconhecida como segunda empresa mais inovadora do Brasil

Recentemente, a uisa incorporou, de forma pioneira, a tecnologia “Blockchain” aos seus processos de produção e controle de seus bioprodutos, começando inicialmente pelo Açúcar Demerara Itamarati, uma das marcas do portfólio de alimentos da Companhia.

O projeto de aplicação do Blockchain em processo de produção de alimentos ainda é inédito no Brasil. Seu desenvolvimento foi realizado por uma equipe multifuncional formada por técnicos da Diretoria de Tecnologia, Automação e Inovação da uisa, e mais dois sócios tecnológicos, a Google Cloud e a IT Lean, consultoria especializada em tecnologia.

“A uisa hoje está em pé de igualdade com todas as grandes empresas do país em termos de inovação e tecnologia. Estamos mudando o agro”, conclui Rodrigo Gonçalves.

Sobre a uisa

A uisa, é uma das maiores Biorrefinarias do Brasil, um modelo de negócios que permite a transformação de matérias-primas renováveis e seus resíduos em biocombustíveis, biometano, energia limpa, alimentos, fertilizantes orgânicos e ingredientes para nutrição humana e animal. Localizada em Mato Grosso, região com uma das maiores biodiversidades do mundo, a uisa tem como diretriz a maximização da sustentabilidade e a redução das emissões de carbono, a partir do processamento de biomassas.

Leia mais:  Tecnologia e automação: Uisa é reconhecida como segunda empresa mais inovadora do Brasil

(Comunicação Institucional da uisa)

Comentários Facebook
Continue Reading

Envie sua sugestão

Clique no botão abaixo e envie sua sugestão para nossa equipe de redação
SUGESTÃO

Empresas & Produtos

Economia & Mercado

Contábil & Tributário

Governo & Legislação

Profissionais & Tecnologias

Mais Lidas da Semana