conecte-se conosco

Saúde Pública

Interior responde por 67% do total de casos confirmados de Covid-19 em Mato Grosso

Publicado

Dos 15.238 casos confirmados de Covid-19 informados ontem pela Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT), 67% (10.246) estão no interior. O levantamento é do Enfoque Business, com base nos dados da SES e dos boletins divulgados ontem (segunda, 29) pelas prefeituras dos 11 principais municípios de Mato Grosso. Ou seja, a pandemia sacramentou sua interiorização no estado neste mês de junho.

A região metropolitana (Cuiabá e Várzea Grande) respondia na segunda-feira por 32,7% (4.992) dos casos. Já os principais municípios do interior – Rondonópolis, Sinop, Tangará da Serra, Cáceres, Barra do Garças, Sorriso, Primavera do Leste, Lucas do Rio Verde, Nova Mutum – somavam 10.246 casos confirmados até ontem, o que correspondia a 33,57% das infecções.

Os óbitos – que na segunda somavam 590 no estado – ocorreram na maioria em Cuiabá (170) e Várzea Grande (121). Assim, a região metropolitana representa 49% das mortes por Covid-19 em Mato Grosso.

Mato Grosso soma 5.419 recuperados da doença. A maioria absoluta está no interior, que responde por 82,5% (4.470) dos recuperados, contra 17,5% (949) da região metropolitana. (Veja quadro abaixo)

Leia mais:  Covid-19: Com mais de 3,2 mil casos, Tangará da Serra tem média acima de 80 casos diários e 85% de ocupação das UTIs

Ativos

Os casos ativos da doença em Mato Grosso somam 9.236. Destes, 6.508 (70%) estão nos municípios na faixa entre acima de 150 ativos. A região metropolitana responde por 41% dos casos ativos, o que corresponde a um percentual de 41%.  Os demais municípios que se incluem nesta faixa são Rondonópolis, Sorriso, Primavera do Leste, Lucas do Rio Verde, Pontes e Lacerda, Cáceres, Nova Mutum, Campo Verde e Tangará da Serra

Abaixo, quadro mostra números dos ativos e a taxa de crescimento da contaminação (TCC) por município.

publicidade

Saúde Pública

Covid-19: Em uma semana, contaminação decai quase três pontos em Tangará da Serra

Publicado

Informação contida no boletim epidemiológico divulgado na manhã desta quinta-feira (10) pelo Comitê Interinstitucional de Prevenção e Monitoramento ao Coronavírus indica uma semana de queda gradual da taxa de crescimento da contaminação (TCC) da Covid-19 em Tangará da Serra.

De acordo com o boletim (veja, ao final do texto), a TCC desta quinta-feira é de 21,1%, contra uma taxa de 24% no último dia 03, quinta-feira da semana passada. (Gráfico demonstrativo abaixo)

Apesar de estar bem acima da meta de 18% para a TCC em Tangará da Serra, o percentual desta quinta-feira indica uma regressão lenta e gradual no índice de contaminação pelo coronavírus no município.

Neste período de uma semana, a TCC decaiu 2,9 pontos percentuais, o que representa uma queda de 12% neste indicador.

Letalidade

O índice de letalidade (número de óbitos em relação ao número de pacientes infectados) da Covid-19 em Tangará da Serra é de 2,04%.

Este índice, que se mantém estável nestes primeiros dez dias de junho, se situa numa faixa intermediária em Mato Grosso, cujo índice é de 2,65%.

Leia mais:  Decreto proíbe bebidas alcoólicas para consumo no local; Barreiras sanitárias para risco ‘Muito Alto’

Várzea Grande, na região metropolitana, detém o índice de letalidade mais alto (4,03%) entre os 10 municípios mais afetados pela pandemia no estado. O índice de letalidade mais baixo nestes dez municípios mais afetados é o de Lucas do Rio Verde, com 1,22%.

Continue lendo

Envie sua sugestão

Clique no botão abaixo e envie sua sugestão para nossa equipe de redação
SUGESTÃO

Empresas & Produtos

Economia & Mercado

Contábil & Tributário

Governo & Legislação

Profissionais & Tecnologias

Mais Lidas da Semana