conecte-se conosco


Cidades & Geral

Viação Juína assume como concessionária do transporte intermunicipal de Tangará e região

Publicado

A Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística (Sinfra), convocou outras duas empresas no processo licitatório de concessão do Sistema de Transporte Coletivo Rodoviário Intermunicipal de Passageiros de Mato Grosso, especificamente dos Mercados Intermunicipais de Transporte de Passageiros (MIT) que atendem as regiões São Felix do Araguaia, Cáceres e Tangará da Serra. O prazo de concessão é de 20 anos.

Foram convocadas as empresas Expresso Satélite Norte Ltda, que assume apenas um mercado, e a Viação Juína Ltda, que assume os outros dois.  Com essa convocação, o Governo regulariza cinco mercados do Sistema de Transporte Coletivo Rodoviário Intermunicipal de Passageiros de Mato Grosso e conclui o processo licitatório em andamento para concessão desses mercados.

A empresa Expresso Satélite Norte Ltda será responsável pelo mercado de São Felix do Araguaia na categoria diferenciada (MIT 4 – Lote II), com linhas que atendem apenas as cidades-polo, ou seja, os municípios de Confresa, Ribeirão Cascalheira e Vila Rica.  A empresa substitui a Viação Araés Ltda, que opera em caráter emergencial.

Leia mais:  Bandidos roubam quase 200 toneladas de soja no Chapadão; Prejuízo passa de R$ 500 mil

Já a Viação Juína Ltda assume os mercados de Cáceres e Tangará da Serra, em substituição à empresa Lugar Viagens e Turismo, que opera atualmente. Em Cáceres, a Viação Juína Ltda passa a ser oficialmente responsável pela categoria diferenciada (MIT 5 – Lote II), com linhas que atendem as cidades-polo de Araputanga, Comodoro, Pontes e Lacerda, São José dos Quatro Marcos, além de Cáceres.

Em Tangará da Serra, a Viação Juína Ltda assume a categoria básica (MIT 6 – Lote I), que atende as cidades polos de Aripuanã, Campo Novo do Parecis, Diamantino, Juína e Tangará da Serra, além de outras 16 cidades que compõe a região/mercado intermunicipal.

De acordo com o secretário de Estado de Infraestrutura e Logística, Marcelo de Oliveira, com a conclusão da licitação para concessão desses mercados o Governo vai regularizar em definitivo o Sistema de Transporte Coletivo Rodoviário Intermunicipal e pôr fim à atuação de empresas de transporte coletivo que prestam o serviço de forma precária e sem a devida fiscalização.

“Mato Grosso está dando um passo histórico com a conclusão desse processo, que muitos estados iniciam e não conseguem concluir em razão da complexidade. É uma licitação que vai trazer benefícios aos usuários do transporte, com segurança no ir e vir desses usuários, já que as empresas têm, como uma das obrigações, investir no transporte de qualidade”, disse.

Leia mais:  Após 52 dias em greve, médicos peritos do INSS retornam com até 12 atendimentos cada

publicidade

Cidades & Geral

Após 52 dias em greve, médicos peritos do INSS retornam com até 12 atendimentos cada

Publicado

Após firmarem acordo com o governo federal, os médicos peritos do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) encerraram a greve, que durou quase dois meses, e retomaram os atendimentos já nesta segunda-feira (23).

A categoria se comprometeu a repor os 52 dias parados e a trabalhar para reduzir o estoque de perícias não realizadas durante a paralisação.

O anúncio do fim da greve foi feito após reunião entre o ministro do Trabalho e Previdência, José Carlos Oliveira, e a Associação Nacional dos Peritos Médicos Federais, na última sexta-feira (20).

A categoria comemorou o acordo que resultou no atendimento de 18 itens da pauta de reivindicações.

Em transmissão pela internet, o vice-presidente da associação, Francisco Eduardo Cardoso Alves, explicou o que ficou acertado em relação ao reajuste salarial:

“A questão do aumento tem uma condicionante: se o governo for dar aumento linear para todas as carreiras do serviço público federal, sem nenhuma exceção, a gente, obviamente, vai entrar nesse aumento linear. Porém, se o governo quiser privilegiar uma ou outra carreira, que seja, automaticamente nós vamos entrar nos 19,9% [de reajuste]”.

Leia mais:  Feira do Centro oferece fruto da América para sucos, doces e pratos com peixes e carnes

Atendimento

Para reduzir a fila de exames periciais agendados, foi definida a realização de até 12 atendimentos diários por profissional. No entanto, de acordo com lei de 2019, os médicos que ultrapassarem essa quantidade, vão receber R$ 61,72 por perícia extraordinária.

Os servidores terão 8 meses para compensar os dias não trabalhados de modo presencial ou remoto.

(Agência Brasil)

Continue lendo

Envie sua sugestão

Clique no botão abaixo e envie sua sugestão para nossa equipe de redação
SUGESTÃO

Empresas & Produtos

Economia & Mercado

Contábil & Tributário

Governo & Legislação

Profissionais & Tecnologias

Mais Lidas da Semana