conecte-se conosco


Saúde Pública

Covid-19: Mato Grosso registra 9.262 casos e 341 óbitos; Tangará da Serra é a sexta cidade em número de casos

Publicado

A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) notificou, até a tarde de ontem (sábado, 20), 9.262 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, sendo registrados 341 óbitos em decorrência do coronavírus no Estado. Tangará da Serra, com 337 casos já registrados, é a sexta cidade com mais ocorrências da doença no estado. (Veja quadro resumido acima)

As 19 mortes mais recentes envolveram residentes de Cuiabá, Sinop, Rondonópolis, Várzea Grande, Porto Esperidião, Água Boa, Matupá, Primavera Do Leste, Chapada dos Guimarães, Alto Araguaia, Poconé e Juína.

Dentre os 20 municípios com maior número de casos de Covid-19, estão Cuiabá (2.402), Rondonópolis (805), Várzea Grande (738), Primavera do Leste (379), Sorriso (367), Tangará da Serra (337), Lucas do Rio Verde (279), Confresa (270), Sinop (247), Nova Mutum (242), Campo Verde (195), Pontes e Lacerda (162), Barra do Garças (146), Cáceres (125), Alta Floresta (118), Campo Novo do Parecis (108), Querência (100), Nossa Senhora do Livramento (96), Peixoto de Azevedo (88) e Jaciara (88).

Leia mais:  Incentivo: Governo de MT vai destinar R$ 65 milhões para que municípios acelerem imunização

A lista detalhada com todas as cidades que já registraram casos da Covid-19 em Mato Grosso pode ser acessada no Boletim anexado ao final desta matéria. Nas últimas 24 horas, surgiram 537 novas confirmações no Estado. A área técnica esclareceu que foi corrigida uma ocorrência de duplicidade no sistema.

Dos 9.262 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, 5.274 estão em isolamento domiciliar e 3.247 estão recuperados. Entre casos confirmados, suspeitos e descartados para a Covid-19, há 192 internações em UTI e 179 em enfermaria. Isto é, a taxa de ocupação está em 75% para UTIs e em 21,9% para enfermarias.

Considerando o número total de casos em Mato Grosso, 49,9% dos diagnosticados são do sexo feminino e 50,1% masculino; além disso, 2.540 pacientes têm faixa-etária entre 31 a 40 anos. O documento ainda aponta que um total de 14.507 amostras já foram avaliadas pelo Laboratório Central do Estado (Lacen-MT) e que, atualmente, restam 967 amostras em análise laboratorial.

Os pacientes são devidamente acompanhados pelas equipes de Vigilância Epidemiológica do Estado e dos municípios. Mais informações estão detalhadas na Nota Informativa divulgada diariamente pela SES disponível no site da Secretaria de Estado de Saúde (www.saude.mt.gov.br), a partir das 17h.

Leia mais:  Tangará da Serra tem média diária de 14 novos casos de Covid-19; Junho teve 310 dos 373 registros totais

Cenário nacional

O Governo Federal confirmou 1.067.579 casos da Covid-19 no Brasil e 49.976 óbitos oriundos da doença. Os recuperados somam 520.734 pessoas, um índice de 48,77% sobre os casos confirmados de infecção.

No levantamento do dia anterior, divulgado pelo Ministério da Saúde, o país contabilizava 49.954 mortes e 1.032.913 casos confirmados de pessoas infectadas pelo coronavírus.

publicidade

Saúde Pública

Tangará da Serra divulga 1ª lista de crianças de 5 a 11 anos para vacinação

Publicado

A Secretaria Municipal de Saúde de Tangará da Serra divulgou na tarde desta quinta-feira, dia 20/01, a 1ª Lista de Convocação de crianças com idade entre 05 e 11 anos, com comorbidade ou deficiência permanente, para receberem a vacina contra a COVID-19.

A vacinação ocorrerá entre as 8h e as 10h30 da manhã desta sexta-feira, dia 21/01, na Escola Especial Raio de Sol (APAE).

A secretária municipal de Saúde, Gicelly Zanatta, explica que nesta primeira etapa serão vacinadas as crianças atendidas pela APAE e outras 40 crianças cujos nomes estão na lista ao final do texto.

Documentos necessários

Para vacinar as crianças, os pais devem ficar atentos aos documentos necessários:
– Cartão de vacinação da criança;
– Comprovante da comorbidade (pode ser laudo, receituário, pedido médico de vacina);
– Documento de identificação da criança (pode ser a certidão de nascimento ou RG) ;
– CPF ou cartão SUS;
– Documento do adulto comprovando que é responsável legal pela criança.

Xepa

Leia mais:  COVID-19: País registra maior avanço em casos e óbitos com pandemia. Centro Oeste já conta 05 óbitos

A Secretaria de Saúde também passará a adotar uma “xepa” para atender o máximo possível de crianças com a vacinação. “Caso haja alguma criança, que não está nesta lista, que tenha alguma comorbidade ou deficiência permanente e que possa ir na APAE das 8h às 10h30, mesmo que não tenha cadastro, que faremos uma xepa para atender essas crianças”, disse.

(Assessoria de Comunicação)

Veja a lista:

Continue lendo

Envie sua sugestão

Clique no botão abaixo e envie sua sugestão para nossa equipe de redação
SUGESTÃO

Empresas & Produtos

Economia & Mercado

Contábil & Tributário

Governo & Legislação

Profissionais & Tecnologias

Mais Lidas da Semana