conecte-se conosco

Eleições 2020

Eleito senador em pleito suplementar, Carlos Fávaro diz que logística será prioridade

Publicado

Único estado do país que nesse domingo (15), além de prefeito e vereador, teve de eleger um senador, Mato Grosso confirmou Carlos Fávaro (PSD) no cargo. A vaga foi deixada pela ex-senadora Selma Arruda, que teve o mandato cassado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) por crimes de caixa dois e abuso de poder econômico na campanha de 2018. Em abril deste ano, a Comissão Diretora do Senado declarou a perda de mandato da então senadora.

Fávaro – que desde então ocupava interinamente a cadeira no Senado – conquistou definitivamente o mandato até 2026, com 371.857 votos (25,97% do total). Ele foi o mais votado na disputa com mais dez candidatos. Carlos Henrique Baqueta Fávaro, 51 anos, nasceu em Bela Vista do Paraíso (PR). É casado, empresário e produtor rural. Também foi vice-governador de Mato Grosso entre 2015 e 2018. Os senadores Jayme Campos (DEM) e Wellington Fagundes (PL), eleito em 2014, completam a bancada de Mato Grosso.

Por meio de sua assessoria, o senador comemorou o resultado da eleição. “A população decidiu e minha resposta não pode ser outra, senão trabalhar e fazer cada vez mais por Mato Grosso. Isso é uma honra”, disse o senador.

Leia mais:  Pandemia ameaça presença de mesários nas eleições municipais de 2020; Tangará e Nova Olímpia demandarão mais de 1.000

Em entrevista a uma emissora de TV na manhã desta segunda-feira (16), Fávaro disse que irá trabalhar fortemente pela consolidação de um melhor sistema logístico em Mato Grosso. Ele citou as obras das linhas férreas FICO (Ferrovia de Integração do Centro Oeste, que liga Goiás a Água Boa, no Mato Grosso), a Ferrogrão (Sorriso-Miritituba) e a extensão da Ferronorte até Cuiabá. “Vamos trabalhar para transformar Mato Grosso num grande entroncamento rodoferroviário”, disse.

Em Tangará da Serra e região oeste de Mato Grosso, Fávaro tem muita aproximação com seus correligionários – entre eles o presidente do Sindicato Rural de Tangará da Serra e da Associação Pró-Hidrovia (APH), pessoa jurídica responsável pela gestão do Terminal Portuário de Cáceres, no rio Paraguai. Esta aproximação poderá significar um apoio extra à viabilização da Hidrovia Paraguai-Paraná, o que representará grande impulso econômico à macrorregião Oeste-Sudoeste do estado.

publicidade

Eleições 2020

Diplomação dos eleitos em Tangará da Serra e Nova Olímpia será virtual, em 17 de dezembro

Publicado

Os prefeitos e vereadores eleitos e suplentes nas eleições de 15 de novembro em Tangará da Serra e Nova Olímpia serão diplomados em cerimônia virtual. É o que diz o edital 121/2020, da Justiça da 19ª Zona Eleitoral, assinado ontem (07/12) pelo juiz eleitoral Ângelo Judai Junior.

O evento será realizado a partir do Cartório da 19ª ZE, a partir das 17hs, através do aplicativo google meet, pelo link meet.google.com/tur-fttr-zfu.

A medida é motivada pelos cuidados relacionados à pandemia da Covid-19. Na sequência, imagem do edital emitido pelo Cartório da 19ª Zona Eleitoral:

 

Leia mais:  Convenções se encerram hoje para consumar quadro das municipais; Em Tangará, ao menos cinco disputarão majoritária
Continue lendo

Envie sua sugestão

Clique no botão abaixo e envie sua sugestão para nossa equipe de redação
SUGESTÃO

Empresas & Produtos

Economia & Mercado

Contábil & Tributário

Governo & Legislação

Profissionais & Tecnologias

Mais Lidas da Semana