TANGARÁ DA SERRA

Setor Público & Agentes

Prefeitura alerta sobre comercialização de áreas junto ao Anel Viário, em Tangará da Serra

Publicado em

A comercialização de áreas localizadas às margens do Anel Viário de Tangará da Serra sem o devido processo de desmembramento e organização em loteamento vem motivando alertas do poder executivo municipal quanto ao aspecto da regularidade dos imóveis.

Recentemente, o prefeito Fábio Martins Junqueira, em postagem nas redes sociais, diante do conhecimento de publicações de vendas de áreas com menos de quatro hectares às margens do Anel Viário, afirmou: “Alerto os prováveis adquirentes de que no perímetro urbano as divisões de áreas se dão por loteamento ou desmembramento na forma da lei 6.766/79. Confiram no cadastro imobiliário se a área inferior a 4 hectares teve aprovação da divisão urbana”, colocou, reforçando que “antes de comprar, informe-se bem se o imóvel está devidamente regularizado”.

Comercialização de áreas às margens do Anel Viário vem motivando alertas do poder executivo municipal quanto ao aspecto da regularidade dos imóveis.

O gestor também chamou atenção para a questão ambiental. “Outra informação importante é que o rio Queima Pé acompanha margeando largo trecho do Anel Viário e sobre o manancial há uma zona de proteção de interesse ambiental e também em virtude da segurança hídrica do município”, acrescentou.

Já o secretário de Planejamento do município, Júlio Cesar Gomes da Silva, destacou ao Enfoque Business que nenhuma divisão de área urbana às margens de rodovias e estradas pode ter acesso direto à pista de rolamento. Segundo ele, toda divisão de área urbana às margens do Anel Viário deve ter, obrigatoriamente, uma rua lateral à área de domínio para acesso às propriedades.

Na sequência, áudio encaminhado pelo titular da SEPLAN sobre o assunto. Clicar no botão para ouvir.

Comentários Facebook
Advertisement

Setor Público & Agentes

Marcia Kiss assume pasta de Assistência Social em Tangará; Ana Lúcia alega surpresa

Published

on

O prefeito de Tangará da Serra, Vander Masson, apresentou e empossou na manhã desta segunda-feira, dia 08, a nova secretária municipal de Assistência Social.

A professora Marcia Regina Kiss Siqueira de Castro Cardoso foi empossada em ato ocorrido no Gabinete de Políticas Públicas para Mulheres (GPM), da Prefeitura Municipal.

Ela assume no lugar de Ana Lúcia Adorno de Souza, que ocupou o cargo entre janeiro e outubro de 2021. “Quero agradecer a Ana Lúcia pelo trabalho, empenho e esforço que dedicou à Secretaria ao longo desses 10 meses, deu o seu melhor e somos muito gratos a ela por isso”, disse o Prefeito Vander.

Márcia Kiss assumiu a pasta na manhã desta segunda-feira.

Marcia Kiss, como é mais conhecida no meio social, é casada com Arnaldo, mãe de 2 filhos: Matheus e Ana Clara. Nasceu em São Paulo/SP no dia 25/10/1972 e foi criada no Paraná.

Formada em Ciências Exatas e Pedagogia. É residente em Tangará da Serra desde março de 1995. Durante esses 26 anos em Tangará da Serra, trabalhou em várias escolas, dentre elas o Centro Municipal de Ensino Silvio Paternez, a Escola Acalanto, a Escola Objetiva, o Colégio Ideal, o Centro Infantil Caracol Kids e a Avance Colégio e Cursos, nas quais atuou como professora, no setor financeiro, como coordenadora pedagógica e como diretora.

Já foi Conselheira Tutelar e Coordenadora do CRAS (Centro de Referência em Assistência Social), na Vila Esmeralda.

Em 2016 e em 2020, Marcia Kiss foi candidata a vereadora em Tangará da Serra.

Ao ser empossada, Marcia assegurou que irá conduzir a Secretaria com dedicação. “Agradeço a oportunidade dada a mim pelo prefeito Vander Masson. Buscarei conduzir a Secretaria com sabedoria, com união e empenho de todos os servidores para conduzir a pasta”, disse, destacando que as ações serão com planejamento e atuando ao lado das demais secretarias.

Surpresa

Ana Lúcia Adorno atuou pela pasta desde janeiro, no início da atual gestão.

Comunicada de sua exoneração na última sexta-feira (05), Ana Lúcia Adorno de Souza, disse estar surpresa com a decisão do Executivo. Em entrevista veiculada pela rádio Serra FM nesta manhã de segunda-feira, Ana Lúcia relatou que, ao ser informada que deixaria a pasta de Assistência Social, ouviu o gabinete do Executivo que sua atuação não estava afinada com a gestão e que seu desempenho não foi o esperado pelo prefeito Vander Masson.

Ela disse, porém, que fez o possível para atender as expectativas da administração municipal e que, apesar das limitações estruturais e orçamentárias que enfrentou, buscou desempenhar suas funções da melhor maneira possível. Ana Lúcia agradeceu a oportunidade de compor a gestão municipal e disse torcer pelo êxito dos projetos em andamento na pasta.

(Redação EB, com Assessoria)

Comentários Facebook
Continue Reading

Envie sua sugestão

Clique no botão abaixo e envie sua sugestão para nossa equipe de redação
SUGESTÃO

Empresas & Produtos

Economia & Mercado

Contábil & Tributário

Governo & Legislação

Profissionais & Tecnologias

Mais Lidas da Semana