conecte-se conosco

Saúde Pública

Crise COVID-19: Prefeito pede cumprimento de decreto até dia 05; Empresários se manifestam em carreata

Publicado

Durante o anúncio oficial de que Tangará da Serra conta com o primeiro caso confirmado de COVID-19, o prefeito de Tangará da Serra, Fábio Martins Junqueira (MDB), reforçou o pedido de atendimento ao decreto 128/2020, que estabelece medidas de prevenção e monitoramento do coronavírus em Tangará da Serra. (veja vídeo e ouça áudio neste matéria)

Prefeito falou sobre o primeiro caso confirmado no município e também sobre a importância de atendimento a decreto.

O gestor destacou a importância de se observar o disposto no decreto e esclareceu dúvidas a respeito das restrições das atividades no comércio, mencionando os setores que seguem funcionando, os que podem atender de forma parcial e os que devem permanecer fechados. “Peço a todos que se acalmem, vamos ter paciência (…). Continuem atendendo ao nosso decreto até o dia 05, e até lá a gente vê o que é possível. Vamos ver como vai ser, também, o comportamento do Ministério da Saúde. Temos notícias de que até a OMS, a Organização Mundial da Saúde, tem tomado algumas decisões diferentes, também está fazendo revisão. Aguardem até dia 05, por favor!”, apelou, em nota multimídia divulgada à imprensa na manhã desta quarta-feira.

Leia mais:  COVID-19: Mato Grosso confirma 41 casos de coronavírus, com dois em Tangará da Serra

(*) Clique abaixo para ouvir áudio do prefeito, na íntegra.

Manifestação

Hoje pela manhã um grupo de empresários realizou manifestação em protesto pelo fechamento parcial do comércio decretado pelo poder público local. A manifestação consistiu numa carreata realizada na Avenida Brasil até a prefeitura e foi pacífica, com buzinaço e acompanhamento pela Polícia Militar.

(*) Assista vídeo da carreata ao final da matéria

Os empresários alegam risco de ‘quebradeira’ de empresas e desemprego na cidade em razão da paralisação das atividades e reivindicam flexibilização para que os estabelecimentos voltem a atender, com a devida observância aos protocolos relacionados à prevenção da COVID-19.

No áudio divulgado na manhã de hoje, o prefeito Fábio Junqueira disse não concordar com a carreata, alegando que a manifestação representa riscos de propagação do coronavírus (ouça, no áudio acima).

Em contato com a redação do Enfoque Business, o presidente da Associação Comercial e Empresarial de Tangará d Serra – ACITS -, Junior Rocha, disse que a entidade não apoia o movimento. “Não apoiamos. Estamos tentando (flexibilização) junto ao Ministério Público e prefeitura”, disse, em resposta.

Leia mais:  Instituto Vital Brazil e UFRJ testam a partir de quarta-feira soro para tratar covid-19

O presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Tangará da Serra, Alessandro Rodrigues Chaves, não respondeu ao contato da redação até a postagem desta matéria.

Assista, abaixo, vídeo da carreata da manhã desta quarta-feira.

publicidade

Saúde Pública

Influenza: Vacinação é prorrogada até 30 de junho para público de todas as fases da campanha

Publicado

Diante de um baixo índice de vacinação de grupos prioritários, a Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe teve seu prazo ampliado e agora vai até o dia 30 deste mês. Segundo o Ministério da Saúde, dos 77,7 milhões de pessoas consideradas público prioritário, 63,53% receberam a vacina. Com a prorrogação, a expectativa é vacinar mais 28,3 milhões de pessoas.

A campanha teve três fases. Dividida em duas etapas, a terceira e última fase, iniciada em 11 de maio, tinha previsão de vacinar 90% do grupo considerado prioritário até o dia 5 de junho. Como o resultado ainda está aquém do esperado, o governo adotou a estratégia de prorrogar a data final para o dia 30.

Segundo o Ministério da Saúde, até o último fim de semana 25,7% de 36,1 milhões de pessoas estimadas nesta terceira fase foram vacinadas. “Desde o início da ação nacional, em 23 de março, 50 milhões de pessoas foram vacinadas, faltando ainda 28,3 milhões que ainda não receberam a vacina”, informou a pasta.

Nesta segunda etapa, a campanha tem como foco principal os professores de escolas públicas e privadas e adultos de 55 a 59 anos. Já a primeira etapa (da terceira fase da campanha) teve como público-alvo pessoas com deficiência; crianças de 6 meses a menores de 6 anos; gestantes e mães no pós-parto até 45 dias.

Leia mais:  COVID-19: Números mostram MT com 36% a mais de infectados; Campo Novo do Parecis registra primeiro caso

Em nota, o secretário substituto de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde, Eduardo Macário, disse que, além de ser importante para reduzir complicações e óbitos em decorrência da gripe influenza, a prorrogação da campanha é “mais uma oportunidade para que os públicos de todas as fases, que ainda não se vacinaram, possam procurar de forma organizada as unidades de saúde”.

Continue lendo

Envie sua sugestão

Clique no botão abaixo e envie sua sugestão para nossa equipe de redação
SUGESTÃO

Empresas & Produtos

Economia & Mercado

Contábil & Tributário

Governo & Legislação

Profissionais & Tecnologias

Mais Lidas da Semana