TANGARÁ DA SERRA

Economia & Mercado

Dia das Mães: Apostando em reação, comércio atende neste sábado até às 18hs em Tangará da Serra e toda a região

Publicado em

O Dia das Mães, que será comemorado no domingo (10), será o primeiro impulso para o comércio ensaiar uma reação em todo o Brasil. Em Tangará da Serra (foto acima) e região não será diferente. Afinal, a data é uma dos destaques do calendário comercial e se constitui, portanto, numa oportunidade imperdível de reação em meio ao sufoco da pandemia do novo coronavírus.

Como ocorre todos os anos, o sábado que antecede a data terá a maioria dos estabelecimentos abertos até às 18h00. Em Tangará da Serra, o horário especial foi tema de reunião entre lideranças empresarias e o Executivo Municipal, que liberou a abertura mediante alvará para funcionamento em horário especial.

Nova Olímpia

O horário estendido no comércio também acontecerá, até às 18hs, em Campo Novo do Parecis, Barra do Bugres e Nova Olímpia. Neste último município, o grande alento é a folha de salários da grande massa de trabalhadores da Usinas Itamarati, paga esta semana. Por sinal, os salários pagos pela UISA pesam tanto no comércio de Nova Olímpia que a cidade sempre permite a abertura dos seus estabelecimentos comercias até às 18hs ao sábado imediatamente seguinte ao pagamento.

Campo Novo do Parecis

Campo Novo do Parecis e Barra do Bugres, que também possuem usinas, igualmente apostam nesse efeito para amanhã, véspera do Dia das Mães.

No movimento esperado pelo comércio regional neste sábado, os calçados e confecções, eletroeletrônicos e linha branca, perfumaria e utilidades figuram no topo da preferência. Os alimentos não ficam para trás, pois no domingo das mães, o almoço é sempre especial. Resta saber como anda o bolso do consumidor.

Barra do Bugres

Comentários Facebook
Advertisement

Economia & Mercado

Preço médio da gasolina e do etanol registram queda de 2,5% na semana; Diesel se mantém

Published

on

O preço médio da gasolina e do etanol vendidos nos postos do Brasil tiveram queda em comparação com a semana anterior, segundo a Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).

A gasolina foi comercializada, em média, a R$5,74 o litro, 2,5% menor que na semana anterior. Já o etanol também teve recuo no preço de 2,5%, e foi vendido em média de R$4,21 por litro.

Esta é a quinta queda semanal consecutiva na gasolina e contempla totalmente a redução de 4,9% nos preços da Petrobras nas refinarias, a partir do dia 20 de julho, e parcialmente a redução de 3,88%, que entrou em vigor nesta sexta-feira.

Já o diesel S-10, o mais usado no país, manteve-se mais uma vez praticamente estável, com ligeira queda de 0,5%, indo a 7,51 reais o litro, em média. A petroleira não reduziu o preço do combustível em nenhum dos dois reajustes que fez neste mês.

(Fonte: Money Times)

Comentários Facebook
Continue Reading

Envie sua sugestão

Clique no botão abaixo e envie sua sugestão para nossa equipe de redação
SUGESTÃO

Empresas & Produtos

Economia & Mercado

Contábil & Tributário

Governo & Legislação

Profissionais & Tecnologias

Mais Lidas da Semana