conecte-se conosco


Cidades & Geral

País registra aumento de descargas elétricas; Duas indústrias na região foram atingidas

Publicado

O aumento da incidência de descargas elétricas no Brasil neste ano de 2022 tem chamado a atenção de especialistas. Em Mato Grosso, segundo estado com maior ocorrência de raios no país, os incidentes do tipo têm causado grandes sustos e prejuízos.

Foi o que aconteceu na manhã da última quinta-feira (17), na UISA Bioenergia, usina de álcool e açúcar localizada em Nova Olímpia. Um raio atingiu a casa de força da indústria, dando origem a um incêndio. Apesar do susto e dos prejuízos, não houve vítimas e o sinistro foi controlado pela brigada de incêndios da usina, que contou com o apoio do Corpo de Bombeiros.

Em Nova Olímpia, o raio atingiu a casa de força da usina, dando origem a um incêndio.

Exatamente há um mês, em 17 de fevereiro, uma descarga elétrica atingiu as instalações de um grande frigorífico – Marfrig -, em Tangará da Serra. A queda do raio causou incêndio com explosão na área de biodigestor da planta, onde haviam três grandes bolsas com gás metano resultante da fermentação dos dejetos bovinos. O Corpo de Bombeiros atuou rapidamente e evitou que o fogo se propagasse. Não houve vítimas.

Leia mais:  Meteorologia prevê onda de frio intenso no país; Tangará da Serra poderá ter mínimas de 5°C

Em fevereiro, um fazendeiro de Juscimeira, na região sudeste do estado, perdeu 19 cabeças de gado atingidas por uma descarga enquanto tentavam se proteger de uma forte chuva sob um ipê, árvore típica do cerrado. “Atingiu todos que estavam embaixo da árvore. O gado estava na faixa de 2 anos e cada um está avaliado em torno de R$ 5 mil”, relatou o proprietário, pecuarista Sebastião Ziminiani.

Mais raios em 2022

O Brasil registrou 29% mais raios nos dois primeiros meses de 2022 em comparação com o mesmo período do ano passado, segundo levantamento do Grupo de Eletricidade Atmosférica do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe).

Entre janeiro e fevereiro, foram 17 milhões de descargas elétricas, ante 13,2 milhões no 1º bimestre do ano anterior. Os cinco Estados com mais raios foram Amazonas (2.608.255), Mato Grosso (2.030.670), Pará (1.823.955), Minas (1.539.276) e Tocantins (1.004.022). Em 14 Estados, entre eles São Paulo e Minas, houve ocorrência de raios em todos os dias de janeiro e fevereiro.

Leia mais:  Tangará da Serra celebra 46 anos nesta sexta com ao menos quatro grandes demandas

Segundo especialistas, as mudanças climáticas favorecem eventos extremos – como as chuvas que arrasaram áreas da Bahia, Minas e a Região Serrana do Rio – e também a ocorrência de raios.

O Brasil é líder mundial de registros de raios. Além dos riscos de acidentes e mortes, a maior quantidade de descargas pode agravar problemas já existentes com interrupções de fornecimento de energia elétrica e de incêndios.

publicidade

Cidades & Geral

Meteorologia prevê onda de frio intenso no país; Tangará da Serra poderá ter mínimas de 5°C

Publicado

Uma forte e extensa massa de ar frio atinge o Brasil a partir de domingo (15) causando acentuada queda de temperatura em diversas regiões. A partir do dia (16), a massa de ar frio se desloca rapidamente pelo Sul avançando para áreas das regiões Centro-Oeste e Sudeste e, durante à noite, chega aos estados de Rondônia e Acre, causando o segundo episódio de friagem.

Em Mato Grosso, o frio poderá ser recorde a partir da noite de quarta-feira (18), com mínimas de 7°C na capital, Cuiabá, e de 5° C em Tangará da Serra. Na quinta-feira, os termômetros poderão apontar 4°C na cidade da Serra de Tapirapuã (Veja imagem abaixo).

A friagem deverá persistir por até uma semana, segundo previsões nos principais sites especializados em meteorologia do país, como o Clima Tempo, o Cptec/Inpe e o Inmet.

A figura a seguir, do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), apresenta a previsão de temperatura mínima no início da manhã dos dias 18 e 19 (quarta-feira e quinta-feira).
Tons em azul e roxo indicam áreas com previsão de temperatura mínima menor que 12°C. Destaque para áreas das Serras Gaúcha e Catarinense e no Planalto Sul do Paraná, sudeste de Minas Gerais e Serra da Mantiqueira onde as temperaturas deverão ser negativas.

Leia mais:  Meteorologia prevê onda de frio intenso no país; Tangará da Serra poderá ter mínimas de 5°C

Continue lendo

Envie sua sugestão

Clique no botão abaixo e envie sua sugestão para nossa equipe de redação
SUGESTÃO

Empresas & Produtos

Economia & Mercado

Contábil & Tributário

Governo & Legislação

Profissionais & Tecnologias

Mais Lidas da Semana