conecte-se conosco


Esportes

Dia 20: Arena Pantanal receberá decisão da Supercopa do Brasil, entre Atlético-MG e Flamengo

Publicado

A edição de 2022 da Supercopa do Brasil, marcada para 20 de fevereiro, será disputada na Arena Pantanal, em Cuiabá, às 16h (horário de Brasília). A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) confirmou nesta terça-feira o local que sediará o embate entre Atlético-MG e Flamengo.

Partida será disputada no próximo dia 20 (domingo), às 16h00.

Inicialmente, a partida seria disputada em Brasília, mas a restrição à presença de público no Mané Garrincha, devido à alta de casos do novo coronavírus (Covid-19), levou a CBF a procurar outro lugar para receber o duelo. A escolha provocou discussão entre alvinegros e rubro-negros nos bastidores. Os mineiros se recusaram a jogar em estádio onde os cariocas tivessem ampla maioria dos torcedores, como no Nordeste.

O Atlético se credenciou à Supercopa por ter vencido o Campeonato Brasileiro e a Copa do Brasil de 2021. Pelo regulamento, o Flamengo herdou o lugar na competição por ter sido vice-campeão da Série A. O Rubro-Negro levou a melhor nas edições anteriores, em 2020 e 2021, ambas disputadas em Brasília, respectivamente contra Athletico-PR e Palmeiras.

publicidade

Esportes

Como Firmino passou de renegado a queridinho dos torcedores na Seleção

Publicado

Mowa Press

Embora seja reserva de Gabriel Jesus, atacante tem sido o primeiro pedido da arquibancada nos jogos do Brasil na Copa do Mundo; dos quatro disputados até aqui, entrou em três

Em novembro de 2014, na sua primeira convocação para a Seleção, Roberto Firmino era desconhecido de grande parte da torcida brasileira. Como todo nome novo, principalmente de alguém que atuava fora do país, ele chegou a ser motivo de estranhamento e até piada. Hoje, apesar de reserva, é queridinho.

Nas últimas partidas do Brasil na Copa do Mundo, o atacante teve o nome gritado pelos torcedores nas arquibancadas. O apelo foi maior em Moscou e Samara, palcos do último jogo da fase de grupos e das oitavas de final, respectivamente.

Firmino teve o gol livre para balançar a rede na vitória sobre o México (Foto: Reuters)

Firmino teve o gol livre para balançar a rede na vitória sobre o México (Foto: Reuters)

O que explica a transformação?

Firmino já se destacava em 2014 quando foi convocado por Dunga, mas seu futebol não era tão visto no Hoffenheim como é atualmente no Liverpool, com o qual chegou ao vice-campeonato da Liga dos Campeões. “Bobby” Firmino, apelido que ganhou dos fãs ingleses, fez uma ótima temporada com a camisa 9 do clube europeu.

Não seria um absurdo se Tite o tivesse escolhido em vez de Gabriel Jesus para começar jogando a Copa. Acontece que o atual dono da posição ganhou o treinador pelas boas atuações nas eliminatórias, com gols e “solidariedade” defensiva. Para parte da torcida, porém, a seca do titular na Rússia justifica os pedidos de substituição.

O comandante brasileiro tem outra opinião, sobretudo porque vê em Jesus uma colaboração tática fundamental. Mas Tite também não fecha os olhos para Firmino. Ao contrário: colocou-o em campo em três dos quatro jogos, apenas uma vez no lugar de Jesus – nas outras, o reserva substituiu os meio-campistas Paulinho e Coutinho.

Sempre que entrou, o jogador do Liverpool ajudou em alguma medida para melhorar a produção. No empate com a Suíça, quase marcou de cabeça. Diante da Costa Rica, participou da jogada que abriu o caminho da difícil vitória, escorando uma bola alçada que, depois de um domínio de Gabriel Jesus, terminou com um biquinho de Coutinho. Por fim, balançou a rede no triunfo por 2 a 0 sobre o México, pelas oitavas de final, tão logo deixou o banco.

Em apenas 37 minutos, Firmino conseguiu quatro finalizações: um gol, uma defendida e duas para fora. O titular finalizou oito vezes em 348 minutos: três para fora, três bloqueadas, uma defendida e outra na trave.

– Fico orgulhoso de fazer meu primeiro gol em Copa do Mundo. Estou trabalhando firme. Mesmo estando no banco, venho mantendo meu trabalho, e estarei pronto sempre – disse Firmino.

Apesar do bom momento, o antes renegado atacante ainda não ameaça Jesus, que deverá estar pela quinta vez na escalação inicial da Seleção nesta sexta-feira, em Kazan, contra a Bélgica. O titular, no entanto, trata a disputa de forma natural.

– É um cara que tem totais condições de ser titular, uma briga muito sadia. Ele jogando, eu vou torcer para ele do mesmo jeito que ele torce para mim. Espero que ele nos ajude muito. Fico muito contente por cada entrada dele no jogo, ajudando a gente – comentou Jesus.

Fonte: Globo.com

Continue lendo

Envie sua sugestão

Clique no botão abaixo e envie sua sugestão para nossa equipe de redação
SUGESTÃO

Empresas & Produtos

Economia & Mercado

Contábil & Tributário

Governo & Legislação

Profissionais & Tecnologias

Mais Lidas da Semana