conecte-se conosco


Infraestrutura & Logística

Modal hidroviário será tema de evento do DNIT, na FIEMT, a partir de quinta-feira

Publicado

As hidrovias são alternativas para transporte de carga e passageiros ainda pouco exploradas no Brasil. Para alavancar esse modal, Cuiabá receberá nos dias 31 de outubro e 1º de novembro (próximas quinta e sexta) o “Diálogos Hidroviáveis” – Programa de Integração Permanente de Iniciativas para o Desenvolvimento Sustentável da Navegação e das Hidrovias Brasileiras.

A iniciativa do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) debaterá temas sobre a importância das hidrovias para o agronegócio e o turismo da região. O evento será na sede da Federação das Indústrias no Estado de Mato Grosso (FIEMT), em Cuiabá.

No caso da região oeste/sudoeste, a importância do evento recai na hidrovia do rio Paraguai, cuja logística inclui o porto de Cáceres e, e médio/longo prazo, a Zona de Processamento e Exportação (ZPE). Este complexo logístico e industrial desencadeará efeitos na economia de toda a região, principalmente em Tangará da Serra.

O objetivo do Diálogo é apresentar o panorama atual, os entraves para ampliar a utilização das hidrovias e discutir ações viáveis de curto e médio prazo para fomentar esse modal. Para isso, a programação de abertura, no dia 31/10, terá o painel “Importância das Hidrovias para o Arco Norte do Brasil”, que contará com a participação do Senador e presidente da FRENLOGI, Wellington Fagundes, e do governador do Mato Grosso, Mauro Mendes. O debate será coordenado pelo Instituto Brasil Logística (IBL) e pela Frente Parlamentar Mista de Logística e Infraestrutura (FRENLOGI), com a presença de convidados especialistas, empresários e autoridades ligadas à navegação interior.

Evento acontecerá quinta e sexta, no auditório da FIEMT, na capital.

Na sequência, ocorrerá o debate “O Contexto Atual do Derrocamento do Pedral do Lourenço e da Dragagem do Rio Madeira e seu Impacto para o Mato Grosso”. O painel abordará os corredores logísticos fundamentais para o escoamento da produção agropecuária do Centro-Oeste e de Rondônia por hidrovias, cuja operacionalização impacta diretamente na redução do custo do frete em direção aos portos para exportação.

Leia mais:  Resolução aprova plano de trabalho da ZPE/MT em Cáceres e cronograma de obras tem continuidade

No dia 1º de novembro haverá os debates técnicos do programa “Diálogos Hidroviáveis”, com quatro palestras: “O Processo de Certificação e o Potencial dos Benefícios do Sequestro de Carbono na Agricultura Associada ao Uso das Hidrovias”, “As Características do Paliteiro do Rio Madeira e seus Impactos Econômicos e Ambientais para Exportação Agropecuária”, “A Integração da América do Sul Pelas Hidrovias: Os Rios Nos Unem” e, por fim, “O Desenvolvimento do Turismo Associado à Navegação no Estado de Mato Grosso”.

As inscrições são gratuitas e devem ser feitas no portal www.hidroviaveis.com.br. Além da FIEMT, o evento conta com a parceria do Movimento Pró-Logística de Mato Grosso, Associação Brasileira dos Produtores de Soja (APROSOJA), Frente Parlamentar Mista de Infraestrutura e Logística (FRENLOGI), IBL – Instituto Brasil Logística e Executiva Promoções.

publicidade

Infraestrutura & Logística

Convênio destinará R$ 20 milhões para 2ª etapa da ZPE de Cáceres; Módulo 01 está em licitação

Publicado

O governador Mauro Mendes anunciou esta semana, em Cáceres, a assinatura de 30 novos convênios e contratos para obras e investimentos da região Oeste de Mato Grosso, num total de R$ 173,5 milhões.

Mendes cumpriu agenda na região esta semana e, em Cáceres, sua comitiva foi recepcionada pela prefeita Eliene Liberato e demais lideranças locais e regionais.

Somente em Cáceres, os investimentos somarão R$ 58,6 milhões, sendo R$ 20,1 milhões para a segunda etapa da Zona de Processamento de Exportação (ZPE). O convênio, que terá contrapartida do município de Cáceres, representa mais um estágio para a ZPE, vista como fundamental – assim como a Hidrovia do Rio Paraguai – para impulsionar o desenvolvimento da região.

Em Cáceres, Mendes foi recepcionado pela prefeita Eliene Liberato (PSB), e por lideranças locais e regionais.

 

Em novembro, o governo lançou a licitação para a execução da obra de infraestrutura do Módulo I do loteamento da ZPE de Cáceres, obra estimada em R$ 16.061.587,37 que será realizada com recursos da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico (Sedec-MT). A construção do módulo é uma etapa fundamental para a instalação da ZPE, após uma espera de mais de 30 anos.

Leia mais:  DNIT entrega unidade da PRF e libera 12 km de pista duplicada da BR-163/364/MT

A licitação será realizada na modalidade de Concorrência pública, do tipo menor preço. As propostas serão abertas no dia 21 de dezembro, às 09h, na Sala de Reuniões da Sinfra-MT.

A ZPE tem uma área de aproximadamente 240 hectares no Distrito Industrial de Cáceres. Até o momento, o Governo do Estado já executou 80% da obra de construção dos oito blocos das unidades administrativas.

Outros convênios

O governo também anunciou recursos na ordem de R$ 14,8 milhões, via Programa Mais MT, para a restauração funcional e implantação de pavimentação em mais de 30km da rodovia MT-343, no trecho entre Porto Estrela e o entroncamento com MT-246, em Barra do Bugres.

Também haverá convênio no valor de R$ 7 milhões para adequação da pista do Aeroporto Regional de Cáceres e construção do Terminal de Passageiros.

Continue lendo

Envie sua sugestão

Clique no botão abaixo e envie sua sugestão para nossa equipe de redação
SUGESTÃO

Empresas & Produtos

Economia & Mercado

Contábil & Tributário

Governo & Legislação

Profissionais & Tecnologias

Mais Lidas da Semana