conecte-se conosco


Saúde Pública

COVID-19: Primeiro óbito é registrado em Tangará da Serra; Paciente estava internada em UTI de hospital particular

Publicado

Uma senhora que residia na região da Cohab/Tarumã, em Tangará da Serra, é a primeira vítima do coronavírus registrada na cidade. O falecimento ocorreu ontem, quando a paciente era removida do Hospital Santa Ângela, onde estava internada em UTI, para o Hospital Metropolitano, em Vázrea Grande.

Segundo informações, a paciente sofreu um acidente vascular cerebral (avc) e não resistiu. Ainda segundo informações preliminares, ela havia sido internada por outra morbidade, mas teria contraído o vírus na UTI do hospital.

As autoridades sanitárias do município ainda não se pronunciaram sobre o caso.

Números

No último boletim epidemiológico divulgado ontem pelo município, o número de casos de infecção pelo novo coronavírus era de 113, com 71 pacientes já curados e outros 35 em isolamento domiciliar. Quatro pacientes seguem em internados em enfermaria, enquanto outros 03 internados em UTI. Há, ainda, quatro pessoas internadas em enfermaria que aguardam resultados de exames.

Leia mais:  Casos de dengue em MT chegam a 26,5 mil e SES alerta prefeituras para intensificar combate
publicidade

Saúde Pública

Tangará da Serra divulga 1ª lista de crianças de 5 a 11 anos para vacinação

Publicado

A Secretaria Municipal de Saúde de Tangará da Serra divulgou na tarde desta quinta-feira, dia 20/01, a 1ª Lista de Convocação de crianças com idade entre 05 e 11 anos, com comorbidade ou deficiência permanente, para receberem a vacina contra a COVID-19.

A vacinação ocorrerá entre as 8h e as 10h30 da manhã desta sexta-feira, dia 21/01, na Escola Especial Raio de Sol (APAE).

A secretária municipal de Saúde, Gicelly Zanatta, explica que nesta primeira etapa serão vacinadas as crianças atendidas pela APAE e outras 40 crianças cujos nomes estão na lista ao final do texto.

Documentos necessários

Para vacinar as crianças, os pais devem ficar atentos aos documentos necessários:
– Cartão de vacinação da criança;
– Comprovante da comorbidade (pode ser laudo, receituário, pedido médico de vacina);
– Documento de identificação da criança (pode ser a certidão de nascimento ou RG) ;
– CPF ou cartão SUS;
– Documento do adulto comprovando que é responsável legal pela criança.

Xepa

Leia mais:  Casos de dengue em MT chegam a 26,5 mil e SES alerta prefeituras para intensificar combate

A Secretaria de Saúde também passará a adotar uma “xepa” para atender o máximo possível de crianças com a vacinação. “Caso haja alguma criança, que não está nesta lista, que tenha alguma comorbidade ou deficiência permanente e que possa ir na APAE das 8h às 10h30, mesmo que não tenha cadastro, que faremos uma xepa para atender essas crianças”, disse.

(Assessoria de Comunicação)

Veja a lista:

Continue lendo

Envie sua sugestão

Clique no botão abaixo e envie sua sugestão para nossa equipe de redação
SUGESTÃO

Empresas & Produtos

Economia & Mercado

Contábil & Tributário

Governo & Legislação

Profissionais & Tecnologias

Mais Lidas da Semana