conecte-se conosco


Saúde Pública

Coronavírus: Em calamidade e com 07 casos, MT figura entre os 10 estados com menor contaminação

Publicado

Em boletim divulgado ontem à tarde, o Ministério da Saúde atualizou os números oficias da pandemia COVID-19 no país. Neste números, Mato Grosso aprece com 07 casos de contaminação, sendo o último confirmado no município de Nova Monte Verde, de uma mulher que visita a cidade.

(*) Veja, ao final do texto, tabela com os números do Ministério da Saúde

Mato Grosso figura entre os dez estados com menor número de casos de contaminação confirmados, ao lado de Amapá (01), Roraima (02), Rondônia (03), Pará (05) e Tocantins (07), na região Norte; Paraíba (03), Piauí (06), Alagoas (07) e Maranhão (08), no Nordeste.

No Centro-Oeste, os estados que mais possuem casos confirmados são Goiás (27) e Mato Grosso do Sul (23), além do Distrito Federal, com 160 contágios.

No outro extremo da pandemia em território nacional, as maiores preocupações estão nos estados de São Paulo (810 casos e 40 óbitos), Rio de Janeiro (305 casos e 06 óbitos) e Minas Gerais (130 casos), na região Sudeste; Ceará (182 casos, sem óbito), na região Nordeste e o próprio Distrito Federal.

Leia mais:  COVID-19: Brasil soma 40,9 mil curados; No MT, índice de recuperados chega a 57%

O Ministério da Saúde informou em seu último boletim que o país soma 2.201 casos confirmados de contaminação pelo COVD-19. Na tabela divulgada pelo Enfoque Business, porém, os casos somam 2.199 casos. O quadro divulgado pelo Ministério possui uma distorção entre os números de casos de cada estado da região Nordeste e a sua totalização, que seria 352 casos, e não os 354 divulgados pela pasta.

Calamidade

O governador Mauro Mendes decidiu decretar estado de calamidade pública em Mato Grosso, como medida necessária para combater o coronavírus no estado. Os detalhes da medida serão editados e divulgados nesta quarta-feira (25), durante a reunião com o Gabinete de Situação, montado para monitorar a epidemia.

Mendes: “Medida permitirá aos municípios adotarem as providências cabíveis em cada região”.

A decisão em decretar a calamidade foi tomada como forma de auxiliar os 141 municípios do Estado, que precisam adotar uma série de ações contra a pandemia. Com esta decisão, os prefeitos conseguem mais flexibilidade e menos burocracia para dar cabo das medidas urgentes que a luta contra o coronavírus exige. “Essa é uma medida que vários estados brasileiros estão fazendo. A partir daí, os municípios poderão adotar as providências cabíveis em cada região”, explicou o governador.

Leia mais:  COVID-19: País registra maior avanço em casos e óbitos com pandemia. Centro Oeste já conta 05 óbitos

publicidade

Saúde Pública

Vacina Covid-19: ERS Tangará recebe 1.700 doses pediátricas; Esquema vacinal é diferenciado

Publicado

O Escritório Regional de Saúde (ERS) de Tangará da Serra recebeu no último sábado uma remessa de 1.700 doses de vacinas contra a Covid-19, da Pfizer, para aplicação em crianças de 05 a 11 anos.

As doses pediátricas chegaram por volta das 15h30, via terrestre, e serão distribuídas aos 10 municípios da região de abrangência do ERS já a partir desta segunda-feira (17). O ERS apenas aguarda o recebimento da resolução de distribuição para disponibilizar os lotes aos municípios.

Esquema diferenciado

Mato Grosso recebeu do Ministério da Saúde na última sexta-feira 23 mil doses de vacinas pediátricas contra Covid-19. A primeira remessa é da Pfizer (Comirnaty).

De acordo com as recomendações da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), a vacinação desse público precisa ser realizada em ambiente específico e segregado da vacinação de adultos.

Outra recomendação é que a sala em que se dará a aplicação em crianças seja exclusiva para a aplicação dessa vacina; não se podendo aplicar outras vacinas, ainda que pediátricas. A vacina contra Covid-19 não pode ser administrada de forma concomitante a outras vacinas do calendário infantil, precisando respeitar um intervalo de 15 dias.

Leia mais:  Tangará da Serra tem média de 12 novos casos por dia em junho; Variação de 621% supera índice do MT e do país

O esquema vacinal para crianças terá o intervalo de oito semanas. O imunizante tem dosagem e composição diferentes da que é utilizada na dose para os maiores de 12 anos. A vacina para crianças será aplicada em duas doses de 0,2 mL (equivalente a 10 microgramas). A tampa do frasco da vacina virá na cor laranja, para facilitar a identificação pelas equipes de vacinação e também pelos pais, mães e cuidadores que levarão as crianças para serem vacinadas.

Continue lendo

Envie sua sugestão

Clique no botão abaixo e envie sua sugestão para nossa equipe de redação
SUGESTÃO

Empresas & Produtos

Economia & Mercado

Contábil & Tributário

Governo & Legislação

Profissionais & Tecnologias

Mais Lidas da Semana