conecte-se conosco


Cidades & Geral

PCI Tangará: Formado por 19 instituições, Comitê Gestor planeja ações e prevê novos membros

Publicado

Foi oficializada na última terça-feira (24), em reunião no Sindicato Rural de Tangará da Serra, a composição do Comitê Gestor do PCI Tangará. O grupo é formado pelas instituições Ipac, Sindicato Rural, Unemat, Sema-MT, Rotary Cidade Alta, LPCD, Sindalcool, Empaer, Associação dos Agrônomos, Semmea, Seapa, IPAM, Câmara Municipal, Anhanguera (Unic), Fazendas São Marcelo, Agropecuária Jacarezinho/MFG, SLC Agrícola, Marfrig e Indea.

O PCI – Produzir, Conservar e Incluir – é um conjunto de ações definidas em 2015 na Convenção do Clima (COP 21) que alia produtividade com conservação ambiental e inclusão socioeconômica da agricultura familiar, resultando na redução das emissões e sequestro de carbono de 6 GTonCO2, mediante o controle do desmatamento e o desenvolvimento de uma economia de baixo carbono.

Na reunião de ontem (foto anexa), houve apresentação da “Estratégia PCI Estadual” e, nesse contexto, a “Estratégia PCI Regional/IPAM”, com informações sobre o andamento do diagnóstico de Tangará da Serra decorrentes do Projeto REM-MT.

“Temos projetos acontecendo em todo o Estado desde 2015, financiados por organizações de cooperação internacional, empresas, setor privado, e trazemos a ideia em Tangará da Serra para criar o PCI Regional”, disse o Engenheiro Agrônomo Fernando de Mesquita Sampaio, diretor executivo do Comitê Estadual da Estratégia PCI.

Leia mais:  Feira do Centro oferece duas atrações típicas do Brasil e valiosas para a saúde e a culinária

Sampaio referiu-se ao REM, projeto cuja sigla em inglês significa REDD for Early Movers que consiste numa iniciativa de Cooperação Bilateral Brasil-Alemanha, cujo objetivo principal é apoiar atores que assumiram riscos e implementaram ações pioneiras para a redução do desmatamento e manutenção do clima.

“O REM visa alimentar a estratégia PCI, garantindo investimentos coordenados com a agenda socioprodutiva ambiental, cujos recursos foram destinados ao Estado de Mato Grosso”, completa o agrônomo Décio Siebert, do Instituto Pantanal Amazônia de Conservação (IPAC), um dos membros do comitê.

Com o comitê formado, as próximas ações serão a ampliação do número de instituições participantes. “Vamos formular novos convites e, no decorrer da caminhada, conforme as coisas vão acontecendo, vamos convidando outros setores da sociedade”, disse Jair Kotz, escolhido como secretário executivo do comitê. Segundo ele, haverá, ainda formação de grupos temáticos e ações específicas para as metas do PCI Tangará da Serra.

publicidade

Cidades & Geral

Sinal 5G começará a funcionar em Brasília na quarta-feira; No MT, prazo é para setembro

Publicado

Brasília será a primeira capital do país a ter a rede 5G em funcionamento na telefonia móvel. Segundo o conselheiro e vice-presidente da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), Moisés Moreira, o sinal será liberado em Brasília nesta quarta-feira (6).

Em participação no evento Teletime Inc, em São Paulo, o grupo técnico da Anatel encarregado de avaliar a desocupação da faixa de 3,5 gigahertz (GHz) aprovou a ativação do sinal 5G na capital federal no fim da tarde de hoje (4). Segundo Moreira, as próximas capitais a terem a tecnologia liberada serão Belo Horizonte, Porto Alegre e São Paulo, sem data prevista por enquanto.

Moreira preside o grupo da Anatel responsável pela liberação das frequências 3,5 GHz, por onde transitará o sinal da telefonia 5G. Atualmente, essa faixa ainda está ocupada por empresas de antena parabólica que operam com a tecnologia Banda C e estão atrasadas com a migração para outra frequência, chamada de Banda Ku.

Originalmente, o edital do leilão do 5G, realizado em novembro do ano passado, previa que todas as capitais deveriam ser atendidas pela telefonia 5G até 31 de julho. No entanto, problemas com a escassez de chips e com atrasos na produção e na importação de equipamentos eletrônicos relacionados à pandemia de covid-19 provocaram atrasos no cronograma.

Leia mais:  Feira do Centro oferece duas atrações típicas do Brasil e valiosas para a saúde e a culinária

O prazo para o funcionamento do 5G em todas as capitais passou para 29 de setembro. Segundo Moreira, o lançamento da rede 5G em Brasília servirá como teste, com a Anatel e as operadoras instalando filtros anti-interferência. Também está prevista a distribuição de decodificadores da Banda Ku à população de baixa renda que usa antenas parabólicas antigas que operam na Banda C.

(Agência Brasil)

Continue lendo

Envie sua sugestão

Clique no botão abaixo e envie sua sugestão para nossa equipe de redação
SUGESTÃO

Empresas & Produtos

Economia & Mercado

Contábil & Tributário

Governo & Legislação

Profissionais & Tecnologias

Mais Lidas da Semana