TANGARÁ DA SERRA

Mato Grosso

Moradores de VG se emocionam ao receber título definitivo do imóvel

Publicado em

Após anos de espera, Ana Maria Benevides recebeu o título definitivo do imóvel onde mora em Várzea Grande na noite de terça-feira (03). A copeira que vive na Cohab Cabo Michel e foi uma das 400 famílias beneficiadas pelo programa “Endereço Certo”, ação de regularização fundiária urbana do Governo do Estado por meio do Desenvolve MT.

“Estou emocionada. Meu coração está palpitando forte no peito, porque são mais de 20 anos esperando por este documento. O desejo de conquistar a escritura da nossa casa era um desejo muito grande não só meu, mas também de todos os moradores beneficiados nesta noite. O trabalho chegou em uma boa hora para nós e agora só temos que agradecer o governador pela realização do nosso sonho”, disse Ana Maria.

Com o documento em mãos, a copeira já pensa em reformar a casa para trazer mais conforto para sua família. “A partir de hoje vou conseguir realizar o sonho de aumentar a minha casa, dando mais espaço e conforto para minha família”, conta.

Quem também estava com o sorriso no rosto era Merce Alves Rodrigues, moradora há 30 anos do bairro Jardim Primavera, que foi também contemplado pelo programa. “Hoje é dia comemorar e agradecer a Deus e ao governador por realizar nosso sonho. Agora eu sei que a casa é minha”, disse, emocionada, a dona de casa.

Além das famílias da Cohab Cabo Michel e Jardim Primavera, os bairros 07 de maio, Tarumã I e 24 de dezembro também foram beneficiados com o documento. O presidente da Desenvolve MT, José Adolpho Vieira, disse que só na cidade industrial já foram entregues quase dois mil títulos e que a meta para o município é chegar aos cinco mil até o final do ano.

“Estamos com o sentimento de dever cumprido, realizando o sonho dessas famílias. Este era o desejo do governador e é uma satisfação enorme da nossa equipe, que não está medindo esforços para conseguir atingir as metas, entregando, pelo menos, cinco mil títulos no município até o final do ano”, afirmou.

O governador Pedro Taques disse que o programa “Endereço Certo” está concretizando um direito do cidadão. “Esta é a quinta vez que estamos entregando títulos em Várzea Grande. Amanhã será na grande Morada da Serra, beneficiando três mil famílias. Isso significa transformação, tratando o mais humilde com dignidade”, disse.

Grande Morada da Serra

Nesta quarta-feira (04.07), as famílias da região do Grande CPA serão os próximos contemplados pela entrega dos títulos definitivos do Programa ‘Endereço Certo’. A solenidade será realizada, às 19 horas, no Comando Geral da Polícia Militar, na avenida Historiador Rubens de Mendonça – Av. do CPA. Os mutuários que ainda não deram entrada no processo de regularização do título definitivo da casa, podem procurar a unidade da Desenvolve MT, na rua 13 de junho (antigo Bemat), em frente ao Hemocentro, em Cuiabá.

Comentários Facebook
Advertisement

Mato Grosso

UTI Pediátrica de Rondonópolis ameaça fechar e internações serão suspensas nesta quinta

Published

on

Leitos da uti pediátrica da Santa Casa de Rondonópolis – Foto: Varlei Cordova/AGORAMT

A Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) Pediátrica do Hospital Santa Casa de Misericórdia ameaça uma nova paralisação, em Rondonópolis (MT). Os médicos que prestam assistência ao Hospital comunicaram que encerrarão as atividades na unidade no dia 15 de julho de 2018. O motivo continua sendo o problema financeiro do filantrópico e as informações foram repassadas através de uma nota de esclarecimento da diretoria da Santa Casa.

Conforme informações, as internações na UTI Pediátrica serão interrompidas a partir das 18h dessa quinta-feira (5), como forma de evitar a necessidade de transferências de pacientes. No documento consta que o problema não é apenas referente a manutenção da UTI Pediátrica, mas em todo o Hospital, onde falta a regularidade no repasse dos valores referentes aos serviços prestados ao Sistema Único de Saúde (SUS), bem como reajuste na tabela de preços, além do ressarcimento do déficit acumulado desde dezembro de 2015.

Protesto em frente a Santa Casa pelo não fechamento da UTI neonatal - Foto: Varlei Cordova/AGORAMTProtesto em frente a Santa Casa pelo não fechamento da UTI neonatal – Foto: Varlei Cordova/AGORAMT

No ano passado, a população rondonopolitana se mobilizou através de manifestação, após uma paralisação que durou 21 dias na UTI Pediátrica. Mais de 200 pessoas se reuniram na praça em frente a Santa Casa para uma caminhada pedindo a volta da UTI que havia sido fechada por falta de recursos do governo do estado.

 

SEGUE NOTA DE ESCLARECIMENTO 

Imagem: WhatsApp Image 2018 07 04 at 09.28.16

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Fonte: Agora MT

Comentários Facebook
Continue Reading

Envie sua sugestão

Clique no botão abaixo e envie sua sugestão para nossa equipe de redação
SUGESTÃO

Empresas & Produtos

Economia & Mercado

Contábil & Tributário

Governo & Legislação

Profissionais & Tecnologias

Mais Lidas da Semana