conecte-se conosco

Agronegócio & Produção

Momento Agrícola: PIB do Agro, Green Bonds e homenagens a Morricone, Vinícius e Ringo Starr são os destaques

Publicado

O programa Momento Agrícola, transmitido semanalmente pela rede de rádios do Agro, relatado e reproduzido aos finais de semana pelo Enfoque Business, traz, como de costume, vários destaques do setor produtivo brasileiro.

Logo no primeiro bloco, o apresentador e produtor do programa, agrônomo e consultor Ricardo Arioli, aborda os números do PIB do Agro, que em abril fechou com crescimento de 0,3% e acumulado de 3,78% no quadrimestre. O crescimento registrado em abril foi o menor do quadrimestre, reflexo direto da pandemia do novo coronavírus, segundo o Centro de Estudos Avançados de Economia Aplicada (Cepea), da Esalq/USP.

Na sequência, Arioli fala sobre os ‘Green Bonds”, os chamados títulos verdes que destinam créditos com juros mais baixos ao setor produtivo. Os recursos são concedidos pelos Fundos Financeiros Verdes mediante transparência e atitudes ambientais por parte dos tomadores. Arioli fala sobre como os Títulos Verdes estão entrando, aos poucos, no Agro brasileiro.

Diferente

Ainda no primeiro bloco do Momento Agrícola desta semana, Ricardo Arioli inova abrindo espaço para a boa música através de homenagens ao maestro Ennio Morricone – falecido esta semana -, ao poeta brasileiro Vinícius de Moraes – falecido há 40 anos, em 09 de julho de 1980 – e ao baterista Richard Starkey, o ‘Ringo Starr’, dos Beatles, que no último dia 07 comemorou 80 anos de vida.

Leia mais:  Momento Agrícola: Tecncologia, pesquisa e a boa fase da pecuária são destaques no programa

Outras

Nos blocos seguintes, Ricardo Arioli destaca o Fórum de Máxima Produtividade do CESB, a Reforma Tributária – que tramita no Congresso -, e notícias de Brasília.

Para ouvir o Momento Agrícola na íntegra, clique abaixo.

 

publicidade

Agronegócio & Produção

Empresa brasileira desenvolve biofábricas ‘on farm’ móveis prontas para uso

Publicado

Uma biofábrica ‘On Farm’ pronta para uso e que pode ser movimentada para qualquer lugar a qualquer tempo. Esta é mais uma inovação do Agro.

 

O aumento crescente dos custos de produção e a eficácia comprovada dos agentes biológicos no controle de pragas e doenças das culturas estão levando os produtores rurais à busca de tecnologia para a produção dos seus próprios bioinsumos.

Entendendo a necessidade dos produtores, uma empresa brasileira desenvolveu uma tecnologia em que todos os princípios de multiplicação On Farm estão embarcados numa única biofábrica móvel, pronta para uso na propriedade rural e em qualquer sistema de produção.

A Fotossíntese Biologic produz biofábricas e meio de cultura para multiplicação de bactérias para controle biológico de pragas e doenças, indutores de resistência e estimuladores de plantas.

Todo este processo pode ocorrer numa biofábrica móvel, montada dentro de um contêiner com biorreatores, sistema completo de aeração e agitação, iluminação, climatização e filtragem do ar. Para funcionar basta ligar numa tomada.

Ou seja, o produtor leva a biofábrica para produzir os biodefensivos dentro de sua propriedade. Assim, ele evita o transporte do produto acabado e elimina riscos. “O produtor já leva para fazenda uma tecnologia experimentada há oito anos. Já leva o conhecimento, com o treinamento para uso e todos os seus protocolos”, completa Carlos Alberto Scapini, CEO da Fotossíntese.

Leia mais:  Ricardo Arioli: Missão de Tereza Cristina nos países árabes, safras, mercado do etanol, dólar e Lei Kandir

Engenheiro agrônomo formado pela Universidade Federal de Santa Maria (RS), Scapini aponta para uma tendência cada vez mais impositiva dos biodefensivos no mercado. “O produtor pode chegar, em algumas culturas, a uma redução de até 100% no uso de produtos químicos para controle de pragas e doenças em lavouras comerciais”, observa.

Scapini: “É uma tecnologia embarcada, pronta para uso. E o produtor estará familiarizado com o que produzir, como produzir, onde produzir e como usar”.

O empresário aponta uma série de vantagens na biofábrica móvel. Em primeiro lugar, ele destaca que se trata de uma tecnologia nacional, inovadora, própria da Fotossíntese e que, por isso, conta com o expertise do Agro brasileiro. “É uma tecnologia embarcada, pronta para uso. E o produtor estará familiarizado com o que produzir, como produzir, onde produzir e como usar”, descreve.

Em seguida, Scapini cita a mobilidade, a redução de custos e a dispensa de obras civis. “A biofábrica pode ser movimentada de uma fazenda para outra e elimina a imobilização de capital”, acrescenta, destacando, ainda, que a estrutura consiste num sistema que veio para dar um padrão de qualidade dos bioinsumos ‘On Farm’, com prioridade para a higienização e desinfecção, condições essenciais na produção de biodefensivos.

Leia mais:  Momento Agrícola: Exportações, defesa agropecuária, retenções argentinas, ILPF e AgriHUB são os destaques

Por fim, o diretor da Fotossíntese observa que o sistema é modular. Ou seja, pode ser adquirido em módulos, sem o contêiner, com a Fotossíntese fornecendo ao comprador o projeto concebido para instalação.

Contato

Maiores informações sobre a biofábrica ‘On Farm’ desenvolvida pela Fotossíntese podem ser obtidas pelo telefone (65) 9 9987-4242, ou pelo e-mail [email protected] O site da empresa é www.fotossintese.ind.br.

Continue lendo

Envie sua sugestão

Clique no botão abaixo e envie sua sugestão para nossa equipe de redação
SUGESTÃO

Empresas & Produtos

Economia & Mercado

Contábil & Tributário

Governo & Legislação

Profissionais & Tecnologias

Mais Lidas da Semana