conecte-se conosco


Política & Políticos

Em Tangará da Serra, Neurilan declara pré-candidatura ao Senado e prega defesa dos municípios

Publicado

O ex-prefeito de Nortelândia e atual presidente da Associação Mato-grossense de Municípios (AMM), Neurilan Fraga (PL), confirmou na manhã desta quinta-feira (23), em Tangará da Serra, que é pré-candidato pelo seu partido à vaga aberta no Senado Federal pela cassação de Selma Arruda (PODE-MT).

Fraga diz contar com apoio de “mais da metade” dos prefeitos mato-grossenses. Com discurso municipalista, ele disse que não pretende representar segmentos econômicos, e sim os municípios. “Estou credenciado e preparado para esta disputa. Não defendo interesses de grupos econômicos, sou mais ‘povo’ e quero defender os interesses dos municípios no Senado Federal, pois é nos municípios que as coisas acontecem, onde se produz alimentos, onde as empresas funcionam, onde os empregos são gerados e onde as necessidades existem”, disse, em reunião na Câmara Municipal de Tangará da Serra, na manhã desta quinta-feira.

Neurilan: Bandeira municipalista e filiação ao PL em 18 de outubro do ano passado.

O presidente da AMM tem o apoio declarado do senador Wellington Fagundes (também do PL). Na reunião política da manhã desta quinta, Fraga contou com as presenças de nove prefeitos (Tangará da Serra, Arenápolis, Denise, Diamantino, Nortelândia, Nova Olímpia, Nova Marilândia, Porto Estrela e Santo Afonso), além de vereadores e outras lideranças políticas.

Leia mais:  Blairo declara apoio a Mendes e diz que o MT sempre esteve bem: “Problemas foram de gestão”

Para ser candidato, Fraga precisa ter seu nome referendado nas convenções partidárias, que ocorrerão entre 10 e 12 de março. Os registros das candidaturas precisam ser feitas até 17 de março para o pleito que acontece dia 26 de abril. A diplomação do vencedor das eleições suplementares acontece em maio.

Filiação

Durante a reunião, Neurilan foi questionado sobre a sua filiação ao PL. A lei eleitoral exige que filiações ocorram pelo menos seis meses antes dos pleitos. O ex-prefeito de Nortelândia disse que sua filiação na sigla liberal ocorreu dia 18 de outubro do ano passado. “Dia 18 de abril completo seis meses de filiação no partido. A eleição acontece em 26 de abril, portanto estou plenamente em condições de ser candidato”, assegurou.

O questionamento foi motivado pela informação – já veiculada na imprensa da capital – de que sua desfiliação do seu antigo partido, o PSD, fora realizada em 06 de dezembro, conforme requerimento de baixa de filiação protocolado pelo próprio Neurilan no cartório da 17ª Zona Eleitoral de Nortelândia (imagem do documento abaixo).

Leia mais:  Blairo declara apoio a Mendes e diz que o MT sempre esteve bem: “Problemas foram de gestão”

Concorrência

Atual presidente da AMM conta com apoio de Wellington Fagundes e, segundo ele, com maioria dos prefeitos de Mato Grosso.

Ao que tudo indica, a disputa pela vaga remanescente do estado no Senado Federal será um páreo duro. O Partido Progressista (PP) atua em duas frentes para definir um nome para o pleito, com o deputado federal Neri Geller e a empresária Margareth Buzetti, esta última com apoio do ex-senador Blairo Maggi.

O MDB se articula com o cacique Carlos Bezerra par definir um nome na disputa, e o DEM, do governador Mauro Mendes, poderá ter nas convenções o nome do ex-senador Júlio Campos. Porém, há possibilidade de apoio de Mauro à possível candidatura da progressista Margareth Buzetti (influenciado por Blairo Maggi) ou do produtor rural Carlos Fávaro (PSD).

Por fim, entre as principais cogitações, figura o vice-governador Otaviano Pivetta (PDT), que cogita ter como suplente o empresário e também ex-senador Cidinho Santos, de Nova Marilândia.

(*) Abaixo, o requerimento de baixa de filiação de Nurilan Fraga do PSD.

 

publicidade

Política & Políticos

Blairo declara apoio a Mendes e diz que o MT sempre esteve bem: “Problemas foram de gestão”

Publicado

O ex-governador Blairo Maggi esteve presente na assinatura da autorização do governo para as obras de pavimentação da MT-358, no trecho do Chapadão do Rio Verde, na última sexta-feira (13), na localidade de Itanorte.

O megaempresário conduziu visitação às instalações da Algodoeira Itamarati Norte, da Amaggi, tida como uma das maiores da América Latina e interagiu com autoridades que participaram no evento.

Além do governador Mauro Mendes (União), o lançamento da obra reuniu várias autoridades do estado que atuam na esfera federal, como os senadores Wellington Fagundes (PL) e Fábio Garcia (União), o deputado federal Neri Geller (PP), os deputados estaduais Dr. João (MDB), Sebastião Rezende (União) e Carlos Avalone (PSDB), além dos prefeitos de Tangará da Serra, Vander Masson (PSDB), e de Campo Novo do Parecis, Rafael Machado (União). Do mesmo evento também participaram o ex-senador Cidinho Santos e o também megaempresário do agronegócio, Eraí Maggi.

Maggi conduziu visitação às instalações da Algodoeira Itamarati Norte, tida como uma das maiores da América Latina.

Como anfitrião do evento – que foi realizado na vila Itanorte – Blairo Maggi foi chamado a fazer uso da palavra e enalteceu a conquista da pavimentação do trecho da 358 no Chapadão do Rio Verde pela mobilização dos produtores rurais da localidade e pela disposição do governo do Estado em relação à obra. “As estradas transformam”, disse.

O ex-governador participou da apresentação do projeto da pavimentação, em frente à Fazenda Estrela.

Maggi elogiou a gestão de Mauro Mendes à frente do governo e disse que o estado de Mato Grosso sempre esteve em boa situação econômico-financeira. “Nunca esteve quebrado, sempre esteve bem. Os problemas foram de gestão”, disse o ex-governador, numa clara referência ao desastroso mandato do emedebista Silval Barbosa e, também, à fraca gestão do tucano Pedro Taques.

Leia mais:  Blairo declara apoio a Mendes e diz que o MT sempre esteve bem: “Problemas foram de gestão”

A declaração de Maggi também foi uma resposta ao senador Fábio Garcia, que antes também elogiara Mendes com crítica indireta a gestões anteriores, que teriam deixado o estado, segundo ele, em má situação (quebrado).

Após elogiar Mendes, Blairo Maggi declarou apoio ao governador, indicando que estará ao seu lado pela reeleição. “O senhor está fazendo uma boa gestão, não faz mais porque não tem empreiteira disponível e não tem mais projetos… Tem meu apoio… Não tem outro executivo”, declarou.

Blairo Maggi e Mauro Mendes chegaram juntos ao evento, no mesmo jato que aterrissou no aeroporto de Itanorte. Além do governador e do ex-governador, estavam no mesmo voo o senador Fábio Garcia, o deputado federal Neri Geller (que deverá disputar a única vaga do Estado ao Senado neste pleito, frente ao senador Wellington Fagundes, que tentará a reeleição), o deputado estadual Sebastião Rezende e o ex-senador Cidinho Santos.

Continue lendo

Envie sua sugestão

Clique no botão abaixo e envie sua sugestão para nossa equipe de redação
SUGESTÃO

Empresas & Produtos

Economia & Mercado

Contábil & Tributário

Governo & Legislação

Profissionais & Tecnologias

Mais Lidas da Semana