conecte-se conosco


Economia & Mercado

Empresas reabrem, mas desafio é manter atividades; Advogada fala sobre o enfrentamento da crise

Publicado

Queda no faturamento de grandes corporações e ameaças ao futuro de pequenos e médios negócios. Estes são alguns dos reflexos da pandemia do novo coronavírus.

Com pouca ‘gordura’ para absorver baques econômicos, as empresas de menor porte se veem diante de uma série de desafios para se manter neste período de pandemia.

Em Tangará da Serra, parte do comércio e serviços conseguiu retornar às atividades através de decreto do poder público local flexibilizando as medidas de prevenção à epidemia. Há outros segmentos que não se enquadram no decreto, como são os casos de bares, restaurantes, hotéis, academias, escolas e outros.

Mas, a crise está aí, e é preciso enfrentá-la, com medidas austeras, contingenciamento de despesas e redução de perdas para se manter no mercado e evitar demissões. Em meio a estas e outras medidas se somam alternativas de amparo na lei e no próprio governo.

A advogada contratualista Lauren Juliê Líria Fernandes Teixeira, de Tangará da Serra, fala em vídeo publicado pelo Enfoque Business sobre os afastamentos por até 60 dias de funcionários em grupo de risco, dos subsídios do governo para esses afastamentos. A jurista tangaraense também aborda a questão da antecipação de férias (que é responsabilidade da empresa) e das linhas de financiamento com juros baixos para folha de pagamento.

Leia mais:  FCO financiará R$ 462 mi para projetos no MT com quase 3 mil empregos diretos e indiretos

Assista ao vídeo clicando no link abaixo:

publicidade

Economia & Mercado

Diesel e gasolina ainda sem alíquota reduzida de ICMS; Altas em 2021 chegaram a 44%

Publicado

A gasolina e do diesel em Tangará da Serra ainda estão sendo comercializados com incidência de alíquota de 25% e 17% de ICMS, respectivamente.

Os preços já com as alíquotas reduzidas de 23% e 16% serão praticados somente após as primeiras aquisições de cargas pelos postos de combustíveis. A informação foi levantada pelo Enfoque Business junto a estabelecimentos.

A redução de 2% na alíquota de ICMS representará de R$ 0,10 a R$ 0,14 a menos no preço do litro da gasolina nas bombas, assim que passar iniciar a comercialização dos novos estoques.

Desde o último sábado (01/01/2022) vigora o pacote de redução de Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) implementado pelo Governo de Mato Grosso sobre a energia elétrica, a comunicação, o gás industrial, a gasolina e o diesel.

As reduções das alíquotas estão determinadas pela Lei Complementar nº 708, sancionada pelo governador Mauro Mendes em dezembro.

No país

Segundo levantamento da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), o preço médio da gasolina comum subiu 44,3% e o do diesel, 44,6%, nos postos de combustíveis do país em 2021.

Leia mais:  FCO financiará R$ 462 mi para projetos no MT com quase 3 mil empregos diretos e indiretos

A gasolina começou o ano, em janeiro passado, com o valor médio de R$ 4,622 enquanto o diesel estava em R$ 3,696 o litro. Em dezembro, os combustíveis fecharam o ano com uma média de R$ 6,670 e R$ 5,347 respectivamente.

O preço dos combustíveis foram um dos principais motivos para a alta da inflação em 2021. O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA-15) terminou 2021 com alta de 10,42%, valor quase três vezes acima da meta estabelecida pelo governo para o ano, de 3,75%.

Só em dezembro, a alta do IPCA-15 foi influenciada, principalmente, pelos preços dos combustíveis (+3,4%) e, em particular, da gasolina (+3,28%). Além disso, os preços do etanol (+4,54%) e do óleo diesel (+2,22%) também subiram, embora as variações tenham sido menores que as do mês anterior (7,08% e 8,23%, respectivamente).

(Redação EB, com informações de R7)

Continue lendo

Envie sua sugestão

Clique no botão abaixo e envie sua sugestão para nossa equipe de redação
SUGESTÃO

Empresas & Produtos

Economia & Mercado

Contábil & Tributário

Governo & Legislação

Profissionais & Tecnologias

Mais Lidas da Semana