conecte-se conosco


Cidades & Geral

Incra prevê retomada de lotes e reintegração de posse no Assentamento Antônio Conselheiro

Publicado

As ocupações irregulares de lotes, vendas ilegais de chácaras e invasões de áreas de preservação permanente no Assentamento Antônio Conselheiro, em Tangará da Serra, resultarão em providências por parte do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra). É o que afirmou a superintendência do órgão em Mato Grosso, em e-mail encaminhado ontem (terça, 08) ao Enfoque Business.

Segundo a mensagem, a equipe responsável pela Conciliação Agrária do Incra/MT já esteve no projeto de assentamento (PA) Antônio Conselheiro para verificar denúncia de parcelamento de lote. “A área está na programação para outra vistoria, que ainda não ocorreu devido a restrições orçamentárias e logísticas”, consta na resposta, encaminhada pela assessoria de Imprensa à redação do EB, sob orientação do superintendente Marcos Cunha e da substituta Marina Souza.

Sobre a ação de grileiros no Antônio Conselheiro, a superintendência foi clara sobre as providências a serem tomadas. “Nos casos de ocupação de lotes por pessoas não cadastradas no Incra, o procedimento é a retomada e destinação dos mesmos para implementação da reforma agrária”.

Leia mais:  Meteorologia alerta para frio de 8°C na madrugada desta quinta na região de Tangará

Ou seja, quem adquiriu chácaras comercializadas ilegalmente no Assentamento Antônio Conselheiro perderá o dinheiro pago aos grileiros, além de ser retirado da área.

Outras ações do órgão federal terão como alvo as incursões dos invasores em APPs. “Em se tratando de áreas destinadas a Reserva Legal e Áreas de Preservação Permanente, a medida deve ser a reintegração de posse”, afirma.

O órgão orienta ainda que denúncias de irregularidades em áreas de reforma agrária podem ser formalizadas pelo canal https://falabr.cgu.gov.br/, que dará os devidos encaminhamentos.

(*) Leia, no link abaixo, matéria sobre denúncia de ocupações publicada pelo EB na última segunda:

Grilagem no Assentamento volta a ser denunciada; Grileiros causam danos e vendem chácaras

 

publicidade

Cidades & Geral

Feira do Centro oferece fruto da América para sucos, doces e pratos com peixes e carnes

Publicado

As frutas estão entre os itens mais comercializados na Feira do Produtor do Centro. Nesta época do ano, uma fruta da época se destaca pela qualidade e visual notável: o maracujá.

Oferecido fartamente no setor de hortifrutis do mercado público de Tangará da Serra, o maracujá é alternativa de renda na agricultura familiar a partir de um manejo especializado para manter o bom padrão.

O fruto é natural da América e pode ser encontrado, nativo, em matas desde o Rio Grande do Sul até o norte do Brasil. Também é comum em toda a América Central e na Flórida, já nos Estados Unidos.

Oferecido fartamente no setor de hortifrutis do mercado público de Tangará da Serra, o maracujá é alternativa de renda na agricultura familiar.

Além de saborosa, a fruta rende inúmeros benefícios à saúde humana, sendo importante para fortalecer o sistema imunológico, controlar a glicose no sangue e, também, no combate ao estresse e à ansiedade.

De acordo com o presidente da Associação dos Feirantes (Asfet), Valdeci Ferraz Aquino, o maracujá ofertado na Feira se destaca pela qualidade e preço atrativo. “A qualidade do maracujá oferecido pelos nossos feirantes sempre chama atenção do consumidor e isso ajuda a manter uma grande movimentação na Feira do Centro às quartas e aos domingos”, observa.

Leia mais:  Meteorologia alerta para frio de 8°C na madrugada desta quinta na região de Tangará

Maracujá na culinária

O maracujá pode ser consumido ao natural ou na forma de sucos. Mas o fruto incrementa a culinária brasileira como um ingrediente de classe. O maracujá rende sorvetes, musses, bolos, tortas e vários tipos de doces.

Mas também é utilizado com sucesso e requinte em pratos salgados à base de peixes e carnes vermelhas e de frango.

Para ver 48 receitas com maracujá, acesse o seguinte link a seguir clicando nos trechos sublinhados em vermelho: https://www.receiteria.com.br/receitas-com-maracuja/

Atendimento

Neste domingo, mais um a vez a Feira estará de portas abertas a partir das 06h00, até o meio-dia. Além do maracujá e outras frutas, os consumidores terão à sua disposição uma grande variedade de hortaliças, carnes e embutidos, leite natural e seus derivados, produtos coloniais, doces, temperos, além da tradicional praça de alimentação.

Continue lendo

Envie sua sugestão

Clique no botão abaixo e envie sua sugestão para nossa equipe de redação
SUGESTÃO

Empresas & Produtos

Economia & Mercado

Contábil & Tributário

Governo & Legislação

Profissionais & Tecnologias

Mais Lidas da Semana