conecte-se conosco


Saúde Pública

Covid-19: Óbitos triplicam em Tangará da Serra em julho; Casos ativos somam 188, com 85% das UTIs ocupadas

Publicado

Boletim epidemiológico divulgado ontem (sexta, 31) pelo Comitê Interinstitucional de Prevenção e Monitoramento do Coronavírus indicou um total de 25 óbitos decorrentes da Covid-19 em Tangará da Serra. O número representa o triplo (212,5%) sobre o total de mortes ocasionadas pela doença mês passado (total de 08) no município.

(Veja gráfico demonstrativo acima e quadro com todos os números ao final da matéria)

A variação de óbitos em Tangará da Serra é levemente superior à variação no estado, que das 629 mortes registradas em 30 de junho saltou para 1.842 em 31 de julho. A variação no estado, portanto, foi de 192,8%, também praticamente o triplo dos registros de fatalidades do mês anterior.

Já no país, os óbitos registrados desde o início da pandemia somaram ontem um total de 92.568, ante as 60.713 mortes registradas pela Covid-19 em 30 de junho. A variação no país, portanto, foi de 52,4%.

Os percentuais de mortes em Mato Grosso e Tangará da Serra, que se apresentam muito acima da média nacional, se deve ao processo de interiorização da pandemia, intensificado no país a partir do mês passado.

Leia mais:  Tangará da Serra: Sem novos casos confirmados de COVID-19, município descarta 85% das notificações

Boletim

Ainda segundo o boletim de ontem do Comitê Interinstitucional de Prevenção e Monitoramento do Coronavírus, Tangará da Serra fechou o mês de julho com 2.162 casos de infecção pelo novo coronavírus desde o dia 01 de abril, quando foi registrado o primeiro caso da doença no município.

Deste total de casos, os pacientes que evoluíram para a cura somam 1.949, perfazendo um bom índice – 90% – de recuperação.

Os casos ativos somam 188 pacientes. Destes, 169 recuperam-se em isolamento domiciliar, enquanto 19 estão internados, sendo seis em enfermaria (05 públicas e 01 particular) e 13 em UTI (11 em leitos públicos e 02 em leitos privados).

Assim, o índice de ocupação de UTIs públicas no município é de 84,6%.  Os óbitos somam 25.

Há, ainda, quatro pacientes sob suspeita de Covid-19 internados em enfermaria (03 públicas e 01 privada) e seis pacientes de outros municípios internados em hospital particular, sendo cinco em UTI e um em enfermaria.

publicidade

Saúde Pública

Vacina Covid-19: ERS Tangará recebe 1.700 doses pediátricas; Esquema vacinal é diferenciado

Publicado

O Escritório Regional de Saúde (ERS) de Tangará da Serra recebeu no último sábado uma remessa de 1.700 doses de vacinas contra a Covid-19, da Pfizer, para aplicação em crianças de 05 a 11 anos.

As doses pediátricas chegaram por volta das 15h30, via terrestre, e serão distribuídas aos 10 municípios da região de abrangência do ERS já a partir desta segunda-feira (17). O ERS apenas aguarda o recebimento da resolução de distribuição para disponibilizar os lotes aos municípios.

Esquema diferenciado

Mato Grosso recebeu do Ministério da Saúde na última sexta-feira 23 mil doses de vacinas pediátricas contra Covid-19. A primeira remessa é da Pfizer (Comirnaty).

De acordo com as recomendações da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), a vacinação desse público precisa ser realizada em ambiente específico e segregado da vacinação de adultos.

Outra recomendação é que a sala em que se dará a aplicação em crianças seja exclusiva para a aplicação dessa vacina; não se podendo aplicar outras vacinas, ainda que pediátricas. A vacina contra Covid-19 não pode ser administrada de forma concomitante a outras vacinas do calendário infantil, precisando respeitar um intervalo de 15 dias.

Leia mais:  ANS retira teste rápido de Covid-19 de rol obrigatório dos planos de saúde; Decisão não afeta método RT-PCR

O esquema vacinal para crianças terá o intervalo de oito semanas. O imunizante tem dosagem e composição diferentes da que é utilizada na dose para os maiores de 12 anos. A vacina para crianças será aplicada em duas doses de 0,2 mL (equivalente a 10 microgramas). A tampa do frasco da vacina virá na cor laranja, para facilitar a identificação pelas equipes de vacinação e também pelos pais, mães e cuidadores que levarão as crianças para serem vacinadas.

Continue lendo

Envie sua sugestão

Clique no botão abaixo e envie sua sugestão para nossa equipe de redação
SUGESTÃO

Empresas & Produtos

Economia & Mercado

Contábil & Tributário

Governo & Legislação

Profissionais & Tecnologias

Mais Lidas da Semana