conecte-se conosco


Policia Federal

PF apreende quase um milhão de reais com passageiro no Aeroporto de SP

Publicado

Guarulhos/SP – A Polícia Federal apreendeu na sexta-feira (29/6), no Aeroporto Internacional de São Paulo, uma grande soma em dinheiro dentro de bagagem despachada para voo nacional.

Funcionários que operam os aparelhos de raio-x no porão de bagagens identificaram vários blocos suspeitos dentro de uma mala que iria para Porto Alegre/RS. Os policiais federais foram acionados e localizaram o passageiro, proprietário da bagagem suspeita. O homem, um brasileiro de 23 anos, foi conduzido à delegacia para acompanhar a revista em seus pertences. Dentro da mala, os policiais encontraram R$ 860 mil sem a documentação que comprovasse sua origem lícita. O dinheiro foi apreendido e instaurado inquérito policial para apurar a prática do crime de lavagem de dinheiro ou ocultação de valores.

Em outra ocorrência, policiais federais abordaram uma passageira, de 34 anos, na fila do check-in de voo para a França. Após uma breve entrevista, eles revistaram as bagagens da suspeita e encontraram cocaína, oculta dentro de oito cabides para roupas. Ao todo, foi apreendido mais de um quilo da droga. A mulher, nacional da Venezuela, foi presa em flagrante por tráfico internacional de drogas e será encaminhada ao presídio feminino da capital.

Fotos e vídeos da apreensão estão disponíveis para download por meio do link: https://drive.google.com/drive/folders/1F_7vij5iZQgBcx9e18qukArlYxflDgaz?usp=sharing

 

Fonte: Comunicação Social da Polícia Federal no Aeroporto Internacional de São Paulo/Guarulhos

Contato: (11) 2445-2212

publicidade

Policia Federal

PF investiga cartel e fraude em licitações na área de saúde

Publicado

Rio de Janeiro/RJ – A Polícia Federal deflagrou nesta quarta-feira (4/7) a Operação Ressonância, que tem como objetivo desarticular organização criminosa voltada à formação de cartel e à fraude em licitações para o fornecimento de equipamentos médicos e materiais hospitalares para a Secretaria de Saúde do Estado do Rio de Janeiro e para o Instituto Nacional de Traumatologia (INTO).

Aproximadamente 180 policiais federais cumprem 13 mandados de prisão preventiva, 9 mandados de prisão temporária e 43 mandados de busca e apreensão nos Estados do Rio de Janeiro, São Paulo, Paraíba, Minas Gerais e no Distrito Federal. Os mandados foram expedidos pela 7° Vara Federal Criminal do Rio de Janeiro e também foi determinada a intimação de um ex secretário de Saúde do Estado do Rio de Janeiro.

As investigações, que se desenvolvem juntamente com o MPF, decorrem de elementos colhidos na Operação Fatura Exposta, deflagrada pela PF em abril de 2017.  Outros dados existentes em inquéritos anteriormente instaurados pela Polícia Federal sobre o assunto, bem como elementos colhidos em processos administrativos do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (CADE) também subsidiam a apuração que indica a atuação de uma grande empresa do ramo de fornecimento de materiais e equipamentos médicos no sentido de manter sob influência a diretoria do INTO.

O objetivo dessa atuação seria direcionar os vencedores e os valores a serem pagos nos contratos de fornecimento do Instituto. Outras empresas interessadas em participar das licitações precisavam passar a integrar o cartel coordenado por essa grande empresa do ramo para ampliar as chances de sucesso.

Na ação de hoje, são investigadas 37 empresas e os crimes de formação de cartel, corrupção, fraude em licitações, organização criminosa e lavagem de dinheiro.

O nome da operação é uma referência ao tipo exame médico utilizado para diagnosticar a existência de doenças e a sua extensão.

 

Fonte: Comunicação Social da Polícia Federal no Rio de Janeiro

Contato: (21) 2203-4405 / 4406 / 4407

[email protected]

 

Continue lendo

Envie sua sugestão

Clique no botão abaixo e envie sua sugestão para nossa equipe de redação
SUGESTÃO

Empresas & Produtos

Economia & Mercado

Contábil & Tributário

Governo & Legislação

Profissionais & Tecnologias

Mais Lidas da Semana