conecte-se conosco


Cidades & Geral

Fumaça das queimadas cobre boa parte do estado; Em Tangará da Serra, além da fumaça, calor não dará trégua

Publicado

A fumaça gerada pelas queimadas estão cobrindo boa parte do estado de Mato Grosso. Os incêndios em vegetações do Pantanal, na Chapada dos Guimarães e nas áreas urbanas e rurais tornam ainda pior o ar já com baixíssima umidade relativa, típico deste período do ano em toda a região Centro Oeste do Brasil.

Em Tangará da Serra, a fumaça vem de longe. As queimadas na região sul do estado – Pantanal e Chapada dos Guimarães – repercutem na Serra de Tapirapuã com a ação dos ventos. Mas há também o fogo em áreas urbanas e na zona rural, como aconteceu ontem nas regiões de Joaquim do Boche e Gleba Triângulo. Também há focos na Chapada dos Parecis.

Na Lions Internacional, fumaça diminui visibilidade.

Segundo informações do Corpo de Bombeiros repassadas à imprensa local na manhã desta terça-feira, as queimadas são tanto espontâneas como provocadas pela ação humana.

Na capital, fumaça é ainda mais intensa em razão das queimadas (foto internauta).

A fumaceira é sentida principalmente na capital, que desde o final de semana está envolta numa densa nuvem de fumaça.

Leia mais:  Governo endurece contra aglomerações e triplica valor de multas a pessoas físicas e jurídicas reincidentes

Meteorologia

A estiagem não dá trégua em Mato Grosso. Segundo sites especializados, não há previsão de chuvas para os próximos dez dias e a temperatura máxima para esta terça-feira (01.09) poderá chegar aos 38 graus à tarde. Entre amanhã (quarta) e domingo, as temperaturas máximas irão variar entre 34°C (amanhã) e 42 graus celsius o próximo domingo (06.09).

A umidade relativa do ar segue crítica. Se nesta terça-feira a umidade fica na casa dos 11%, no próximo domingo deverá ficar abaixo dos 10% em razão do aumento do calor.

publicidade

Cidades & Geral

Barra do Bugres: Maternidade tem recursos de R$ 500 mil, com obras previstas para março

Publicado

As obras da maternidade pública de Barra do Bugres deverão iniciar no mês de março. Ao menos é esta a expectativa após o anúncio de uma verba do Estado, no valor de R$ 500 mil, que será assegurada através de emenda parlamentar.

A emenda parlamentar foi anunciada pelo deputado estadual Paulo Araújo (PP) durante reunião no auditório da Câmara Municipal com a prefeita de Barra do Bugres, Maria Azenilda Pereira (MDB), vereadores e secretários. Também participaram da reunião o presidente do Conselho Municipal de Saúde, Marcos Aurélio da Silva, e o presidente da Associação Comercial e Industrial de Barra do Bugres (ACIBB), Iandro Almicci.

A pauta da reunião foi a construção da maternidade de Barra do Bugres. O município, que não conta com nenhum hospital público ou privado, se obriga a encaminhar gestantes para partos em maternidade no município vizinho de Arenápolis, o que significa, também, aumento de custos.

Segundo o presidente do Conselho Municipal de Saúde, Marcos Aurélio da Silva, o projeto da obra já está em análise para que as obras tenham início o mais rápido possível, já que se trata de uma demanda urgente do município.

Leia mais:  Tangará da Serra: Empresário e ex-diretor do Samae estaria cotado para assumir autarquia em 2021

Segundo informações do município, em se confirmando o depósito dos recursos prometidos pelo deputado, as obras terão início já em março próximo.

Continue lendo

Envie sua sugestão

Clique no botão abaixo e envie sua sugestão para nossa equipe de redação
SUGESTÃO

Empresas & Produtos

Economia & Mercado

Contábil & Tributário

Governo & Legislação

Profissionais & Tecnologias

Mais Lidas da Semana