conecte-se conosco


Ação Social & Beneficência

Fundo do Idoso: Pessoas físicas podem doar parte do IR devido até 31 de maio; Jurídicas tem até 30 de junho

Publicado

Os pedidos de destinação de parte do Imposto de Renda devido para o Fundo Municipal dos Direitos da Pessoa Idosa de Tangará da Serra se encerram no dia 31 de maio para pessoas físicas e em 30 de junho para pessoas jurídicas.

O valor poderá ser deduzido da declaração de Imposto de Renda de pessoa física ou jurídica prestada em 2021, relativa ao ano-calendário 2020.

As doações são fundamentais para a manutenção do Lar do Idoso de Tangará da Serra, que tem uma despesa anual orçada em R$ 980 mil.

As pessoas físicas podem doar até 6% do imposto, sendo 3% para o Fundo do Idoso e 3% para o Fundo da Criança e do Adolescente. No caso dos empresários, a porcentagem máxima para contribuir é de 1%. Segundo informações do Conselho Municipal dos Direitos da Pessoa Idosa, que administra o Fundo, ainda há pouco engajamento de empresários e da comunidade local.

De acordo com o presidente do Conselho, Selton Vieira, o Fundo Municipal dos Direitos do Idoso conta com um saldo de R$ 800 mil neste ano de 2020. Este montante inclui valores remanescentes de anos anteriores que estavam retidos por questões documentais, mas foram regularizados.

Investimentos

Um dos investimentos programados para o Lar do Idoso, com valores de R$ 230 mil repassados ainda em 2020, é a instalação de um sistema de energia solar fotovoltaica, melhorias na rede de iluminação do prédio e, também, sinalização, segurança e prevenção de incêndio e demais normas orientadas pelo Corpo de Bombeiros. Estas ações estão em fase de conclusão.

Para 2021 está prevista a reforma e outras melhorias da estrutura física, com um projeto que demandará investimentos acima de R$ 1,5 milhão.

Vistoria

Visita aconteceu semana passada, com presenças de representantes do Executivo e da sociedade.

O Lar do Idoso é mantido pela Associação Nosso Lar Casa do Idoso, atualmente presidida por Ieda Mara Demomi Pscheidt.

Semana passada, a presidente da entidade recepcionou representantes do Poder Executivo e da sociedade civil organizada nas dependências do Lar do Idoso para uma vistoria nas instalações e nas obras que estão em andamento.

O prefeito Vander Masson e a primeira-dama Silvana Ló Masson participaram da reunião em que houve uma prestação de contas do custeio da estrutura e dos investimentos realizados no local. Também houve exposição das demandas para manutenção da entidade.

Potencial

O valor arrecadado pelo Fundo Municipal dos Direitos do Idoso podem ser bem maiores do que atualmente é captado. Segundo informações da Confederação Nacional dos Municípios, Tangará da Serra tem potencial de arrecadação superior a R$ 4 milhões somente em doações de pessoas físicas, que podem ser deduzidas no Imposto de Renda devido na declaração do no ano seguinte.

“O Fundo não implica em gasto extra para quem faz doações, já que, em vez de pagarem o imposto devido ao Governo Federal, podem destinar parte dele para ações e projetos voltados ao público idoso aqui de Tangará da Serra”, destaca Selton Vieira.

Além disso, toda a prestação de contas do Fundo fica disponível no site do município. As doações são regulamentadas pelo Estatuto do Idoso e outras normativas federais.

(*) Para saber mais sobre como funciona o Fundo e como podem ser feitas as doações pelo link: ARRECADAÇÃO DE IMPOSTODE RENDA PARA O FUNDO MUNICIPAL DO IDOSO – YouTube

publicidade

Ação Social & Beneficência

Rotary Tangará Centro apresenta 40 novas cadeiras de roda para banco ortopédico

Publicado

O Rotary Club Tangará da Serra Centro apresentou esta semana 40 novas cadeiras especiais em seu banco ortopédico. A ação rotária ocorreu na noite da última quarta-feira (20), no Instituto Tayano de Educação.

São 20 cadeiras de rodas e 20 cadeiras para banho adquiridas com recursos próprios do clube de serviço e apoio financeiro da mobilização “Chaparral, o Retorno 3”, num total de R$ 10.755,00. A Transportadora Carvalima também colaborou com o transporte de São Paulo a Tangará da Serra, livre de custos com frete.

São 20 cadeiras de rodas e 20 cadeiras para banho são cedidas por empréstimo a pessoas com comprovada necessidade.

Segundo a rotariana Jéssica Gonçalves Merlo (foto topo), coordenadora do programa do clube de serviço, as cadeiras do banco ortopédico são cedidas por empréstimo, através de contrato em regime de comodato, a pessoas com comprovada necessidade e sem condições de adquirir ou alugar estes equipamentos. “O Rotary Club Tangará da Serra Centro realiza este projeto há duas décadas, com uma média de 20 pessoas atendidas por mês”, informou Jéssica.

O banco ortopédico é uma das ações assistenciais promovidas pelo clube, que levanta recursos para custear as aquisições e manutenções dos equipamentos através de promoções.

Continue lendo

Envie sua sugestão

Clique no botão abaixo e envie sua sugestão para nossa equipe de redação
SUGESTÃO

Empresas & Produtos

Economia & Mercado

Contábil & Tributário

Governo & Legislação

Profissionais & Tecnologias

Mais Lidas da Semana