conecte-se conosco


Saúde Pública

Equipe da FAMVAG assume sexta-feira no Hospital Municipal; Juiz declara unidade apta a receber pacientes com Covid-19

Publicado

A FAMVAG S.A. assumirá na próxima sexta-feira (19) os operações médicas do Hospital Municipal de Tangará da Serra para atendimento exclusivo de pacientes acometidos pela Covid-19. A informação foi apurada pelo Enfoque Business junto à prefeitura municipal.

Contratada após concorrência com dispensa de licitação, a FAMVAG foi declarada vencedora (melhor preço) para fornecimento de equipes de profissionais que atuarão tanto nos leitos de unidades de terapia intensiva (UTI’s) como nas unidades respiratórias ambulatoriais (URA’s) na unidade hospitalar pública.

A FAMVAG é uma empresa especializada em serviços médicos e tem tradição no mercado mato-grossense, atuando, também, no Hospital Metropolitano de Várzea Grande, destinado a pacientes com Covid-19.

A contratação da empresa foi oficializada ainda ontem pelo município e o contrato deverá ser assinado já na sexta-feira, com as equipes iniciando os trabalhos imediatamente. Com isso, ficam habilitados os leitos de UTI do CHM, com manutenção e custeio viabilizados através de convênio entre município e governo estadual, sendo que este repassará mensalmente o valor de R$ 2 mil cada leito de unidade de tratamento intensivo.

Leia mais:  ATUALIZAÇÃO: Segundo Ministério da Saúde, casos de contaminação por COVID-19 sobem para 2.915, com 77 óbitos

O Hospital Municipal, vale lembrar, conta com ala de UTI’s com 13 leitos, mais 89 leitos de enfermaria, num total de 102 leitos de internação. A equipe da FAMVAG atuará nestes leitos, enquanto a gestão da unidade hospitalar permanecerá com o município de Tangará da Serra.

Liminar negada

Conforme decisão do juiz Francisco Ney Gaíva (4ª VAra Cível de TAngará da Serra), proferida nesse domingo (14), na sexta-feira (12) a Secretaria Estadual de Saúde realizou visita técnica no Hospital Municipal, quando foi constatado que o local está apto a receber os pacientes que demandarem atendimento de urgência, de acordo com as normativas e preceitos do Sistema Único de Saúde (SUS) em relação ao enfrentamento da pandemia de coronavírus.

Segundo o magistrado, a alegada falta de insumos também não foi comprovada. Pelo contrário, conforme fiscalização realizada junto ao Hospital Municipal pelo Conselho Regional de Medicina há insumos e medicamentos, bem como os três equipamentos faltantes e listados pelo MP já se encontram disponíveis (bomba de vácuo, bomba de infusão e exaustor biológico).

Leia mais:  Tangará da Serra: Secretaria divulga lista de idosos para vacina; Cadastro segue em aberto

O município demonstrou na ação que as medidas necessária ao enfrentamento da medida estão sendo tomadas e que, atualmente, ainda não há demanda pelas UTI´S disponíveis no Hospital Municipal, bem como que as transferências de pacientes a outras cidades deu-se em razão da distribuição das competências do SUS, que estão divididas entre os entes públicos entre média e alta complexidade.

Por fim, segundo o juiz, felizmente, por ora, não há notícias de que pacientes estejam sendo desatendidos pelo municipal, diferentemente de outras regiões do país onde a falta de vagas em hospitais é uma triste realidade.

(Com informações de G1.com)

publicidade

Saúde Pública

Covid-19: Tangará e municípios vizinhos somam 2,5 mil casos ativos; Prefeito testa positivo

Publicado

O alto potencial de transmissão da variante ômicron do coronavírus tem representado altos números na pandemia da Covid-19 em Tangará da Serra e região anexa.

Levantamento realizado pelo Enfoque Business com base em dados da Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) considera os números da pandemia em 13 municípios na região polarizada por Tangará da Serra, que soma 52.030 casos confirmados de Covid-19, com 895 óbitos, desde o primeiro registro da doença, em março de 2020.

Este número aponta que, na área avaliada (296.566 habitantes), 17,54% dos moradores já contraíram a doença.

Dos pacientes positivados desde o início da pandemia na região, 48.656 se recuperaram, o que significa um índice de cura de 93,52%. O índice de recuperação mais alto entre os municípios avaliados é de Tangará da Serra (96,07%), enquanto o menor índice é de Porto Estrela (73,34%).

(*) Veja tabela a seguir:

Neste universo, os casos confirmados de Covid-19 entre o dia 1º de janeiro e ontem (24/01) somaram 5.710. Destes, 2.549 estão ativos, com 164 pacientes internados. Tangará da Serra tem 100% dos leitos de UTIs ocupados e já extrapolou em 20% os de enfermaria.

Leia mais:  Ação do SINDJOR-MT em parceria com Poder Público disponibiliza hoje vacina contra Influenza para profissionais da Imprensa

A média de crescimento de casos no período de referência é de 12,3%, com os quatro maiores percentuais verificados em Porto Estrela (35,49%), Nova Marilândia (32,22%), Denise (29,71%) e Barra do Bugres (24,84%).

Os menores percentuais de novos casos entre o dia 1º e o dia 24 deste mês estão em Nova Olímpia (0,81%), Alto Paraguai (1,72%), Sapezal (7,73%) e Tangará da Serra (8,65%).

Prefeito em tratamento

O prefeito de Tangará da Serra, Vander Masson (PSDB), testou positivo para Covid-19. Ele realizou o teste no domingo (24), quando teve os sintomas. Vander informou à redação que “está tudo sob controle”, seguindo à risca o tratamento.

No Estado

A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) notificou, até a tarde desta segunda-feira (24.01), 601.453 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, sendo registrados 14.205 óbitos em decorrência do coronavírus no Estado.

Dos 601.453 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, 25.649 estão em isolamento domiciliar e 560.639 estão recuperados.

Entre casos confirmados, suspeitos e descartados para a Covid-19, há 179 internações em UTIs públicas e 192 em enfermarias públicas. Isto é, a taxa de ocupação está em 82,8% para UTIs adulto e em 42% para enfermaria adulta.

Leia mais:  Covid-19: Vacina desenvolvida por cooperação Brasil-Reino Unido será testada em 50 países

Dentre os dez municípios com maior número de casos de Covid-19 estão: Cuiabá (117.124), Várzea Grande (44.652), Rondonópolis (39.573), Sinop (28.292), Tangará da Serra (19.623), Sorriso (18.797), Lucas do Rio Verde (17.288), Primavera do Leste (16.600), Cáceres (13.552) e Alta Floresta (12.083).

Continue lendo

Envie sua sugestão

Clique no botão abaixo e envie sua sugestão para nossa equipe de redação
SUGESTÃO

Empresas & Produtos

Economia & Mercado

Contábil & Tributário

Governo & Legislação

Profissionais & Tecnologias

Mais Lidas da Semana