conecte-se conosco


Tecnologia

Preço da internet no Brasil subiu em 2017 após seis anos de queda, diz Anatel

Publicado

Em 2010, o preço da internet, em média foi de R$ 21,18 por 1Mbps

A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) publicou na última semana um balanço a respeito do preço da internet brasileira. De acordo com a pesquisa referente ao ano passado, entre 2016 e 2017, a média cobrada por um 1Mbps passou de R$ 3,84 para R$ 4,62.

Embora o órgão tenha detectado que em um ano o preço da internet brasileira aumentou, o acumulado de sete anos apresentou queda. Confira:

  • Em 2010, a média cobrada foi de R$ 21,18;
  • Em 2011, a média cobrada foi de R$ 15,60;
  • Em 2012, a média cobrada foi de R$ 10,74;
  • Em 2013, a média cobrada foi de R$ 8,21;
  • Em 2014, a média cobrada foi de R$ 7,08;
  • Em 2015, a média cobrada foi de R$ 5,99;
  • Em 2016, a média cobrada foi de R$ 3,84;
  • Em 2017, a média cobrada foi de R$ 4,62.

Preço da internet por empresas

Gráfico disponível no relatório anual da Anatel
Divulgação/Anatel

Gráfico disponível no relatório anual da Anatel

Na pesquisa, a Anatel constatou que três das seis empresas apuradas apresentaram aumento entre 2016 e 2017 no valor da banda larga fixa . A cobrança da NET por 1Mbps passou de R$ 3,27 para R$ 4,23, enquanto na Sercomtel o preço passou de R$ 2,11 para R$ 5,70. Já na TIM, o aumento foi de R$ 2,09 para R$ 3,27.

Por outro lado, os clientes da Vivo sentiram alívio no bolso, uma vez que o valor da cobrança passou de R$ 3,16 para R$ 2,76. A Oi também apresentou baixa, já que passou a cobrar R$ 7,13 em 2017. No ano anterior, o valor era de R$ 8,60.

Internet móvel 3G e 4G

Em junho, a OpenSignal apresentou um relatório referente ao desempenho da internet móvel brasileira. Na apuração, a companhia constatou que a Claro é a operadora de celular com a maior velocidade de download quando se trata de internet móvel 3G e 4G no País. A pesquisa também analisou a Nextel, Vivo, Oi e Tim.

Embora a pesquisa tenha constatado qual operadora teve o melhor desempenho em seis meses no que diz respeito à disponibilidade de 4G, a OpenSignal avaliou que nenhuma operadora registrou aumento na velocidade 4G e, que em vários casos foi observado queda na velocidade média de download de 4G. A companhia não avaliou o preço da internetdas operadoras.

 

Fonte: IG

publicidade

Tecnologia

Novo malware para Android simula atualização para controlar dispositivo e roubar dados

Publicado

Cuidado com o seu smartphone! Um novo malware para Android que está em circulação finge ser um recurso importante para o sistema, mas na verdade pode roubar todos os seus dados e ainda controlar remotamente o dispositivo.

A ameaça foi identificada pela empresa de segurança digital Zimperium, que estudou a fundo o código e a forma de atuação do golpe.

Trata-se de um spyware capaz de fazer o usuário liberar o controle completo do dispositivo aos criminosos, espionar toda a sua navegação e permitir que dados e arquivos pessoais sejam acessados sem muito esforço — incluindo informações bancárias e de redes sociais ou fotos e vídeos armazenados.

Disfarce

A ameaça é propagandeada como um aplicativo de atualizações do sistema e deve ser instalada por fora da Google Play Store, em forma de APK. Isso dificulta o banimento por parte da empresa, já que a maior responsabilidade da instalação fica por conta do usuário.

O malware disfarçado como app de atualização de sistema envia até notificações para a vítima.

 

Com todo o controle sob a vítima, o malware tem até o cuidado de não consumir muitos dados na transferência de arquivos para chamar menos atenção. Ele se conecta com um servidor da própria Firebase, a plataforma de criação de apps da Google, para atuar de forma mais livre no sistema.

Segundo a Zimperium, esse é um dos malware para Android mais sofisticados que a empresa já encontrou pelo nível de complexidade do aplicativo e as técnicas de disfarce.

(Fonte: Tecmundo)

Continue lendo

Envie sua sugestão

Clique no botão abaixo e envie sua sugestão para nossa equipe de redação
SUGESTÃO

Empresas & Produtos

Economia & Mercado

Contábil & Tributário

Governo & Legislação

Profissionais & Tecnologias

Mais Lidas da Semana