conecte-se conosco

Eleições 2020

Mais de três horas após o pleito, apenas 1,45% dos votos estão apurados; TSE admite lentidão

Publicado

A lentidão verificada na apuração dos votos das eleições municipais em todo o país frustrou quem já estava acostumado a ver resultados mais rapidamente no histórico dos pleitos desde a implantação da urna eletrônica pela Justiça Eleitoral brasileira, em 1996.

Em todo o país, três horas após terminar o horário de votação, apenas uma parcela ínfima das urnas já havia sido apurada. Em Tangará da Serra, às 20h19 de domingo, apenas 1,45% dos votos estão apurados (Imagem no topo).

Vander Masson aparece em primeiro com uma larga vantagem (81,76%), seguido de Chico Clemente (8,92%) e Weslei Lopes Torres (6,72%). Os outros dois candidatos – Claudinho Frare e Jean Piccoli – somam, juntos, pouco mais de 2% dos votos apurados.

As primeiras informações sobre a disputa proporcional (vereador) foram divulgadas há pouco pela Justiça Eleitoral.

No Senado, porém, Carlos Fávaro, do PSD, lidera nas primeiras urnas apuradas.

Dificuldades

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) informou na noite deste domingo, 15, que enfrenta dificuldades técnicas para divulgação dos resultados das eleições de 2020. A Corte disse, no entanto, não haver qualquer problema no sistema de totalização e apuração dos votos.

Leia mais:  Convenções se encerram hoje para consumar quadro das municipais; Em Tangará, ao menos cinco disputarão majoritária

Após as instabilidades enfrentadas no aplicativo e-Título, agora é o site de divulgação das Eleições (resultados.tse.jus.br) que apresenta problemas na atualização dos dados. Mas a informação é de que essa dificuldade técnica não reflete nenhum problema no sistema de apuração, que estaria recebendo normalmente as informações do pleito.

“O problema está sendo resolvido pelos técnicos, para a retomada mais célere do processo de divulgação. Ressaltamos que não há nenhuma relação com o vazamento de dados pessoais de servidores e nenhuma relação com a tentativa de ataque cibernético registrada pela manhã”, afirma nota divulgada pela assessoria do TSE.

Mais cedo, o presidente do TSE, Luís Roberto Barroso, informou que o sistema responsável pelas informações da Justiça Eleitoral foi alvo de uma tentativa de ataque hacker, mas que investida foi totalmente neutralizada. Segundo ele, não houve nenhum tipo de prejuízo à eleição. “Houve de fato uma tentativa de ataque hoje, com quantidade de acessos massivos para tentar derrubar o sistema como um todo. E não foi bem-sucedido”, disse Barroso em entrevista durante a tarde.

Leia mais:  Abstenção recorde e votos brancos/nulos somaram 37%; Índice mostra evasão, desinteresse e pandemia

A Corte Eleitoral tomou medidas de prevenção após o sistema do Superior Tribunal de Justiça (STJ) ser invadido por um hacker, que bloqueou o acesso aos processos e paralisou as atividades do tribunal no início do mês.

Neste ano, o pleito conta com uma novidade no processo de totalização dos votos. Agora, essa etapa está concentrada no data center do TSE, enquanto em eleições passadas o processamento era feito pelos tribunais regionais eleitorais. Ou seja, houve uma redução de 27 pontos de totalização para um.

No sábado, o secretário de tecnologia da informação do TSE, Giuseppe Janino, afirmou que a mudança traria várias vantagens, como na “economicidade, segurança, gerenciamento, e na agilidade”.

publicidade

Eleições 2020

Na região, siglas de eleitos em Tangará da Serra e Sapezal não integram base de Mauro Mendes

Publicado

Apenas dois dos doze partidos que compõem a região polarizada por Tangará da Serra (sudoeste de Mato Grosso) não elegeram prefeitos filiados em partidos que compõem a base aliada do governador Mauro Mendes (DEM).

Tangará da Serra elegeu Vander Masson, do PSDB, enquanto Sapezal reelegeu Valcir Casagrande, do PL. As duas agremiações – que disputaram o governo em 2018 através de Pedro Taques e Wellington Fagundes – são oposição ao gestor estadual.

Os demais municípios da região integram o arco de aliança do chefe do Palácio Paiaguás: Arenápolis (Eder Marquis – PP), Barra do Bugres (Dr. Divino Henrique – PDT), Campo Novo do Parecis (Rafael Machado – PSL), Denise (Marrom – PDT), Diamantino (Dr. Manoel – MDB), Nortelândia (Zema – PP), Nova Marilândia (Jefferson Souto – PP), Nova Olímpia (Zé Elpídio – DEM), Porto Estrela (Eugênio Pelachin – PSC), Santo Afonso (Luís Fernando – DEM).

Estado

O Democratas, partido do governador Mauro Mendes, foi a sigla que mais elegeu prefeitos na eleição de domingo (15) em Mato Grosso. No total, foram 24 eleitos pelo partido, que tinha o maior número de candidatos, 65. Apesar no número expressivo, nenhuma das cidades que serão comandadas pelo partido está entre os maiores municípios do Estado

(Veja lista completa dos eleitos e reeleitos ao final da matéria).

As cidades com vitória do DEM têm 9,72% da população de Mato Grosso. O número de eleitos pode chegar a 25 a depender da resolução de Torixoréu – Inês Coelho foi a mais votada, mas disputou sub judice depois de ter o registro de candidatura indeferido pela Justiça Eleitoral. O governador tentou eleger Wellington Marcos (DEM) em Barra do Garças, a 10ª maior cidade do Estado, mas não teve sucesso. O município escolheu Dr. Adilson (PSD) para os próximos quatro anos.

O MDB, que é aliado de Mauro, foi o segundo com mais prefeitos eleitos, 22 de 48 candidatos. É o partido que irá governar o maior número de mato-grossenses, com 16,62% da população. O percentual pode aumentar, já que o prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro, disputa o segundo turno na maior cidade do Estado, onde vivem 17,53% dos mato-grossenses.

A segunda maior cidade, Várzea Grande, elegeu o emedebista Kalil Baracat. Em Primavera do Leste, Leo Bortolin foi reeleito com quase 90% dos votos. A presença do MDB no comando dos municípios segue uma tendência histórica em Mato Grosso e em todo o país, sendo um partido com alta capilaridade.

Com passado recente de perda de força política, o PSDB parece ter recuperado parte de sua presença. Elegeu 11 prefeitos em municípios que representam 9,22% da população, sendo o terceiro do ranking nesse último quesito. Tem algumas cidades polo com Sorriso e Tangará da Serra, com Ari Lafin e Vander Masson, respectivamente. O PSB elegeu mais chefes de Executivo, com 13, mas a população dessas cidades é menor, sendo apenas 6,41% dos munícipes.

O Solidariedade também tem representatividade alta com os oito prefeitos que conseguiu eleger ontem. Com a conta incluindo Rondonópolis, a terceira maior cidade e onde o prefeito Zé Carlos do Pátio foi reeleito com ampla margem, a sigla irá governar 9,02% dos mato-grossenses.

Leia mais:  Para forçar aliança com PSD, homens tentam impedir convenção do PP e destratam membros da executiva

O PT foi um dos partidos que teve o pior desempenho. De 20 candidatos lançados apenas um foi eleito: em Castanheira, Jackson de Oliveira Rios Junior, o Juninho, era o único na disputa e foi eleito com 3,1 mil votos.

(*) Abaixo, os eleitos nos 141 municípios de Mato Grosso:

– Cuiabá – Segundo turno entre Abílio Júnior (PODE) e Emanuel Pinheiro (MDB)
– Várzea Grande – Kalil Baracat
– Rondonópolis – José Carlos do Pátio (SD)
– Sinop – José Roberto Dorner (Republicanos)
– Tangará da Serra – Vander Masson (PSDB)
– Cáceres – Eliene Liberato (PSB)
– Acorizal – Meraldo Sá – (PSD)
– Água Boa – Dr. Mariano (PSB)
– Alta Floresta – Chico Gamba (PSDB)
– Alto Araguaia – Gustavo Melo (PSB)
– Alto Boa Vista – Zé Maranhã (PTB)
– Alto Garças – Professor Claudinei (Republicanos)
– Alto Paraguai – Aldair José – (MDB)
– Alto Taquari – Marilda Sperandio (DEM)
– Apiacás – Júlio da Papelaria (MDB)
– Araguaiana – Getúlio (PSB)
– Araguainha – Chiquinho (PPS)
– Araputanga – Enilson Rios (Solidariedade)
– Arenápolis – Eder Maquis (PP)
– Aripuanã – Seluir (PSDB)
– Barão de Melgaço – Margareth de Munil (PSDB)
– Barra do Bugres – Dr. Divino Henrique (PDT)
– Barra do Garças – Dr. Adilson (PSD)
– Bom Jesus do Araguaia – Mansão (PSB)
– Brasnorte – Edello Ferrari (DEM)
– Campinápolis – Zé Bueno (DEM)
– Campo Novo do Parecis – Rafael Machado (PSL)
– Campo Verde – Alexandre Lopes (PDT)
– Campos de Júlio – Parma (Patriota)
– Canabrava do Norte – João Cleiton (PSDB)
– Canarana – Fábio Faria (DEM)*
– Carlinda – Carmen Martinez (DEM)
– Castanheira – Juninho (PT)
– Chapada dos Guimarães – Osmar Froner (MDB)
– Cláudia – Altamir Kurten – (PSDB)
– Cocalinho – Baco (PSB)
– Colíder – Maninho (Patriota)
– Colniza – Miltinho (PSC)
– Comodoro – Rogério Vilela (Podemos)
– Confresa – Dr. Roni Condão (PP)
– Conquista d’Oeste – Maria Lúcia (PL)
– Cotriguaçu – Lírio (MDB)
– Curvelândia – Jadilson – (Republicanos)
– Denise – Marrom (PDT)
– Diamantino – Dr. Manoel (MDB)
– Dom Aquino – Zão (PL)
– Feliz Natal – Tony Dubiella (MDB)
– Figueirópolis d’Oeste – Eduardo Vilela (Republicanos)
– Gaúcha do Norte – Voney Goiano – (SD)
– General Carneiro – Marcelo Aquino – (PR)
– Glória d’Oeste – Gheysa Borgatto (DEM)
– Guarantã do Norte – Érico Stevan (DEM)
– Guiratinga – Barga Rosa (DEM)
– Indiavaí – Sidney da Cerâmica – (DEM)
– Ipiranga do Norte – Graxa (DEM)
– Itanhangá – Edu (PL)
– Itaúba – Toninho Tijolinho (PTB)
– Itiquira – Fabiano (PP)
– Jaciara – Andrea Wagner (PSB
– Jangada – Rodrigo Meira (PP)
– Jauru – Passarinho (PSB)
– Juara – Carlos Sirena (DEM)
– Juína – Paulo Veronese – (Podemos)
– Juruena – Manoel Garça Branca (DEM)
– Juscimeira – Moisés dos Santos (PSDB)
– Lambari d’Oeste – Marcelo da Bem Estar (PDT)
– Lucas do Rio Verde – Miguel Vaz (Cidadania)
– Luciara – Parassu (MDB)
– Marcelândia – Celso Padovani (DEM)
– Matupá – Fernando Zafonato (DEM)
– Mirassol d’Oeste – Hector Alvares (PSL)
– Nobres – Leocir Hanel (PSDB)
– Nortelândia – Zema (PSD)
– Nossa Senhora do Livramento – Souza (DEM)
– Nova Bandeirantes – Cesar Perigo (MDB)
– Nova Brasilândia – Marilza Augusta (MDB)
– Nova Canaã do Norte – Rubão (PDT)
– Nova Guarita – Zeca (DEM)
– Nova Lacerda – Uilson Linguiça (DEM)
– Nova Marilândia – Jeferson Souto (PP)
– Nova Maringá – Ana (Patriota)
– Nova Monte Verde – Edemilson Marino (PP)
– Nova Mutum – Leandro Fidélix (PSL)
– Nova Nazaré – João Filho (PSDB)
– Nova Olímpia – José Elpídio – (DEM)
– Nova Santa Helena – Paulinho Bortolini (Solidariedade)
– Nova Ubiratã – Neninho da Nevada (PRTB)
– Nova Xavantina – João Bang (PSB)
– Novo Horizonte do Norte – Silvano Neves (MDB)
– Novo Mundo – Toni Mafini (PL)
– Novo Santo Antônio – Adão Belchior (DEM)
– Novo São Joaquim – Leonardo Farias (PL)
– Paranaíta – Osmar Mandacaru (PATRIOTA)
– Paranatinga – Marquinhos Dedé – (MDB)
– Pedra Preta – Nelson Orlato (PSB)
– Peixoto de Azevedo – Mauricio (PSD)
– Planalto da Serra – Natal de Assis (PROS)
– Poconé – Tatá Amaral (DEM)
– Pontal do Araguaia – Adelcino (MDB)
– Ponte Branca – Clenei Parreira (PODE)
– Pontes e Lacerda – Alcino Barcelos (REPUBLICANOS)
– Porto Alegre do Norte – Daniel do Lago (PDT)
– Porto dos Gaúchos – Vanderlei Longen – (Republicanos)
– Porto Esperidião – Martins (PSD)
– Porto Estrela – Eugenio Pelachim (PSC)
– Poxoréu – Nelson Paim (PDT)
– Primavera do Leste – Leonardo Bortolim (MDB)
– Querência – Fernando Gorgen (DEM)
– Reserva do Cabaçal – Jonas Campos (PP)
– Ribeirão Cascalheira – Luzia Brandão (Solidariedade)
– Ribeirãozinho – Ronivon Parreira (PSDB)
– Rio Branco – Luiz Carlos (PSDB)
– Rondolândia – Guedes (MDB)
– Rosário Oeste – Alex da Farmácia (Solidariedade)
– Salto do Céu – Prof Mauro (Solidariedade)
– Santa Carmem – Rodrigo Frantz (PSD)
– Santa Cruz do Xingu – Jo (PSD)
– Santa Rita do Trivelato – Egon Hoepers (PSD)
– Santa Terezinha – Thiago Engenheiro (PSB)
– Santo Afonso – Luis Fernando (Democratas)
– Santo Antônio do Leste – Arimateia (PSD)
– Santo Antônio de Leverger – Francieli Magalhães (PTB)
– São Félix do Araguaia – Dra. Janailza (Solidariedade)
– São José do Povo – Júnior da Saúde (PSB)
– São José do Rio Claro – Levi Ribeiro (PODE)
– São José do Xingu – Dr. Sandro (DEM)
– São José dos Quatro Marcos – Jamis Silva (Solidariedade)
– São Pedro da Cipa – Eduardo Português – (PSB)
– Sapezal – Valcir Casagrande (PL)
– Serra Nova Dourada – Elson Mara (PP)
– Sorriso – Ari Lafin (PSDB)
– Tabaporã –  Sirineu Moledo (MDB)
– Tapurah – Carlos Alberto Capeletti (PSD)
– Terra Nova do Norte – Pascoal Alberton (MDB)
– Tesouro – Isaack (PSB)
– Torixoréu – Inês Coelho (DEM) – Sub-Judice
– União do Sul – Claudio do Posto (MDB)
– Vale de São Domingos – Geraldo Ramos (DEM)
– Vera – Moacir Giacomelli (PODE)
– Vila Bela da Santíssima Trindade – Dr. André (MDB)
– Vila Rica – Abmael (PL)

Leia mais:  Convenções se encerram hoje para consumar quadro das municipais; Em Tangará, ao menos cinco disputarão majoritária

Continue lendo

Envie sua sugestão

Clique no botão abaixo e envie sua sugestão para nossa equipe de redação
SUGESTÃO

Empresas & Produtos

Economia & Mercado

Contábil & Tributário

Governo & Legislação

Profissionais & Tecnologias

Mais Lidas da Semana