TANGARÁ DA SERRA

Infraestrutura & Logística

Concessão de rodovias prevê R$ 815 milhões em investimentos no trecho Jangada-Tangará da Serra-Itanorte

Publicado em

A região de Tangará da Serra será contemplada com a concessão à iniciativa privada das rodovias MT-246, MT-343, MT-358 e MT-480, nos trechos de Jangada a Itanorte, totalizando 233,2 quilômetros de extensão.

Os investimentos previstos nesse trecho são estimados em R$ 815 milhões. Com a concessão, a iniciativa privada será responsável por realizar investimentos nas obras rodoviárias dos trechos concedidos.

A informação é do governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística (Sinfra). O processo de de consulta púbica para concessão de três lotes de rodovias estaduais totalizam 512 quilômetros e incluem as regiões Centro-Sul (onde se inclui Tangará da Serra), Norte e Sudeste de Mato Grosso. O prazo para consulta se inicia nesta segunda-feira (04.05) e se encerra em 04 de junho.

O objetivo da consulta é colher contribuições da sociedade com relação aos estudos desenvolvidos para a realização da licitação da futura de concessão dos trechos das rodovias. A concessão prevê a prestação dos serviços públicos de conservação, recuperação, manutenção, implantação de melhorias e operação rodoviária.

Concessão prevê ao menos quatro praças de pedágio entre Itanorte e Jangada.

Um dos editais concede à iniciativa privada a administração da MT-130, no trecho de Primavera do Leste a Paranatinga, com extensão de 140,60 quilômetros. Os investimentos estimados são de R$ 306 milhões nesse trecho, que já esteve sob consulta pública em 2019, e atendendo a sugestões da sociedade os estudos foram revistos e está sendo submetido novamente para conhecimento da população.

Também será feita a concessão da MT-220, no trecho entre Tabaporã e Sinop, em uma extensão de 138,40 quilômetros.  Os investimentos estimados são da ordem de R$ 749,5 milhões, sendo que R$ 331,92 milhões serão investidos diretamente na rodovia.

O prazo de concessão é de 30 anos para cada um dos lotes e os demais estudos de modelagem técnica, econômico-financeira e jurídica, bem como as respectivas minutas de edital e contrato, que subsidiarão a futura licitação, estão disponíveis para  download  no site www.sinfra.mt.gov.br.

Para o secretário de Infraestrutura, Marcelo de Oliveira, o processo de concessão de rodovias é essencial em Mato Grosso, uma vez que o Estado tem dimensões continentais e a administração pública não possui condições orçamentárias suficientes para manter regularmente os trabalhos de manutenção de estradas.

“Depois dessa consulta pública, vamos dar início aos procedimentos para marcar a data da licitação para contratar as empresas responsáveis pela administração das rodovias. Será um reforço para o Estado e os mato-grossenses começarão a sentir os efeitos positivos da concessão e das melhorias nas rodovias em um curto espaço de tempo”, disse o secretário.

(Redação EB, com Ascom/Sinfra-MT)

Comentários Facebook
Advertisement

Infraestrutura & Logística

Com 12 km de asfalto liberado, pavimentação da 240 deverá chegar a Santo Afonso até dezembro

Published

on

O Prefeito Municipal Vander Masson visitou nesta semana, em companhia do Secretário Municipal de Infraestrutura, Magno César Ferreira, o canteiro de obras da Rodovia MT 240, estrada que liga Tangará da Serra até Santo Afonso. A pavimentação do trecho está sendo feita pela Guaxe Construtora, que prometeu entregar cerca de cinco quilômetros de asfalto por mês e, ao que tudo indica, está conseguindo atingir a meta estabelecida.

Neste momento, 12 quilômetros já estão pavimentados e aproximadamente seis estão em fase de compactação da base. A rodovia está sendo construída com a participação de quatro associados: Governo do Estado de Mato Grosso, as Prefeituras Municipais de Tangará da Serra e Santo Afonso e ainda a Associação dos Beneficiários da Rodovia MT 240, que reúne os produtores rurais que possuem propriedades nas margens.

Prefeito Vander Masson (esq), em vistoria com o secretário Magno, está satisfeito com o andamento das obras.

A Prefeitura de Tangará da Serra está participando com a limpeza das margens dos 24 quilômetros que estão dentro dos limites do município e, no próximo ano, quando a rodovia estiver totalmente pavimentada vai colaborar com a sinalização da rodovia e recomposição das margens, melhorando também algumas áreas de preservação permanente que existem na região.

Masson disse que ficou muito satisfeito com o que observou nesta visita, especialmente porque é bem provável que até o final do ano a pavimentação realmente seja concluída até Santo Afonso (37,61 quilômetros), atendendo finalmente o anseio dos produtores da região e dos usuários que esperaram por muitos pelo asfalto. Inicialmente a obra tinha previsão de custar R$ 18.547.733,46.

(Assessoria de Imprensa)

Comentários Facebook
Continue Reading

Envie sua sugestão

Clique no botão abaixo e envie sua sugestão para nossa equipe de redação
SUGESTÃO

Empresas & Produtos

Economia & Mercado

Contábil & Tributário

Governo & Legislação

Profissionais & Tecnologias

Mais Lidas da Semana