conecte-se conosco


Saúde Pública

COVID-19 avança em 8% no país; MT registra 10ª morte e aguarda equipamentos da China

Publicado

Chegou a 4.543 o número de mortes por Covid-19 no Brasil. A informação é do Ministério da Saúde, em boletim divulgado nesta segunda-feira (27.04). Os casos confirmados da doença já são 66.501, o que coloca o País em 11º lugar mundial em número de pessoas infectadas.

No domingo, Ministério da Saúde registrava 4.205 óbitos e 61.888 pessoas com diagnóstico de infecção pelo novo coronavírus. Em 24 horas, houve a notificação de 4.613 casos (avanço de 7,45%) e de 338 novos óbitos, num índice de 8,03% a mais.

Em todo o mundo, mais de 3 milhões de pessoas foram infectadas pelo novo vírus, segundo monitoramento da Universidade Johns Hopkins, nos Estados Unidos. O número de mortos chega a 208,5 mil. Os Estados Unidos são o país mais afetado, com 972,9 mil infectados e 55,5 mil óbitos.

Mato Grosso e Tangará da Serra

Em Tangará da Serra, não há novos casos de infecção pelo novo coronavírus desde o dia 08 de abril. Os cinco pacientes até então acometidos da doença evoluíram para cura clínica. Não há internados e são 23 os casos suspeitos. O Laboratório Central do estado descartou, até agora, 16 casos suspeitos no município.

Leia mais:  Campanha: No dia ‘D’, crianças são incentivadas a receberem as doses contra pólio e multivacinação

Em Mato Grosso, o número de pessoas infectados pela doença subiu para 257, sete pacientes a mais em 24 horas. Também o registro da 10ª morte por COVID-19 no estado, de um idoso de 92 anos que morava no Rio de Janeiro e estava em visita a parentes em Mato Grosso.

Equipamentos para MT

As primeiras aquisições de equipamentos hospitalares e de proteção que o Governo do Estado fez na China serão entregues nesta terça-feira (28.04). São 200 camas hospitalares e cinco mil óculos de proteção, que desembarcam no Aeroporto Marechal Rondon, em Várzea Grande.

As camas hospitalares serão destinadas ao Hospital Metropolitano de Várzea Grande, que passa por obras de ampliação para leitos exclusivos no tratamento de pacientes da Covid-19 e devem ser entregues no início de maio.

Já os óculos de proteção serão distribuídos aos profissionais da rede estadual de saúde, que atuam diretamente no combate ao novo coronavírus.

Os equipamentos foram embarcados em Shangai, na China, no início de abril. Parte do trajeto foi feito pelo mar, da China até os Estados Unidos, e o restante de avião, até Mato Grosso.

Leia mais:  Tangará da Serra: Aumento de quase 170% nos casos de Covid-19 leva município a retomar toque de recolher

Também estão a caminho do Estado as aquisições de camas hospitalares elétricas (255), macacões de proteção (40 mil), protetores faciais (5 mil), máscaras cirúrgicas (500 mil) e do tipo KN95 (50 mil).

O Estado ainda adquiriu 20 mil testes Covid-19 e de 215 monitores e 120 respiradores.

publicidade

Saúde Pública

Vacina Covid-19: ERS Tangará recebe 1.700 doses pediátricas; Esquema vacinal é diferenciado

Publicado

O Escritório Regional de Saúde (ERS) de Tangará da Serra recebeu no último sábado uma remessa de 1.700 doses de vacinas contra a Covid-19, da Pfizer, para aplicação em crianças de 05 a 11 anos.

As doses pediátricas chegaram por volta das 15h30, via terrestre, e serão distribuídas aos 10 municípios da região de abrangência do ERS já a partir desta segunda-feira (17). O ERS apenas aguarda o recebimento da resolução de distribuição para disponibilizar os lotes aos municípios.

Esquema diferenciado

Mato Grosso recebeu do Ministério da Saúde na última sexta-feira 23 mil doses de vacinas pediátricas contra Covid-19. A primeira remessa é da Pfizer (Comirnaty).

De acordo com as recomendações da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), a vacinação desse público precisa ser realizada em ambiente específico e segregado da vacinação de adultos.

Outra recomendação é que a sala em que se dará a aplicação em crianças seja exclusiva para a aplicação dessa vacina; não se podendo aplicar outras vacinas, ainda que pediátricas. A vacina contra Covid-19 não pode ser administrada de forma concomitante a outras vacinas do calendário infantil, precisando respeitar um intervalo de 15 dias.

Leia mais:  Coronavírus: Em sessão virtual, Senado reconhece estado de calamidade pública no país

O esquema vacinal para crianças terá o intervalo de oito semanas. O imunizante tem dosagem e composição diferentes da que é utilizada na dose para os maiores de 12 anos. A vacina para crianças será aplicada em duas doses de 0,2 mL (equivalente a 10 microgramas). A tampa do frasco da vacina virá na cor laranja, para facilitar a identificação pelas equipes de vacinação e também pelos pais, mães e cuidadores que levarão as crianças para serem vacinadas.

Continue lendo

Envie sua sugestão

Clique no botão abaixo e envie sua sugestão para nossa equipe de redação
SUGESTÃO

Empresas & Produtos

Economia & Mercado

Contábil & Tributário

Governo & Legislação

Profissionais & Tecnologias

Mais Lidas da Semana