conecte-se conosco

Feiras & Eventos

XI Jornada Técnica contou com debates sobre agricultura digital, gestão de propriedades e perfil profissional

Publicado

Agricultura inteligente, biotecnologia, evolução de processos, deep learning… Autonomus Farming! A obtenção do melhor rendimento com a maior economia, as decisões assertivas na gestão da propriedade rural. O profissional de Agronomia para o mercado atual, sua comunicação e relacionamento.

Toda esta gama de assuntos fez parte do ciclo de palestras da programação de dois dias (sexta, 14, e sábado, 15) da 11ª Jornada Técnica, na Estação Experimental da Agrodinâmica, em Deciolândia. Todas as palestras, ao final, contaram com espaço para perguntas e questionamentos e, também, debates.

Gestão

Além do painel sobre o panorama das doenças da soja, outras palestras foram atração para o público presente na jornada. Na sexta-feira, o Senar-MT – um dos patrocinadores do evento – abordou o tema “Gestão de Propriedades Rurais”, com o instrutor Roberson Passos.

Passos: Boa gestão se caracteriza pelo planejamento, organização, controle financeiro e investimentos em tecnologias operacional e administrativa.

 

Nesta exposição, Passos falou sobre as boas práticas de gestão apontadas pelo Senar-MT. Segundo o palestrante, a boa gestão na propriedade rural se caracteriza pelo melhor planejamento e pela organização e controle financeiro, pelos investimentos em tecnologias operacional e administrativa.

Leia mais:  Semana de Jornalismo da UNEMAT começa hoje, em Tangará da Serra

Estes fatores são essenciais para o produtor na tomada de decisões e, consequentemente, no melhor gerenciamento das atividades. O objetivo da boa gestão é maximizar a produção com o menor custo possível, potencializando negócios e alcançando os melhores resultados financeiros.

Digital

Ainda na sexta, o especialista da Esalq/USP, Leandro Gimenez, discorreu sob o tema “Agricultura Digital – Desafios e Oportunidades – Um Olhar Crítico”.

A palestra de Gimenez mostrou aos presentes que a tecnologia é uma realidade na agropecuária. É o resultado da revolução tecnológica e da pesquisa, que levam a novas e mais evoluídas variedades, à agricultura de precisão, ao aumento da produtividade, à automação e à conectividade no campo.

Gimenez mostrou aos presentes que a tecnologia é uma realidade na agropecuária.

Os processos nas propriedades rurais já alcançam níveis de evolução inimagináveis há poucos anos, com máquinas e estruturas administrativas conectadas ao conceito de ‘big data’ e à computação em nuvem. Novas variedades criadas através da pesquisa amparada pela tecnologia alcançam maior produtividade e, consequentemente, a escala na produção. Neste ordenamento tecnológico, também se inserem os aspectos gerais de gestão e comercialização da produção, onde também se encaixam as blockchains e criptomoedas.

Leia mais:  2º Fórum Municipal de Saneamento Básico e Educação Ambiental incluirá o 1º Prêmio Startup

O especialista da Esalq/USP esclareceu ao público da Jornada Técnica os conceitos de Agricultura 3.0 e Agricultura Inteligente – ou 4.0 – (precisão e conectividade), biotecnologia (processos biológicos para obtenção de bens), deep learning (aprendizado de máquina e IoT – internet das coisas), autonomus farming (fazendas inteligentes e processos autônomos), entre outros. Cada conceito abordado se insere no contexto da contínua evolução de processos verificada nas propriedades rurais.

Perfil

As palestrantes do estado do Paraná ministraram uma palestra conjunta que valeu como capacitação aos presentes.

No sábado, além da abordagem sobre doenças da soja, a atração ficou por conta da palestra “Perfil do Profissional de Agronomia para o Mercado de Trabalho”, ministrada pelas psicólogas e especialistas em Gestão de Pessoas, Andressa Fascina da Rocha e Mariusa Aparecida Zago, da Unicampo, de Maringá-PR.

As palestrantes do estado do Paraná ministraram uma palestra conjunta que valeu como capacitação aos presentes. A compreensão do mercado de trabalho, a elaboração de currículos, posturas e comportamentos estiveram em pauta na exposição. Ética, competências, comunicação, relacionamentos e o autoconhecimento também integraram a abordagem.

As palestras do sábado foram acompanhadas por cerca de 400 professores, acadêmicos e estudantes de cursos técnicos.

publicidade

Feiras & Eventos

MT apresenta projeto para mini usinas de geração de energia em fórum internacional

Publicado

O Governo de Mato Grosso, por meio da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico (Sedec), participa nesta segunda-feira (31.05) e terça-feira (01.06) do Fórum Internacional de Investimentos Brasil 2021 (BIF, na sigla em inglês), considerado o maior evento de investimentos estrangeiro da América Latina.

“Vamos apresentar Mato Grosso para os investidores, mostrando nossas potencialidades e oportunidades em setores estratégicos, como agronegócio, energia, infraestrutura, inovação. O Estado está pronto para receber estes investimentos que serão convertidos em desenvolvimento local, geração de emprego e renda para a população”, afirma César Miranda, secretário de Estado de Desenvolvimento Econômico.

Mato Grosso participará com um estande virtual, onde os visitantes poderão ingressar e acessar todas as informações sobre o Estado, assistir a vídeos e conversar com a equipe técnica da Sedec via chat.

Há ainda a sala de projetos, que está na grade de programação para a apresentação de um projeto definido pelo Estado para que os investidores conheçam e aportem recursos, caso haja interesse. Mato Grosso definiu como projeto uma joint venture entre MT Par e investidor externo para mini usinas hidrelétricas.

Leia mais:  Semana de Jornalismo da UNEMAT começa hoje, em Tangará da Serra

“Neste projeto, a empresa investiria na mini usina para utilização de energia nos órgãos estaduais. Desta forma, haveria uma diminuição de, no mínimo, 20% na conta de energia elétrica do Governo, valor que seria reinvestido em ações para a população. É um projeto de eficiência pública e sustentabilidade”, explica o secretário César Miranda.

O Fórum de Investimentos Brasil 2021 é organizado pela Apex-Brasil, Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e Governo Federal.

Para acessar o evento, basta clicar no link abaixo:

https://www.brasilinvestmentforum.com/

(Ascom/Sedec-MT)

Continue lendo

Envie sua sugestão

Clique no botão abaixo e envie sua sugestão para nossa equipe de redação
SUGESTÃO

Empresas & Produtos

Economia & Mercado

Contábil & Tributário

Governo & Legislação

Profissionais & Tecnologias

Mais Lidas da Semana