TANGARÁ DA SERRA

Sem categoria

Candidata de Lula ao governo de MT e apoiada por PSD, PP e PSB, Márcia Pinheiro responde por corrupção

Publicado em

A primeira-dama de Cuiabá, Márcia Pinheiro (PV), será a candidata da federação Brasil da Esperança (PT, PCdoB e PV) ao governo do Estado. O anúncio deverá acontecer ainda hoje (quarta, 03), motivada pela decisão do senador licenciado Carlos Fávaro (PSD) em não assumir candidatura ao Paiaguás, numa disputa contra o governador Mauro Mendes (União), que busca a reeleição.

Esquemas

Fato que chama atenção é que a agora candidata de Lula e da esquerda ao governo de Mato Grosso é acusada pelo MP de liderar um esquema de emissão de notas fiscais de compra de medicamentos superfaturados. As acusações, dos meses finais do ano passado, se referem à Operação Capistranum, que apura a participação de Márcia e o marido e prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro, nos crimes de organização criminosa, responsabilidade, improbidade administrativa na prefeitura de Cuiabá.

Márcia Pinheiro chegou a ser alvo de busca e apreensão, sendo, também, acusada pelo Ministério Público de participar de um esquema de contratações através de cargos comissionados na saúde, para favorecer politicamente o prefeito Emanuel Pinheiro e o filho, deputado federal Emanuelzinho, que disputa a reeleição pelo MDB.

Apoios

Márcia Pinheiro terá o apoio do PSD de Carlos Fávaro e do PP do deputado federal Neri Geller, siglas que integram a frente esquerdista que tenta recolocar o ex-presidente Lula no Palácio do Planalto.

O PSB também compõe o bloco de esquerda, sendo o partido do candidato a vice de Lula, Geraldo Alkmin. Além destas agremiações, Márcia poderá ter em seu palanque o PDT, a federação PSDB/Cidadania e o Solidariedade.

Ao aceitar a candidatura ao governo, Márcia Pinheiro surge com a única candidatura de oposição para enfrentar o governador, que até ontem não tinha adversário. Segundo fontes ligadas à primeira-dama cuiabana, o objetivo da oposição é construir uma chapa feminina buscando tal público, já que Mato Grosso nunca elegeu uma mulher governadora.

Comentários Facebook
Advertisement

Empresas & Produtos

Comércio regional mostra otimismo e estima incremento de até 20% nas vendas de Natal

Published

on

Horário especial, bons estoques, estímulo ao consumo, contratações temporárias… Esta é a base do cenário do comércio da região para o Natal deste ano. Depois de um 2020 nebuloso, influenciado negativamente pela pandemia do novo coronavírus, a economia, mesmo estagnada, volta a mostrar sinais de reação em virtude do período natalino.

O otimismo começa na região metropolitana de Cuiabá. Pesquisa divulgada em novembro pela Câmara de Dirigentes Lojistas da capital (CDL Cuiabá) revela que quase 76% da população mato-grossense pretende ir às compras neste final de 2021, que promete ser o melhor em cinco anos.

Esse otimismo chega na região polarizada por Tangará da Serra. No principal município da região sudoeste (foto topo) de Mato Grosso, os fatores que fomentam as boas expectativas são o controle da pandemia, o recebimento do 13º salário e o retorno dos eventos.

Pesquisa realizada pela Associação Comercial e Empresarial de Tangará da Serra (ACITS), aponta para uma expectativa de incremento entre 10% e 15% nas vendas, neste período natalino. “As datas comemorativas são muito importantes para o comércio, é o momento de o empresário recuperar o fôlego e quando a população aproveita as campanhas e promoções”, diz o administrador da ACITS, Jorge Nazzari.

Em Barra do Bugres, otimismo e estímulo ao consumo projetam boas vendas neste Natal.

Em Barra do Bugres, A Associação Comercial e Industrial local (ACIBB), aposta num incremento semelhante nas vendas e projeta, também, reflexos socioeconômicos positivos com a abertura de vagas temporárias. “Nos estabelecimentos associados, temos uma projeção de 10% de abertura de vagas temporárias. Ou seja, a cada 10 empregos já existentes no comércio, projetamos a criação de uma vaga temporária”, disse, ao Enfoque Business, o presidente da entidade, Iandro Almicci.

 

Já em, Nova Olímpia, A Associação Comercial e Industrial (ACINO) prevê um incremento no comércio em geral em decorrência das massas salariais da usina de álcool e açúcar (Uisa) estabelecida na cidade e da prefeitura. “São os nossos maiores empregadores, então temos o 13º salário pagos por eles”, diz o presidente da entidade, Gonçalo da Trindade.

Trindade prevê um aumento das vendas neste período natalino de até 40% em relação ao mesmo período do ano anterior, considerando os momentos diferentes da pandemia Covid-19 de um ano para o outro. Nos negócios à vista, o crescimento esperado é de até 15%.

No Chapadão, o otimismo com a reação da economia é maior. Segundo o presidente da Associação Comercial de Campo Novo do Parecis (ACIC), Júnior Schleicher, a expectativa é que o período natalino represente um avanço de 20% no volume de negócios no comércio.

O optimismo com as vendas de Natal no comércio de Campo Novo do Parecis está embasado na força do agronegócio e no bom poder aquisitivo da população, cujo PIB per capita se aproxima da casa dos R$ 105 mil/ano, um dos maiores do estado.

Comentários Facebook
Continue Reading

Envie sua sugestão

Clique no botão abaixo e envie sua sugestão para nossa equipe de redação
SUGESTÃO

Empresas & Produtos

Economia & Mercado

Contábil & Tributário

Governo & Legislação

Profissionais & Tecnologias

Mais Lidas da Semana