TANGARÁ DA SERRA

Economia & Mercado

Empregos: Tangará da Serra registra crescimento de 23% em 12 meses

Publicado em

O município de Tangará da Serra registrou um incremento de 23,02% no saldo de empregos no período de 12 meses entre novembro de 2018 e o mesmo mês de 2019. Os números são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED) e constam nos registros apresentados pela Secretaria de Trabalho e Empregos do Ministério da Economia.

Segundo o órgão, entre novembro de 2018 e novembro do ano passado foram registradas 11.370 admissões contra 10.408 desligamentos, perfazendo um saldo positivo de 962 novos empregos gerados ao longo de 12 meses. Em novembro de 2018, nos 12 meses desde novembro de 2017, o saldo positivo de novas vagas foi de 782.

(Veja, ao final da matéria, tabela e gráfico elaborado pelo Enfoque Business)

Somente no mês de novembro último, o mercado de trabalho em Tangará da Serra apontou um saldo positivo de 53 novos empregos, conforme já divulgado pelo Enfoque Business no último dia 30.

O carro-chefe do crescimento foram os setores de Comércio e Serviços, que juntos responderam por um saldo positivo de 592 empregos, viabilizados pela instalação de novas empresas destes dois setores em 2019.

Tabela/Gráfico Enfoque Business

Comentários Facebook
Advertisement

Economia & Mercado

Preço médio da gasolina e do etanol registram queda de 2,5% na semana; Diesel se mantém

Published

on

O preço médio da gasolina e do etanol vendidos nos postos do Brasil tiveram queda em comparação com a semana anterior, segundo a Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).

A gasolina foi comercializada, em média, a R$5,74 o litro, 2,5% menor que na semana anterior. Já o etanol também teve recuo no preço de 2,5%, e foi vendido em média de R$4,21 por litro.

Esta é a quinta queda semanal consecutiva na gasolina e contempla totalmente a redução de 4,9% nos preços da Petrobras nas refinarias, a partir do dia 20 de julho, e parcialmente a redução de 3,88%, que entrou em vigor nesta sexta-feira.

Já o diesel S-10, o mais usado no país, manteve-se mais uma vez praticamente estável, com ligeira queda de 0,5%, indo a 7,51 reais o litro, em média. A petroleira não reduziu o preço do combustível em nenhum dos dois reajustes que fez neste mês.

(Fonte: Money Times)

Comentários Facebook
Continue Reading

Envie sua sugestão

Clique no botão abaixo e envie sua sugestão para nossa equipe de redação
SUGESTÃO

Empresas & Produtos

Economia & Mercado

Contábil & Tributário

Governo & Legislação

Profissionais & Tecnologias

Mais Lidas da Semana