conecte-se conosco

Saúde Pública

Coronavírus: Testes clínicos de vacina terão início na China

Publicado

A China vai começar a testar em humanos uma vacina contra o novo coronavírus SARS-CoV-2, que causa a doença covid-19. O anúncio foi feito pelo Ministério da Defesa chinês nesta terça-feira (17), que afirmou ter “desenvolvido com sucesso” um imunizante.

O texto, no entanto, não especifica quando esses ensaios começariam. A vacina foi desenvolvida pela equipe de pesquisa liderada pelo epidemiologista Chen Wei, da Academia Militar de Pesquisa Médica, ligada à Academia Militar de Ciências.

Segundo Chen, a vacina segue “padrões internacionais e regulamentos locais” e está pronta para em “produção em larga escala, segura e eficaz”.

Outras instituições chinesas também anunciaram o lançamento de ensaios clínicos em abril para testar a eficácia de outras vacinas que o país está desenvolvendo contra o vírus.

Outras

De acordo com o Ministério da Educação da China, há sobre a mesa uma vacina baseada em vetores de influenza viral que está passando por testes em animais. Esta vacina poderá ir para ensaios clínicos em abril com a participação das universidades de Pequim, Tsinghua e Xiamen, bem como outras instituições de pesquisa, de acordo com a agência de notícias estatal Xinhua.

Leia mais:  COVID-19 avança de 6% em infectados e óbitos; MT soma 183 casos; Tangará descarta 101

Ao mesmo tempo, o vice-diretor da Comissão Municipal de Saúde de Xangai, Yi Chengdong, disse que os cientistas chineses desenvolveram uma vacina na plataforma de mRNA que entrará em testes clínicos também em abril.

Yi apontou que ele foi desenvolvido com base em proteínas virais derivadas das proteínas estruturais de um vírus.

Diagnóstico

Enquanto isso, três novos produtos usados ​​em testes de diagnóstico para detectar o coronavírus foram clinicamente aprovados e aplicados em Xangai, disse hoje Zhang Quan, diretor da Comissão de Ciência e Tecnologia da cidade.

Até o momento, pelo menos 3.326 pessoas morreram de covid-19 na China dentre as 80.881 infecções por SARS-CoV-2 registradas desde o início da epidemia.

(*) Fonte: R7/EFE

(*) Assista vídeo sobre esta notícia. Reportagem TV Record.

publicidade

Saúde Pública

Influenza: Vacinação é prorrogada até 30 de junho para público de todas as fases da campanha

Publicado

Diante de um baixo índice de vacinação de grupos prioritários, a Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe teve seu prazo ampliado e agora vai até o dia 30 deste mês. Segundo o Ministério da Saúde, dos 77,7 milhões de pessoas consideradas público prioritário, 63,53% receberam a vacina. Com a prorrogação, a expectativa é vacinar mais 28,3 milhões de pessoas.

A campanha teve três fases. Dividida em duas etapas, a terceira e última fase, iniciada em 11 de maio, tinha previsão de vacinar 90% do grupo considerado prioritário até o dia 5 de junho. Como o resultado ainda está aquém do esperado, o governo adotou a estratégia de prorrogar a data final para o dia 30.

Segundo o Ministério da Saúde, até o último fim de semana 25,7% de 36,1 milhões de pessoas estimadas nesta terceira fase foram vacinadas. “Desde o início da ação nacional, em 23 de março, 50 milhões de pessoas foram vacinadas, faltando ainda 28,3 milhões que ainda não receberam a vacina”, informou a pasta.

Nesta segunda etapa, a campanha tem como foco principal os professores de escolas públicas e privadas e adultos de 55 a 59 anos. Já a primeira etapa (da terceira fase da campanha) teve como público-alvo pessoas com deficiência; crianças de 6 meses a menores de 6 anos; gestantes e mães no pós-parto até 45 dias.

Leia mais:  COVID-19: Três bairros concentram 50% dos casos em Tangará da Serra; 80% dos infectados tem entre 31 e 60 anos

Em nota, o secretário substituto de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde, Eduardo Macário, disse que, além de ser importante para reduzir complicações e óbitos em decorrência da gripe influenza, a prorrogação da campanha é “mais uma oportunidade para que os públicos de todas as fases, que ainda não se vacinaram, possam procurar de forma organizada as unidades de saúde”.

Continue lendo

Envie sua sugestão

Clique no botão abaixo e envie sua sugestão para nossa equipe de redação
SUGESTÃO

Empresas & Produtos

Economia & Mercado

Contábil & Tributário

Governo & Legislação

Profissionais & Tecnologias

Mais Lidas da Semana