conecte-se conosco


Agronegócio & Produção

Momento Agrícola: Novos hábitos de consumo, açúcar, tecnologia paga mas não utilizada e futuro do milho são destaques

Publicado

As mudanças nos hábitos de consumo potencializadas pela pandemia do novo coronavírus que podem afetar o Agro, as exportações e o possível déficit no açúcar no mercado global, o programa do governo para levar as tecnologias 4.0 para o campo e o futuro do milho em Mato Grosso no são os principais destaques da edição desta semana do Momento Agrícola.

O programa radiofônico semanal é produzido e apresentado pelo produtor rural, engenheiro agrônomo e consultor Ricardo Arioli Silva e veiculado semanalmente pela rede de rádios do Agro e pelo Enfoque Business. (Link do programa ao final da matéria)

Novos hábitos

Arioli destaca, no primeiro bloco do programa, relatório do Rabobank que aponta para a consolidação de novos hábitos de consumo das pessoas em todo o mundo. São tendências que já se anunciavam antes da ocorrência da pandemia no planeta e que, através dela, estão se realizando.

Entre estes novos hábitos está a preocupação dos consumidores com produtos mais saudáveis e sustentáveis que, certamente, terão grande influência no Agro. Entre os setores a serem impactados estão o de açúcar, sucos, proteínas e café.

Leia mais:  Em Tangará: Senar-MT promove Dias de Campo sobre leite, frutas, hortaliças e flores

Ricardo Arioli faz uma abordagem pontual sobre esta questão.

Açúcar

Açúcar: Previsão de déficit do produto no mercado global.

 

Sobre o açúcar, o Momento Agrícola informa que as exportações brasileiras do produto no mês de agosto foram de 3,47 milhões de toneladas, o que representa mais que o dobro (118%) do volume embarcado em agosto do ano passado. As informações são da Secretaria de Comercio e Exportação (Secex).

Arioli observa que embora os preços internacionais do açúcar tenham retrocedido cerca de 6% em 2020, as exportações aumentaram. Isto por causa da retração do consumo do etanol provocada pela pandemia, o que fez as usinas ampliarem o foco na produção de açúcar.

Por outro lado, a Organização Internacional do Açúcar (O.I. Açúcar) prevê um déficit do produto no mercado internacional nos próximos meses.

Tecnologia 4.0

Ainda no primeiro bloco do Momento Agrícola, Ricardo Arioli discorre sobre programa lançado conjuntamente pelos ministérios da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, da Economia e da Ciência e Tecnologia, e, ainda, a Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI), para levar as tecnologias 4.0 ao campo.

Leia mais:  Momento Agrícola: Avaliações e o legado do Famato Embrapa Show são os destaques

O objetivo é aumentar a eficiência da produção, assim como a produtividade e a redução de custos.

Máquinas com tecnologias embarcadas de última geração: Inovações pagas e não utilizadas.

Arioli observa, porém, que o programa remete à conectividade no campo, que hoje é um recurso precário, limitado e caro no Brasil. “Estas limitações nos levam à perda de oportunidades. Pagamos caro por tecnologias embarcadas de última geração nos maquinários que adquirimos e não conseguimos usá-las justamente pela falta de conectividade e pessoal treinado”, observa.

Ricardo Arioli discorre com muita propriedade sobre o assunto no programa.

Outras

A Situação da Pecuária de Corte, com Michel Torteli, da FinPec, e o Futuro do Milho em Mato Grosso, com Marino Franz, da FS Bioenergia são outras duas abordagens importantes no programa desta semana.

Para ouvir o Momento Agrícola na íntegra, clique abaixo.

 

publicidade

Agronegócio & Produção

Em Tangará: Senar-MT promove Dias de Campo sobre leite, frutas, hortaliças e flores

Publicado

A Assistência Técnica e Gerencial (ATeG) do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural de Mato Grosso (Senar-MT), em parceira com o Sindicato Rural, realizará a partir desta sexta-feira (01.07), quatro Dias de Campo em Tangará da Serra.

Ao todo serão realizados 100 dias de campo em todo o estado. Os encontros iniciaram e junho e seguem até o dia 14 de julho, com o objetivo de divulgar os resultados já obtidos nas propriedades e reunir os produtores rurais atendidos. Por dia, até nove eventos serão realizados de forma simultânea pelo estado abrangendo as mais diversas cadeias produtivas atendidas pela ATeG em Mato Grosso. Dentre elas estão pecuária de leite, pecuária de corte, olericultura, piscicultura, fruticultura, floricultura, ovinocultura, apicultura etc.

Em Tangará da Serra, de acordo com o Supervisor da ATeG Senar, Thiago Salapata, os Dias de Campo iniciam nesta sexta-feira, dia 1º de julho, com “Bovinocultura de leite” e segue no sábado, 2, com ‘Floricultura’. Na segunda e terça-feira, dias 4 e 5, serão realizados os outros dois eventos, tratando sobre ‘Olericultura’ e ‘Fruticultura’.

Leia mais:  Momento Agrícola: Avaliações e o legado do Famato Embrapa Show são os destaques

“Tangará da Serra contém essas quatro cadeias já sendo assistidas pela Assistência Técnica e será presenteada com esses Dias de Campo”, afirma,

ao destacar que em todos os dias, além de temas específicos relacionados a cadeia, falarão também sobre primeiros socorros na zona rural.

“Em todos os Dias de Campo temos uma estação específica, que são os primeiros socorros, que a gente viu a necessidade no campo, pois muitas vezes os cuidados iniciais que possam ser feitos, aumentam as chances de a pessoa chegar com vida até o socorro médico ou evita um agravamento maior por causa de algum acidente com animais peçonhentos, algum envenenamento na propriedade que possa ocorrer, por exemplo”.

As atividades serão realizadas em propriedades rurais atendidas pela Assistência Técnica e Gerencial. A participação é aberta ao público e destinado a todos os produtores rurais – mesmo que não sejam atendidos pela ATeG – profissionais da área, parceiros e estudantes. Os interessados devem procurar o Sindicato Rural.

  • Data: 01/07 (sexta-feira):
Leia mais:  Em Tangará: Senar-MT promove Dias de Campo sobre leite, frutas, hortaliças e flores

DIA DE CAMPO “BOVINOCULTURA DE LEITE”

Horário: das 7h30 às 11h30

Local: Sítio São Gabriel/ Gleba São Paulo

 

  • Data: 02/07 (sábado)

DIA DE CAMPO FLORICULTURA

Horário: das 7h30 às 11h30

Local: Chácara Imperial/ Comunidade São José

 

  • Data: 04/07 (segunda-feira)

DIA DE CAMPO OLERICULTURA

Horário: das 7h30 às 11h30

Local: Chácara Santo Expedito/ Comunidade São José

 

  • Data: 05/07 (terça-feira)

DIA DE CAMPO FRUTICULTURA

Horário: das 7h30 às 11h30

Local: Sítio Dois Irmãos/ Comunidade Córrego das Pedras

 

(Fonte: Sindicato Rural de Tangará da Serra e Diário da Serra)

Continue lendo

Envie sua sugestão

Clique no botão abaixo e envie sua sugestão para nossa equipe de redação
SUGESTÃO

Empresas & Produtos

Economia & Mercado

Contábil & Tributário

Governo & Legislação

Profissionais & Tecnologias

Mais Lidas da Semana