conecte-se conosco

Agronegócio & Produção

MÁQUINA LETÁRGICA: SEMA-MT levaria 35 anos para zerar fila de espera por CAR’s; Burocracia emperra negócios

Publicado

Na verdade, não seriam apenas 35 anos, mas 63, se for considerado o volume de processos que tramitam na Secretaria de Estado de Meio Ambiente (SEMA).

A verdade é dolorida e revoltante, pois o órgão oficial de Mato Grosso que tem por missão guarnecer o meio ambiente e criar condições para um desenvolvimento sustentável, na verdade atravanca o crescimento econômico do estado, penaliza quem está legal e, assim, acaba beneficiando infratores.

E, pior ainda, a SEMA judia da ‘galinha dos ovos de ouro’ da economia estadual, que é o agronegócio. Esta realidade lamentável foi exposta no programa Momento Agrícola, produzido e apresentado pelo produtor rural, agrônomo e consultor Ricardo Arioli e reproduzido todos os finais de semana pelo Enfoque Business (link: https://enfoquebusiness.com.br/momento-agricola-lentidao-da-sema-gafanhotos-feijao-novidades-sobre-dicamba-e-roundup-sao-destaques/).

Segundo informado pelo Momento Agrícola, hoje são 93.294 processos pendentes de Cadastro Ambiental Rural (CAR) que tramitam na secretaria. O ritmo de aprovação destes processos seria cômico não fosse trágico. Em março, eram 0,3 processos validados por dia. Em abril este número subiu para 1,9 e, em junho, esta média chega a “fantásticos” 04 processos por dia.

Leia mais:  SAMAE promove 2º Fórum de Saneamento de 06 a 08 de novembro

Fora estes, há, ainda, uma quantidade considerável de processos de licenciamento de empreendimentos em outras áreas da economia, todos parados por conta da burocracia e da fraca, enferrujada e ultrapassada dinâmica administrativa do órgão estadual.

Considerando este ritmo (de 04 validações diárias), serão necessários 63 anos para validar os mais de 93 mil cadastros pendentes. Mas, se desta ‘montanha’ de processos forem deduzidos 21 mil processos que aguardam documentação pendente, mais outros 6 mil com pareceres de cancelamento e outros tantos que aguardam pagamentos de taxas diversas, este número cai para “apenas” 51 mil processos.

Então, considerando o ritmo de validação de 04 processos/dia, a SEMA levaria ‘somente’ 35 anos para validar todos os 51 mil processos que estão na fila.

Freio econômico

O pior da letargia da máquina pública estadual não é a irritação provocada nos empreendedores mato-grossenses, e sim o prejuízo nos negócios. “É por estas e outras que os produtores legais é que levam as culpas por tudo que acontece de ruim com o meio ambiente. A Alemanha, por exemplo, parece que está mesmo comprometida a parar de comprar produtos do Brasil por conta do aumento do desmatamento na Amazônia e no Cerrado… Aquele discurso fácil que as ONG’s comentam por lá, recheado de ideologias depois que mudou o governo”, observou Arioli.

Leia mais:  Economia: Retomada pós-crise será gradativa e deverá ocorrer a partir de julho

Diante desta burocracia nefasta, apesar do Agro de Mato Grosso ter sucesso comercial com sua alta produção (em volume e qualidade), a SEMA contribui muito para negativar a imagem do setor produtivo estadual com sua emperrada burocracia. “Adianta ir lá na Alemanha explicar que muitos produtores estão irregulares porque estão nesta fila de pelo menos 35 anos? (…) Adianta perguntar o que foi feito dos milhões de reais investidos na SEMA desde 2006 em programas de parcerias com as próprias ONG’s que hoje nos acusam e nos destratam?”, questionou o apresentador do Momento Agrícola, complementando que as ilegalidades interessam apenas aos ‘ilegais’, aos ‘maus produtores’, jamais aos reais interesses da coletividade mato-grossense.

publicidade

Agronegócio & Produção

Pulverização: Manutenção correta das pontas e equipamentos reduz custos e garante eficiência

Publicado

Se a escolha das pontas é fundamental para uma boa performance na lavoura, a correta manutenção dos equipamentos é essencial para a eficiência e redução de custos nas aplicações. A orientação é da TratorTecMaq, empresa distribuidora exclusiva Teejet para Tangará da Serra e região.

“A manutenção preventiva anda junto com a boa escolha das pontas, com a eficiência e com a economicidade na atividade agrícola”, observa o diretor proprietário da TratorTecMaq, Alfredo Acácio Nuernberg. Ele explica a opção pela Teejet: “Precisão, eficiência, maior cobertura, menor coeficiente de variação, durabilidade. E é importante destacar que temos uma vantagem extra: o preço, que é o mais competitivo da região”, afirma.

Lavagem e limpeza geral dos tanques, dos filtros de sucção e o uso de filtros nas pontas são procedimentos indispensáveis.

Para o consultor de vendas da empresa, Fábio Junior, a manutenção envolve várias etapas que precisam ser cumpridas à risca. A lavagem e limpeza geral dos tanques, dos filtros de sucção e o uso de filtros nas pontas são procedimentos indispensáveis, assim como a escolha de um bom descontaminante, produto que inclui o portfólio da Tratortecmaq na área de pulverização. “Os filtros de linha, por exemplo, devem ser lavados de três a quatro vezes por dia. Tudo interfere no rendimento e eficiência da aplicação”, diz o consultor.

Leia mais:  SAMAE promove 2º Fórum de Saneamento de 06 a 08 de novembro

Fábio acrescenta que uma aplicação ineficiente resulta em significativas perdas financeiras e de produtividade. Ele destaca que uma manutenção mal feita pode resultar em desperdício a partir de 20% da calda que está no tanque do pulverizador. Quanto menor a eficiência na aplicação, menor o intervalo entre elas, e isto representa aumento de custos e redução de produtividade”, explica.

A TratorTecMaq oferece a tecnologia das pontas, malhas e filtros Teejet, assim como descontaminantes, em condições especiais e com atendimento personalizado ao cliente. Maiores informações pelos telefones 3325-0205, 99987-4408, 99987-4445 e 99903-2560, ou diretamente na loja, Avenida Lions Internacional nº 1.907, Vila Esmeralda, em Tangará da Serra.

No vídeo a seguir, o bom funcionamento de um pulverizador com boa manutenção das pontas:

 

Continue lendo

Envie sua sugestão

Clique no botão abaixo e envie sua sugestão para nossa equipe de redação
SUGESTÃO

Empresas & Produtos

Economia & Mercado

Contábil & Tributário

Governo & Legislação

Profissionais & Tecnologias

Mais Lidas da Semana