conecte-se conosco


Setor Público & Agentes

Operação Carne Fraca: PF cumpre mandados no MT e outros oito estados

Publicado

Crimes de corrupção passiva praticados por auditores fiscais agropecuários federais em Mato Grosso e outros oito estados renderam da 4ª fase da Operação Carne Fraca, deflagrados pela Polícia Federal na manhã desta terça-feira (01/10). Na operação, a PF cumpre 68 mandados de busca e apreensão em Mato Grosso e outros oito estados.

Os mandados foram expedidos pela 1ª Vara Federal de Ponta Grossa, no Paraná e envolve cerca de 300 agentes federais.

A Operação Carne Fraca teve sua 1ª fase deflagrada em 2017. Os crimes investigados consistem no envolvimento de fiscais do Ministério da Agricultura em um esquema de liberação de licenças e fiscalização irregular de frigoríficos. Nesta operação, as irregularidades tem envolvimento da Brasil Foods BRF, uma das maiores companhias de alimentos do mundo, controladora das marcas Sadia, Perdigão, Qualy, Grabits, Banvit e Speedy Polo.

Um dos alvos da operação Carne Fraca em Mato Grosso é a União Avícola, de Nova Marilândia.

A Polícia Federal apurou que cerca de R$ 19 milhões foram pagos em espécie por meio do pagamento de planos de saúde e contratos fictícios firmados com pessoas jurídicas ligados aos fiscais.

Leia mais:  Município setorizará sistema de abastecimento para controle de perdas de água tratada

Um dos alvos da operação Carne Fraca em Mato Grosso é a União Avícola, de Nova Marilândia, pertencente ao ex-senador e ex-prefeito do município, Cidinho Santos. Buscas foram realizadas no endereço da empresa e no escritório sediado na capital do estado. Em Cuiabá, assim como Mirassol D’Oeste e Nova Mutum – outras cidades com empresas da BRF – também são realizadas buscas pelos policiais federais.

Segundo informações da PF, a empresa colaborou com as investigações, apontando cerca de 60 auditores fiscais agropecuários favorecidos com as vantagens indevidas.

Outros estados

Além das quatro cidades em Mato Grosso, as buscas e cumprimentos de mandados ocorrem no Paraná (Carambeí, Castro, Ponta Grossa e Curitiba), São Paulo (capital), Santa Catarina (Balneário Camboriú, Blumenau, Itajaí, Navegantes, Capinzal, Chapecó, Herval d’Oeste, Joaçaba, Luzerna, Florianópolis e Videira), Goiás (Mineiros, Jataí, Rio Verde, Paranaiguara e Goiânia), Pará (Xinguara), Rio Grande do Sul (Lajeado, Nova Prata, São Jorge, Serafina Corrêa, Marau, Montenegro e Santa Cruz do Sul), Minas Gerais (Belo Horizonte) e cidade do Rio de Janeiro.

Leia mais:  SANEAMENTO: Adução do Sepotuba, tratamento de esgoto e microdrenagem são prioridades imediatas

(Fotos: CS SPPR e Repórter News)

publicidade

Setor Público & Agentes

Marcia Kiss assume pasta de Assistência Social em Tangará; Ana Lúcia alega surpresa

Publicado

O prefeito de Tangará da Serra, Vander Masson, apresentou e empossou na manhã desta segunda-feira, dia 08, a nova secretária municipal de Assistência Social.

A professora Marcia Regina Kiss Siqueira de Castro Cardoso foi empossada em ato ocorrido no Gabinete de Políticas Públicas para Mulheres (GPM), da Prefeitura Municipal.

Ela assume no lugar de Ana Lúcia Adorno de Souza, que ocupou o cargo entre janeiro e outubro de 2021. “Quero agradecer a Ana Lúcia pelo trabalho, empenho e esforço que dedicou à Secretaria ao longo desses 10 meses, deu o seu melhor e somos muito gratos a ela por isso”, disse o Prefeito Vander.

Márcia Kiss assumiu a pasta na manhã desta segunda-feira.

Marcia Kiss, como é mais conhecida no meio social, é casada com Arnaldo, mãe de 2 filhos: Matheus e Ana Clara. Nasceu em São Paulo/SP no dia 25/10/1972 e foi criada no Paraná.

Formada em Ciências Exatas e Pedagogia. É residente em Tangará da Serra desde março de 1995. Durante esses 26 anos em Tangará da Serra, trabalhou em várias escolas, dentre elas o Centro Municipal de Ensino Silvio Paternez, a Escola Acalanto, a Escola Objetiva, o Colégio Ideal, o Centro Infantil Caracol Kids e a Avance Colégio e Cursos, nas quais atuou como professora, no setor financeiro, como coordenadora pedagógica e como diretora.

Leia mais:  SANEAMENTO: Adução do Sepotuba, tratamento de esgoto e microdrenagem são prioridades imediatas

Já foi Conselheira Tutelar e Coordenadora do CRAS (Centro de Referência em Assistência Social), na Vila Esmeralda.

Em 2016 e em 2020, Marcia Kiss foi candidata a vereadora em Tangará da Serra.

Ao ser empossada, Marcia assegurou que irá conduzir a Secretaria com dedicação. “Agradeço a oportunidade dada a mim pelo prefeito Vander Masson. Buscarei conduzir a Secretaria com sabedoria, com união e empenho de todos os servidores para conduzir a pasta”, disse, destacando que as ações serão com planejamento e atuando ao lado das demais secretarias.

Surpresa

Ana Lúcia Adorno atuou pela pasta desde janeiro, no início da atual gestão.

Comunicada de sua exoneração na última sexta-feira (05), Ana Lúcia Adorno de Souza, disse estar surpresa com a decisão do Executivo. Em entrevista veiculada pela rádio Serra FM nesta manhã de segunda-feira, Ana Lúcia relatou que, ao ser informada que deixaria a pasta de Assistência Social, ouviu o gabinete do Executivo que sua atuação não estava afinada com a gestão e que seu desempenho não foi o esperado pelo prefeito Vander Masson.

Leia mais:  Representantes de Tangará da Serra participam de assembleia e reafirmam adesão ao Consórcio do Rio Paraguai

Ela disse, porém, que fez o possível para atender as expectativas da administração municipal e que, apesar das limitações estruturais e orçamentárias que enfrentou, buscou desempenhar suas funções da melhor maneira possível. Ana Lúcia agradeceu a oportunidade de compor a gestão municipal e disse torcer pelo êxito dos projetos em andamento na pasta.

(Redação EB, com Assessoria)

Continue lendo

Envie sua sugestão

Clique no botão abaixo e envie sua sugestão para nossa equipe de redação
SUGESTÃO

Empresas & Produtos

Economia & Mercado

Contábil & Tributário

Governo & Legislação

Profissionais & Tecnologias

Mais Lidas da Semana