conecte-se conosco


Infraestrutura & Logística

Estradas: Concessão Itanorte-Jangada prevê trechos duplicados e com terceira faixa

Publicado

Os 233 quilômetros do trajeto Itanorte-Jangada terão trechos de via duplicada e outros com terceira pista. A informação foi repassada ontem pela manhã pelo governo do Estado, durante a presença da comitiva governamental em Tangará da Serra, por ocasião das celebrações do 45º aniversário da cidade.

Em entrevista ao repórter Kleber Leite, da Rádio Tangará, o secretário de Estado de Infraestrutura, Marcelo ‘Padeiro’ Oliveira, disse que os trechos duplicados e com terceira pista estão previstos no contrato de concessão com a Via Brasil, concessionária que venceu o leilão na bolsa de valores oficial do Brasil, em São Paulo, em novembro do ano passado. “Esta rodovia vai ter investimento altíssimo durante 30 anos, com partes com terceira faixa e algumas com duplicação, o que favorecerá o desenvolvimento dessa região”, disse, na entrevista.

Padeiro não mencionou prazos para as obras de duplicação e terceira pista, nem os pontos que receberão estas intervenções. Presume-se, porém, que serão priorizados os trechos com maior fluxo de cargas, como Tangará/Nova Olímpia e Nova Olímpia/Barra do Bugres. Nestes pontos, fluxos intensos incluem trânsito de caminhões canavieiros.

Leia mais:  Obras autorizadas na 358, no Chapadão, consolidam uma solução para os gargalos logísticos do MT

Por conta da assinatura do contrato, foi repassado, por 30 anos, o trecho com 233,2 quilômetros para execução de serviços de conservação, recuperação, manutenção e implantação de melhorias rodoviárias, num total de R$ 815 milhões ao longo dos 233,2 quilômetros das rodovias MT-246, MT-343, MT-358 e MT-480.

Estão previstas, ainda, quatro praças de pedágio, cuja tarifa será de R$ 7,90. O funcionamento das praças será iniciado no segundo ano de concessão e somente após o término dos serviços iniciais.

(*) Na sequência, áudio da entrevista concedida por Marcelo Padeiro a Kleber Leite.

publicidade

Infraestrutura & Logística

MT-358: Trecho entre Tangará e Serra dos Parecis segue em reparos pela concessionária

Publicado

O trecho da MT-358 entre o perímetro urbano de Tangará da Serra e a Serra dos Parecis está recebendo trabalhos de restauração pela Via Brasil, concessionária responsável pela rodovia. Os trabalhos consistem na recuperação do pavimento para posterior aplicação de capa asfáltica.

A MT-358, vale lembrar, está concessionada para o Consórcio Via Brasil já há um ano, deste maio do ano passado O trecho da rodovia entre Tangará da Serra e a Serra dos Parecis sofreu grave deterioração com o último período chuvoso. Acidentes foram registrados em razão do mau estado da pista.

Simultaneamente aos trabalhos de recuperação da estrada, a concessionária já constrói as praças de pedágio, cuja cobrança acontecerá a partir do ano que vem.

A tarifa atual para cada uma das quatro praças de pedágio é de R$ 9,40, mas deverá sofrer reajuste a partir de 2023.

Ao longo do trecho Itanorte-Jangada – que inclui as MTs 358, 343 e 246 até o entroncamento com a BR-163 – serão quatro praças de pedágio, sendo uma no alto da Serra dos Parecis, uma nas proximidades do distrito de São Joaquim (antes do trecho em declive da Serra de Tapirapuã) e duas entre Nova Olímpia/Barra do Bugres e a rodovia federal já citada.

Leia mais:  MT-358: Trecho entre Tangará e Serra dos Parecis segue em reparos pela concessionária

A tarifa atual para cada uma das quatro praças de pedágio é de R$ 9,40, mas deverá sofrer reajuste a partir de 2023 para reposição de perdas inflacionárias.

Continue lendo

Envie sua sugestão

Clique no botão abaixo e envie sua sugestão para nossa equipe de redação
SUGESTÃO

Empresas & Produtos

Economia & Mercado

Contábil & Tributário

Governo & Legislação

Profissionais & Tecnologias

Mais Lidas da Semana