conecte-se conosco


Economia & Mercado

FCO financiará R$ 462 mi para projetos no MT com quase 3 mil empregos diretos e indiretos

Publicado

O Conselho Estadual de Desenvolvimento Empresarial (CEDEM) de Mato Grosso aprovou em videoconferência nesta quarta-feira (13.05), quinze cartas-consulta e referendou duas do Fundo Constitucional do Centro-Oeste Empresarial no Estado. Destas, sete estão enquadradas no FCO Industrial e dez no FCO Comércio e Serviços, totalizando o valor financiado de R$ 462.359.778,45.

A opção por videoconferência se dá em respeito às orientações da Organização Mundial da Saúde (OMS) e aos decretos da Estado e municipal de prevenção a novo coronavírus.

“A agilidade na aprovação dos valores para as empresas que buscam se instalar em Mato Grosso é fundamental para que haja investimentos, ainda mais neste período de pandemia que estamos atravessando. Todas as empresas que pleiteiam a aprovação devem nos mostrar a geração de empregos em cada projeto porque buscamos levar o desenvolvimento econômico e social para todo nosso Estado”, afirma César Miranda, secretário de Desenvolvimento Econômico de Mato Grosso e presidente do Conselho.

Os projetos aprovados irão gerar 552 empregos diretos e 2.386 empregos indiretos em Mato Grosso. Foram oito cartas-consulta de empresas de médio porte, com financiamento de cerca de R$ 242 milhões com geração de 239 empregos diretos e 530 empregos indiretos.

Leia mais:  Indústria: Tecnologias e mudanças na cadeia produtiva exigem qualificação de 9,6 milhões

Três projetos de empresas de porte pequeno-médio, com financiamento de R$ 5,2 milhões e geração de 28 empregos diretos e 92 empregos indiretos. Três cartas-consulta de empresas de pequeno porte, com financiamento de R$ 4,9 milhões e geração de 31 empregos diretos e 64 empregos indiretos. Três projetos de grandes empresas, com financiamento de R$ 215,6 milhões e geração de 264 empregos diretos e 1700 empregos indiretos.

Com recurso do Fundo de Desenvolvimento Industrial e Comercial de Mato Grosso (Fundeic) foram aprovadas duas cartas-consulta de micro e pequena empresa, totalizando R$ 889,6 mil em financiamento, que gerará dez empregos diretos e 25 empregos indiretos.

(Assessoria SEDEC-MT)

publicidade

Economia & Mercado

Indústria: Tecnologias e mudanças na cadeia produtiva exigem qualificação de 9,6 milhões

Publicado

O Brasil precisará qualificar 9,6 milhões de pessoas até 2025 para atender necessidades projetadas pelas indústrias, de forma a repor inativos, atualizar funcionários ou preencher as novas vagas programadas para o setor. É o que prevê o Mapa do Trabalho Industrial 2022-2025, divulgado hoje (16) pela Confederação Nacional da Indústria (CNI).

Deste total, dois milhões precisarão de qualificação visando formação inicial para a reposição de inativos ou para o preenchimento de novas vagas. Os 7,6 milhões restantes serão via formação continuada para trabalhadores que precisam se atualizar para exercer funções.

Segundo a CNI, “isso significa que 79% da necessidade de formação nos próximos quatro anos serão em aperfeiçoamento”.

Cadeia produtiva

De acordo com a entidade, essas projeções têm por base a necessidade de uso de novas tecnologias e mudanças na cadeia produtiva que tanto influenciam – e transformam – o mercado de trabalho. Assim sendo, acrescenta a CNI, cada vez mais o Brasil precisará investir em aperfeiçoamento e requalificação.

O levantamento hoje divulgado, feito pelo Observatório Nacional da Indústria, tem por finalidade identificar demandas futuras por mão de obra e orientar a formação profissional de base industrial no país.

Leia mais:  Indústria: Tecnologias e mudanças na cadeia produtiva exigem qualificação de 9,6 milhões

As áreas com maior demanda por formação são transversais (que permitem ao profissional atuar em diferentes áreas, como técnico em segurança do trabalho, técnico de apoio em pesquisa e desenvolvimento e profissionais da metrologia, por exemplo), metal mecânica, construção, logística e transporte, e alimentos e bebidas.

(Agência Brasil)

Continue lendo

Envie sua sugestão

Clique no botão abaixo e envie sua sugestão para nossa equipe de redação
SUGESTÃO

Empresas & Produtos

Economia & Mercado

Contábil & Tributário

Governo & Legislação

Profissionais & Tecnologias

Mais Lidas da Semana