conecte-se conosco

Sem categoria

Paulo Guedes diz que pacote para enfrentar crise chegará a quase R$ 1 trilhão

Publicado

O pacote emergencial do governo brasileiro para enfrentar a crise do coronavírus deve chegar a cifra de R$ 1 trilhão, afirmou nesta sexta-feira (3) o ministro da Economia, Paulo Guedes. Segundo ele, os programas em andamento ou previstos de ajuda às famílias, empresas e ao sistema de saúde “já passaram dos R$ 800 bilhões e possivelmente vão chegar a quase R$ 1 trilhão ao longo das próximas semanas ou meses”.

O ministro disse que críticas a eventuais atrasos por parte do governo são “oportunismo” e que a velocidade das ações tomadas pelo governo brasileiro se assemelham às do governo dos Estados Unidos. “Isso nunca aconteceu antes, nunca foi numa velocidade tão grande. Nenhum país emergente fez um movimento tão rápido e com tanto volume de recursos como nós.”

Ele também ressaltou que apenas o benefício de R$ 600 por mês, durante três meses, a famílias de baixa renda e trabalhadores informais vai custar mais do que todos os ministérios gastarão neste ano.

“Nós consideramos, então, que esse gasto [R$ 98 bilhões), e eu repito, é maior do que toda a programação anual de todos os ministérios [R$ 95 bilhões]”.

Leia mais:  Aeroporto: Executivo reencaminha à Câmara projeto de ampliação de área

(Fonte: R7)

publicidade

Sem categoria

MEI também pode adquirir carro zero km com até 30% de desconto direto da montadora

Publicado

Quem possui empresa, seja ela de qualquer porte, inclusive Microempreendedor Individual (MEI), consegue adquirir carros com descontos que chegam até a 30%.

O desconto é concedido diretamente pelas montadoras por meio de desconto do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS).

Existem montadoras que operam no país com a modalidade de venda direta, como a própria Chevrolet, Fiat, Renault e Volkswagen. Vale lembrar que é sempre bom pesquisar se a montadora que você deseja adquirir um veículo possui a política de vendas diferenciadas para empresas.

Outro ponto a observar é que não há um percentual previamente estipulado para descontos, onde os descontos podem variar entre 2,5% a 30%.

Regras

Para que essa operação de desconto não seja utilizada para revenda de veículos, o Conselho Nacional de Política Fazendária estipulou uma regra de que o proprietário deva permanecer com o veículo por um prazo mínimo de 12 meses.

Vale lembrar também que o desconto só vale para a compra de veículos 0km. Além disso, veículos utilizados diretamente para trabalho podem apresentar descontos ainda maiores.

Leia mais:  Acadêmicos de Engenharia Civil da UNEMAT visitam Aterro Sanitário de Tangará da Serra

É fundamental estar com a documentação totalmente regularizada do veículo, pois o mesmo estará vinculado diretamente à sua empresa. Logo, caso conste tributos não pagos, as restrições podem ser lançadas no nome da empresa e do empresário. O prazo de entrega também pode ser maior.

(Fonte: Jornal Contábil)

Continue lendo

Envie sua sugestão

Clique no botão abaixo e envie sua sugestão para nossa equipe de redação
SUGESTÃO

Empresas & Produtos

Economia & Mercado

Contábil & Tributário

Governo & Legislação

Profissionais & Tecnologias

Mais Lidas da Semana