conecte-se conosco


Agronegócio & Produção

SENAR-MT: Curso de agente sanitário de saúde animal capacita profissional para atuar na vacinação

Publicado

Mato Grosso é o estado que tem o maior rebanho bovino de corte no país. São cerca de 29,7 milhões de cabeças segundo o último levantamento feito pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) em 2017.

A pecuária, em suas várias esferas de criação – que compreende também os ovinos, suínos, caprinos, asininos, equinos e os muares -, necessita de mão de obra qualificada para fazer o manejo e cuidar da saúde do rebanho.

Para atender essa necessidade, o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural de Mato Grosso (Senar-MT), em parceria com os Sindicatos Rurais, oferta o curso de agente sanitário em saúde animal. O objetivo é ensinar os participantes a conhecerem as principais doenças que acometem o rebanho pecuário.

Além de capacitar mão de obra para garantir a saúde animal, o curso também tem o objetivo de instruir sobre os procedimentos e as legislações referentes aos Serviço de Defesa Sanitária Animal. Uma das funções exercidas pelo agente sanitário em saúde animal é a vacinação do rebanho contra doenças como febre aftosa e brucelose.

Leia mais:  Momento Agrícola: Conjuntura do milho, manifestação em Brasília e entrevistas são destaques

Inscrições e contatos

O treinamento tem carga horária de 40 horas e é oferecido de forma gratuita. Os interessados em se capacitar para atuar neste setor devem procurar o Sindicato Rural de seu município para saber se há turmas previstas e se há vagas.

Em Tangará da Serra, o Sindicato Rural tem sede junto ao Parque de Exposições, na Avenida Lions Internacional (telefone 65 3325-0142). Outros Sindicatos Rurais da região também podem receber inscrições: Arenápolis (65 3343-2217), Barra do Bugres (65 3361-1247), Campo Novo do Parecis (telefone 65 3382-2491), Diamantino (65 3336-1639), Sapezal (65 3383-2557).

publicidade

Agronegócio & Produção

Momento Agrícola: Reflexão, perdas com chuva e seca, projeções e entrevistas são destaques

Publicado

Os recorrentes problemas com o escoamento da safra de soja no período chuvoso em Mato Grosso, as perdas em lavouras por causas climáticas, as projeções de boas colheitas e entrevistas são os destaques do Momento Agrícola deste sábado (15).

De autoria do produtor rural, agrônomo e consultor Ricardo Arioli, o programa é veiculado aos sábados pela rede de rádios do Agro e repercutido em forma de notícias e com o link do Soundcloud pelo Enfoque Business, também aos finais de semana.

Reflexão

Os problemas na colheita da soja em Mato Grosso renderam uma reflexão pelo Momento Agrícola. As situações negativas ocorrem em duas frentes: na colheita e no transporte da safra.

Dificuldades no transporte da safra durante período chuvoso é tema de reflexão.

O excesso de chuvas é o pivô destes problemas. Em primeiro lugar, as precipitações impedem que as máquinas adentrem nas lavouras para colher. Em segundo lugar, as chuvas danificam as estradas, dificultando o escoamento da produção.

Neste contexto, Ricardo Arioli faz um duro questionamento sobre a aplicação do Fundo Estadual de Transporte e Habitação (Fethab), cujos recursos são destinados, em parte, para manutenção das estradas.

Leia mais:  Armazenamento em nuvens melhora gerenciamento de propriedades rurais durante pandemia

Ainda quanto ao Fethab, Ricardo Arioli comenta sobre a atuação das entidades representativas do produtor rural em questões como esta. Vale a pena ouvir a abordagem, logo no início do primeiro bloco.

Perdas

Se em Mato Grosso os problemas são as chuvas em excesso, no Sul do Brasil a situação é inversa, com a estiagem causando perdas significativas nas áreas produtoras.

A ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina, já determinou uma força tarefa para avaliar todas as situações e disponibilizar mecanismos, como o seguro agrícola e outras opções.

Este é outro tema abordado no Momento Agrícola, ainda no primeiro bloco.

Outras

O Momento Agrícola comenta outras notícias relevantes no ambiente do Agro. Um deles é que, apesar dos problemas climáticos, as previsões da CONAB e do USDA são de colheitas no Brasil bem acima do esperado pelo mercado.

Outro assunto abordado refere-se aos preços da arroba bovina negociados em São Paulo, que estão se mantendo acima dos R$ 330 desde o início do ano, motivados pela retomada das importações da China.

Leia mais:  Momento Agrícola: Conjuntura do milho, manifestação em Brasília e entrevistas são destaques

Outras atrações do Momento Agrícola são as entrevistas. No segundo bloco, Arioli conversa com Odilon Lemos, da Embrapa, sobre “Oportunidades em Soja Não Transgênica”. No terceiro e no quarto blocos, respectivamente, os assuntos abordados são “Oportunidades em Feijões e Pulses”, com Marcelo Lüders, do IBRAFE; e “Quebramento e Apodrecimento de Vagens na Soja do MT”, com Leandro Zancanaro,

Para ouvir o Momento Agrícola na íntegra, clique abaixo:

Continue lendo

Envie sua sugestão

Clique no botão abaixo e envie sua sugestão para nossa equipe de redação
SUGESTÃO

Empresas & Produtos

Economia & Mercado

Contábil & Tributário

Governo & Legislação

Profissionais & Tecnologias

Mais Lidas da Semana